Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.
Edição e Montagem 1Universidade de Brasília                                                      http://introtoediting.com...
Material As apresentações e material digitalizado poderão ser acessadas em mauriciofonteles.com                           ...
Edição X Montagem                    mauriciofonteles.com
Edição     editarv t editar [iditar] produzir e publicar livros, revistas    http://pt.thefreedictionary.com/editar uma re...
Montagem    montagemsubst f montagem (montagens [mõtaʒɐ̃jʃ] pl) [mõtaʒɐ̃j]1 ação de juntar as partes de algo              ...
O Montador              Criador           PensadorPsicólogo                            Contraditório     Gerente        Ju...
O Processo de Finalização      Organização do material    Finalização de Som      Pré-montagem               Finalização d...
Num Piscar de OlhosAutor: Walter MurchPosfácio - Edição Digital de FilmesPassado, presente e futuro imaginário            ...
O início da montagem• Sala de Montagem X Ateliê de Costura                                                                ...
Equipamentos para Montagem• Moviola - criada para assistir filmes em casa (evolução da Vitrola)• Tornou-se necessária com o...
Analógico x Digital• Fim de uma transição de um processo mecânico para eletrônico• E estamos cada vez mais perto da "extin...
Intermediação Digital• O processo (digitalização)• material rodado é revelado e digitalizado frame-a-frame• cada frame gan...
Números Astronômicos• Número de decisões possíveis para um editor• Fórmula proposta: C = (e x n!) - 1• C = numero de manei...
As Vantagens Eletrônicas• Montagem virtual - Não destrutiva• Montagem em película - Destrutiva• Na montagem virtual, a con...
Digital: De Volta para o Futuro• Primeiros sistemas CMX, Montage, EditDroid, E-Pix, EMC, D-Vision• Utilização do sistema C...
A digitalização da Montagem• Os próprios realizadores deram um empurrão para a consolidação dos  sistemas digitais• Entre ...
A Transição do Analógico para o Digital• No início dos anos 80, não era possível digitalizar todo o material de um filme de...
Mídia = Espaço• Apocalipse Now tinha cerca de 1.200.000 pés - quase 7 toneladas de  imagem e som• Editado em duas Moviolas...
Problemas no Desenvolvimento• armazenamento limitado de material• as máquinas eram caras demais• complicações na transcriç...
Comparação dos Sistemas                          mauriciofonteles.com
Um Paciente Inglês e Meio• Meados dos Anos 90                                                           http://2.bp.blogsp...
Transição para o Digital• Adaptação da usabilidade do sistema AVID em relação à Moviola• Modificação da Workstation para tr...
Acesso Randômico e Velocidade• Os sistemas digitais não-lineares permitem acesso randômico instantâneo a qualquer  trecho ...
• Em vez de "rapidez", os sistemas digitais deveriam alardear o seu maior  "leque de opções"• Maior "flexibilidade" do filme...
A Pintura e A Montagem• Murch faz uma comparação entre a evolução da edição digital com a  evolução da pintura de afrescos...
Vantagens e Desvantagens do Digital• menos assistentes• catalogação reduzida• não se rebobina• fácil acesso               ...
Edição Digital - mais rápido, mais rápido... mais rápido?• Será que a velocidade de edição também aumenta a velocidade ent...
A Percepção do Plano• A leitura do plano no computador X a leitura do plano na tela de cinema• Sensação de que os filmes es...
Cinema X Televisão                                                                                                        ...
O Presente Digital?• A espera da “Revolução Tecnológica”• Em 1991 Murch esperava por 4 mudanças  1.aumento da capacidade d...
O Presente Digital...• até 2001                                                                           http://img.afree...
O Presente Digital!!!• Computadores pessoais cada vez mais “possantes”• Ampla gama de softwares de edição• Processo de pós...
