Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.
GEOGRAFIA<br />AULA 04 - NORDESTE <br />Pobreza, Seca, Crescimento Industrial, Transposição e Questão Agrária<br />Profº M...
Nordeste: Pobreza, Seca, Crescimento Industrial, Transposição e Questão Agrária<br />Prof. Nonato Bouth<br />nonatobouth@h...
A POBREZA NORDESTINA (HISTÓRICO)<br />Séc. XVI e XVII<br />Litoral do Nordeste área de atração populacional.<br />Prática ...
Séc. XIX até metade do séc. XX<br />Elite: O que causa a pobreza é a Seca.<br />Adota a Solução Hidráulica a  partir da co...
Nordeste<br />Indústria da seca<br />O fenômeno natural das secas no nordeste ensejou o surgimento de um fenômeno político...
A Indústria  da seca<br />As verdadeiras causas da seca<br />A SECA NÃO DETERMINA A POBREZA. ELA COLOCA EM EVIDÊNCIA AS SU...
 A concentração fundiária (a Cerca)
 A distribuição de alimentos com fins eleitoreiros </li></li></ul><li>
d) Déc. 60 até início déc. 90<br />Elite: Pobreza X Atraso Industrial.<br />Solução Industrial e Energética.<br />Solução ...
Déc 80: Foi inegável o crescimento industrial nordestino.<br />Não minimizou a pobreza.<br />Fatores:<br />Não absorveu ad...
e) Pós- 90<br />Retomada da solução hidráulica.<br />Transposição do rio São Francisco.<br />
ARGUMENTOS CONTRÁRIOS<br />ARGUMENTO FAVORÁVEL<br />Alto custo e resultado incerto.<br />Problemas ambientais - evaporação...
O que fazer para não prejudicar o rio São Francisco a partir da transposição<br />Revitalizar a bacia do rio São Francisco...
Seca, desertização e desertificação são<br />fenômenos distintos, embora sejam muitas<br />vezes confundidos.<br />As caus...
Por que chove pouco no sertão<br />O Sertão é a sub-região que apresenta o menor volume pluviométrico de todo o país. A es...
CHUVA OROGRÁFICA OU DE RELEVO<br />SERTÃO<br />AGRESTE<br />
O Polígono das Secas <br />
Desertização<br />Desertificação<br />É um processo natural da formação de desertos que independe da ação antrópica, mas q...
Desertização: processo natural de formação de desertos. É um fenômeno muito lento, independente de qualquer ação humana, a...
Causas da Desertificação:<br />O uso intensivo e inadequado do solo em regiões de ecossistemas frágeis com baixa capacidad...
É preciso dar o peixe e ensinar a pescar.<br />
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

Nordeste pobreza x seca x atraso industrial x transposição x questào agrári

Região Nordeste abordando a relação entre seca, pobreza, atraso e crescimento industrai além da questão da transposição das águas do rio São Francisco.

  • Loggen Sie sich ein, um Kommentare anzuzeigen.