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

Edição e Montagem 1 (Aula 2)

6.414 Aufrufe

Veröffentlicht am

Aula 2 do curso de Edição e Montagem 1

Edição e Montagem 1 (Aula 2)

  1. 1. Edição e Montagem 1Universidade de Brasília http://introtoediting.com/mm_entertainment_image1.jpgFaculdade de ComunicaçãoDepartamento de Audiovisuais e PublicidadeBloco 1 de AudiovisualProfessor: Mauricio FontelesProfessor Orientador: David PenningtonAula 2 mauriciofonteles.com
  2. 2. Material As apresentações e material digitalizado poderão ser acessadas em mauriciofonteles.com mauriciofonteles.com
  3. 3. Edição X Montagem mauriciofonteles.com
  4. 4. Edição editarv t editar [iditar] produzir e publicar livros, revistas http://pt.thefreedictionary.com/editar uma revista científicaeditarv. t.Publicar.Dar à luz (uma obra literária ou científica). http://www.dicionarioweb.com.brEditorar.(Do lat. editus) mauriciofonteles.com
  5. 5. Montagem montagemsubst f montagem (montagens [mõtaʒɐ̃jʃ] pl) [mõtaʒɐ̃j]1 ação de juntar as partes de algo http://pt.thefreedictionary.com/a montagem de uma máquina2 ação de ligar as cenas de um filmea montagem de um filmemontagemf.Acto ou efeito de montar. http://www.dicionarioweb.com.brPreparação das peças de um maquinismo, para que este funcione. mauriciofonteles.com
  6. 6. O Montador Criador PensadorPsicólogo Contraditório Gerente Juiz Mágico Frio Costureiro Braço Direito Finalizador mauriciofonteles.com
  7. 7. O Processo de Finalização Organização do material Finalização de Som Pré-montagem Finalização de Imagem Montagem Base (1º corte) Compilação e Exportação Refinamento Publicação Montagem Final http://www.westpostdigital.com/images/Color-image.jpg mauriciofonteles.com
  8. 8. Num Piscar de OlhosAutor: Walter MurchPosfácio - Edição Digital de FilmesPassado, presente e futuro imaginário mauriciofonteles.com
  9. 9. O início da montagem• Sala de Montagem X Ateliê de Costura Margaret Booth• Muitas das editoras eram mulheres• No início não se utilizavam Moviolas• “trambolhudas”, barulhentas e pouco práticas• “1 braço” de filme era o equivalente a 3 segundos http://2.bp.blogspot.com/--e2fyggrWFU/UH3aKMVQGxI/AAAAAAAABf0/FTHHnwakkgI/s1600/margaret-booth-03.jpg.png mauriciofonteles.com
  10. 10. Equipamentos para Montagem• Moviola - criada para assistir filmes em casa (evolução da Vitrola)• Tornou-se necessária com o aparecimento do som no cinema• Era necessário ouvir o que antes só se via• Utilizavam Moviolas de duas cabeças• Apareceram as herdeiras européias KEM e Steenbeck http://introtoediting.com/mm_entertainment_image1.jpg mauriciofonteles.com
  11. 11. Analógico x Digital• Fim de uma transição de um processo mecânico para eletrônico• E estamos cada vez mais perto da "extinção" da película• Evolução dos sistemas digitais - Avid, Final Cut, Premiere, Lightworks http://hollywoodreinvented.com/wp-content/uploads/2011/07/avid6.png mauriciofonteles.com
  12. 12. Intermediação Digital• O processo (digitalização)• material rodado é revelado e digitalizado frame-a-frame• cada frame ganha um "endereço" específico, permitindo acesso randômico• realizada a edição digital, é gerada uma EDL - Edit Decision List para conformação da guia digital na película• Um caminho sinuoso, não?!• Pensamos aí na intermediação digital - filme / digital / filme mauriciofonteles.com
  13. 13. Números Astronômicos• Número de decisões possíveis para um editor• Fórmula proposta: C = (e x n!) - 1• C = numero de maneiras de montar uma sequência• n = número de planos• e = número transcendental (constante - 2,7182…)• No exemplo de 25 planos resultam 39.999.999.999.999.999.999.999.999 possibilidades de montagem• Com a digitalização, é possível explorar essas possibilidades com maior velocidade (nem todas é claro) mauriciofonteles.com
  14. 14. As Vantagens Eletrônicas• Montagem virtual - Não destrutiva• Montagem em película - Destrutiva• Na montagem virtual, a construção acontece enquanto assistimos• Características da montagem digital:• maior rapidez• custos reduzidos• menos gente trabalha na sala de edição• acesso mais fácil ao material• possibilidade de rever todo o material original "sem cortes"• ambiente de trabalho mais civilizado• versões diferentes são preservadas• uso sofisticado do som• integração de efeitos especiais eletrônicos mauriciofonteles.com
  15. 15. Digital: De Volta para o Futuro• Primeiros sistemas CMX, Montage, EditDroid, E-Pix, EMC, D-Vision• Utilização do sistema CMX para trechos de O Poderoso Chefão• Os primeiros sistemas de edição digital chegavam a valores absurdos... cerca de 1 milhão de dólares http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/76/CMX-IMG_9559.JPG http://www.sundancemediagroup.com/cmx300.jpg mauriciofonteles.com
  16. 16. A digitalização da Montagem• Os próprios realizadores deram um empurrão para a consolidação dos sistemas digitais• Entre eles: George Lucas, Oliver Stone, James Cameron e Francis Ford Coppola• O sistema EditDroid foi desenvolvido com a colaboração de George Lucas• Nos anos 80, Coppola passou a usar edição digital em todos os seus filmes http://joyoffilmediting.com/wp-content/uploads/2010/12/Editdroid.jpg mauriciofonteles.com
  17. 17. A Transição do Analógico para o Digital• No início dos anos 80, não era possível digitalizar todo o material de um filme de longa- metragem• O material era armazenado em mídia analógica (fitas) e os computadores diziam o que fazer com essas imagens• O EditDroid usava discos laser e o Montagem usava fitas• Os sistemas poderiam ser chamados análogo-eletrônicos• No fim dos anos 80, com o avanço da tecnologia permitiu que o material fosse totalmente digitalizado• Inovação fundamental para o Avid e Lightworks• A mídia e as informações sobre ela estavam agora "sobre o mesmo teto" mauriciofonteles.com
  18. 18. Mídia = Espaço• Apocalipse Now tinha cerca de 1.200.000 pés - quase 7 toneladas de imagem e som• Editado em duas Moviolas e duas Kem de "oito pratos"• Os sistemas digitais não eram capazes de armazenar todo esse material http://2011.luff.ch/uploads/tx_templavoila/16mm.jpg mauriciofonteles.com
  19. 19. Problemas no Desenvolvimento• armazenamento limitado de material• as máquinas eram caras demais• complicações na transcrição das mídias• a qualidade das imagens digitalizadas era muito baixa• a usabilidade e manuseio dos sistemas com teclado era uma barreira para muitos montadores• a capacidade de processamento de dados chegava facilmente ao limite• as EDLs nem sempre eram confiáveis mauriciofonteles.com
  20. 20. Comparação dos Sistemas mauriciofonteles.com
  21. 21. Um Paciente Inglês e Meio• Meados dos Anos 90 http://2.bp.blogspot.com/-t1p6y9uEYqU/UAcVkxSrYfI/AAAAAAAAARM/ SeHPc0UQx5Q/s1600/The+English+Patient.jpg • capacidade de memória e processamento evoluidos para processar um filme inteiro digitalmente • duas ilhas poderiam compartilhar o mesmo material armazenado • um software para 24 quadros (Avid Film Composer) assegurava precisão nas EDLs• Por problemas de saúde na família, Murch teve que montar O Paciente Inglês em sua casa e para isso utilizou um sistema digital. mauriciofonteles.com
  22. 22. Transição para o Digital• Adaptação da usabilidade do sistema AVID em relação à Moviola• Modificação da Workstation para trabalhar em pé• Facilidade com o teclado• Duas características essenciais: 1. alta capacidade de manipular pistas de áudio. Número e tratamentos diversos 2. possibilidade de monitoração externa - até mesmo projetado http://krieger.jhu.edu/magazine/spsum05/images/Murch.jpg mauriciofonteles.com