Nordeste pobreza x seca x atraso industrial x transposição x questào agrári

  1. 1. GEOGRAFIA<br />AULA 04 - NORDESTE <br />Pobreza, Seca, Crescimento Industrial, Transposição e Questão Agrária<br />Profº Ms. Nonato Bouth<br />Doutorando em Ciências da Educação<br />nonatobouth@hotmail.com<br />nonatobouth.blogspot.com<br />
  2. 2. Nordeste: Pobreza, Seca, Crescimento Industrial, Transposição e Questão Agrária<br />Prof. Nonato Bouth<br />nonatobouth@hotmail.com<br />www.geoamazonia.com<br />
  3. 3. A POBREZA NORDESTINA (HISTÓRICO)<br />Séc. XVI e XVII<br />Litoral do Nordeste área de atração populacional.<br />Prática e desenvolvimento da atividade canavieira.<br />Séc. XVII / XVIII<br />Nordeste área de repulsão populacional.<br />Decadência da atividade canavieira.<br />Concorrência do açúcar antilhano (Holandeses).<br />
  4. 4. Séc. XIX até metade do séc. XX<br />Elite: O que causa a pobreza é a Seca.<br />Adota a Solução Hidráulica a partir da construção de poços e açudes.<br />DNOCS (Gov. Vargas – déc. 30)<br />Indústria da Seca.<br />
  5. 5. Nordeste<br />Indústria da seca<br />O fenômeno natural das secas no nordeste ensejou o surgimento de um fenômeno político denominado indústria da seca. Os grandes latifundiários nordestinos, valendo-se de seus aliados políticos, interferem nas decisões tomadas, em escala federal, estadual e municipal. Beneficiam-se dos investimentos realizados e dos créditos bancários concedidos. Não raro aplicam os financiamentos obtidos em outros setores que não o agrícola, e aproveitam-se da divulgação dramática das secas para não pagarem as dívidas contraídas. Os grupos dominantes têm saído fortalecidos, enquanto é protelada a busca de soluções para os problemas sociais e de oferta de trabalho às populações pobres. <br />http://www.passeiweb.com/saiba_mais/voce_sabia/nordeste_industria_da_seca<br />
  6. 6. A Indústria da seca<br />As verdadeiras causas da seca<br />A SECA NÃO DETERMINA A POBREZA. ELA COLOCA EM EVIDÊNCIA AS SUAS VERDADEIRAS CAUSAS QUE SÃO FUNDAMENTALMENTE SOCIAIS E POLÍTICAS.<br />A seca como instrumento de enriquecimento das elites<br /><ul><li> O monopólio dos recursos governamentais
  7. 7. A concentração fundiária (a Cerca)
  8. 8. A distribuição de alimentos com fins eleitoreiros </li></li></ul><li>
  9. 9. d) Déc. 60 até início déc. 90<br />Elite: Pobreza X Atraso Industrial.<br />Solução Industrial e Energética.<br />Solução Industrial:Sudene(incentivos fiscais).<br />Solução Energética: CHESF (energia barata e abundante).<br />
  10. 10. Déc 80: Foi inegável o crescimento industrial nordestino.<br />Não minimizou a pobreza.<br />Fatores:<br />Não absorveu adequadamente a mão de obra regional.<br />A produção visa outros mercados.<br />Crescimento industrial heterogêneo.<br />
  11. 11. e) Pós- 90<br />Retomada da solução hidráulica.<br />Transposição do rio São Francisco.<br />
  12. 12.
  13. 13.
  14. 14.
  15. 15.
  16. 16. ARGUMENTOS CONTRÁRIOS<br />ARGUMENTO FAVORÁVEL<br />Alto custo e resultado incerto.<br />Problemas ambientais - evaporação e infiltração.<br />Possível diminuição na produção de energia.<br />Ameaça ao rio - desmatamento e assoreamento.<br />Combate à seca, estímulo à agricultura, geração de emprego e renda, melhoria da qualidade de vida.<br />
  17. 17.
  18. 18.
  19. 19. O que fazer para não prejudicar o rio São Francisco a partir da transposição<br />Revitalizar a bacia do rio São Francisco com o Reflorestamento, a Dragagem e a Inclusão social e econômica.<br />
  20. 20. Seca, desertização e desertificação são<br />fenômenos distintos, embora sejam muitas<br />vezes confundidos.<br />As causas físicas da seca são:<br />Disposição do Relevo (Chapadas).<br />Deslocamentos das massas de ar.<br />Ação dos ventos alísios me contra-alísios.<br />
  21. 21. Por que chove pouco no sertão<br />O Sertão é a sub-região que apresenta o menor volume pluviométrico de todo o país. A escassez e a distribuição irregular das chuvas nessa área devem-se à dinâmica das massas de ar e à influência do relevo.<br />http://www.climabrasileiro.hpg.com.br/massasbr.htm<br />Geografia espaço e vivência. Ed. atual.<br />http://www.portaltosabendo.com.br/index.php/assuntos_quentes/visualizar/climas-do-brasil-e-a-dinamica-das-massas-de-ar.wsa<br />
  22. 22. CHUVA OROGRÁFICA OU DE RELEVO<br />SERTÃO<br />AGRESTE<br />
  23. 23. O Polígono das Secas <br />
  24. 24.
  25. 25.
  26. 26. Desertização<br />Desertificação<br />É um processo natural da formação de desertos que independe da ação antrópica, mas que pode ser agravado pela mesma. <br />É um processo que desencadeia a partir da ação do homem através do uso inadequado do solo e com o desmatamento. A terra perda sua capacidade produtiva. A recuperação exige altos custos.<br />
  27. 27. Desertização: processo natural de formação de desertos. É um fenômeno muito lento, independente de qualquer ação humana, através do qual o índice de aridez tende a se aproximar de zero.<br />Desertificação:por sua vez, é um processo de degradação da capacidade produtiva da terra causado por ação do homem. Uma zona desertificada deixa de ser produtiva; mesmo que possível, sua recuperação muitas vezes tem um custo proibitivo. <br />
  28. 28.
  29. 29. Causas da Desertificação:<br />O uso intensivo e inadequado do solo em regiões de ecossistemas frágeis com baixa capacidade de recuperação resultando na salinização de solos pela irrigação mal planejada.<br />o desmatamento, <br />o esgotamento do solo e dos recursos hídricos <br />o manejo inadequado na agropecuária.Tudo isso leva ao abandono das terras pela população, que migra para as cidades gerando outro problema: o aumento dos problemas ambientais e sócio-econômicos urbanos. <br />
  30. 30. É preciso dar o peixe e ensinar a pescar.<br />

×