  23. 23. Acesso Randômico e Velocidade• Os sistemas digitais não-lineares permitem acesso randômico instantâneo a qualquer trecho do material filmado http://www.pigeonracingpigeon.com/wp-content/uploads/2012/04/pigeon-racing-the-pros-and-cons-of-average-speed.jpg• Isso é um grande facilitador• O acesso linear porém, permite que os olhos sejam surpreendidos com determinados trechos ou planos• Podemos pensar em utilizar o AVID como um sistema linear, organizando o material de tal maneira.• O acesso randômico depende muitas vezes de sabermos exatamente o que desejamos de um determinado plano• Do que adianta toda essa velocidade se não sabe onde quer chegar? mauriciofonteles.com
  24. 24. • Em vez de "rapidez", os sistemas digitais deveriam alardear o seu maior "leque de opções"• Maior "flexibilidade" do filme http://hollywoodreinvented.com/wp-content/uploads/2011/07/editing_room.jpg http://sainteliotandco.com/wp-content/uploads/2010/04/1168-3869-1-PB.jpg mauriciofonteles.com
  25. 25. A Pintura e A Montagem• Murch faz uma comparação entre a evolução da edição digital com a evolução da pintura de afrescos para o óleo sobre tela• Afrescos e Montagem Analógica: • Conhecimento total do processo • Imprevisibilidade • Não permitia erros e falhas • Muitas pessoas envolvidas no processo• Óleo e Montagem Digital: • capacidade de experimentação • processo não destrutivo • mobilidade • menos pessoas ou somente o próprio artista envolvido no processo mauriciofonteles.com
  26. 26. Vantagens e Desvantagens do Digital• menos assistentes• catalogação reduzida• não se rebobina• fácil acesso http://images.apple.com/euro/finalcutpro/images/hero.png• um ambiente de trabalho mais civilizado• O objetivo final da edição computadorizada no entanto é atingiar a relação "um homem / uma máquina" mauriciofonteles.com
  27. 27. Edição Digital - mais rápido, mais rápido... mais rápido?• Será que a velocidade de edição também aumenta a velocidade entre cortes dos filmes? • Crepúsculo dos Deuses (1950) - 85 cortes nos 20 min iniciáis • O Sexto Sentido (1999) - 170 cortes • Clube da Luta (1999) - 375 cortes • O Terceiro Homem (1949) - 225 cortes "Assim como algumas música são escritas e orquestradas para serem tocadas rapidamente. É claro que não há uma veloci- dade "certa" e uma "errada". Os problemas surgem quando algo foi escrito largo e é tocado prestissímo, ou vice-versa." mauriciofonteles.com
  28. 28. A Percepção do Plano• A leitura do plano no computador X a leitura do plano na tela de cinema• Sensação de que os filmes estão ficando picotados na sala de cinema• Devemos estar cientes que o detalhamento da imagem e o andamento estão intimamente ligados• Digitalize o material de edição na melhor qualidade possível• Projete cópias em 35mm (tela grande) para avaliaçãomauriciofonteles.com http://fogsmoviereviews.files.wordpress.com/2012/05/movie-theater-auditorium.jpg
  29. 29. Cinema X Televisão mauriciofonteles.com• A televisão é uma mídia "para se olhar", enquanto o cinema é uma mídia "para se entrar".• A leitura de uma imagem grande é diferente de uma imagem pequena• Técnica dos Bonequinhos de Papel para melhorar a percepção de dimensão da imagem http://www.fernbyfilms.com/wp-content/uploads/2010/02/2008_rocknrolla_001.jpg
  30. 30. O Presente Digital?• A espera da “Revolução Tecnológica”• Em 1991 Murch esperava por 4 mudanças 1.aumento da capacidade de armazenamento na memória 2.custo operacional mais baixo 3.criação de um timecode digital equivalente ao do 35mm 4.extinção do 35mm na projeção mauriciofonteles.com
  31. 31. O Presente Digital...• até 2001 http://img.afreecodec.com/top/screenshot/toy_story_2-12319-1.jpeg• em 1994 tornou-se possível armazenar o copião digital inteiro de um filme em 1999 foram armazendos 1.200.000 pés (222 horas) de copião para O Informante• em 1996, uma ilha de trabalho AVID custava "apenas" 80 mil dólares• em 1997 foi criado o Open Media Framework - OMF - grande facilitador na edição de áudio• em 1999, A Ameaça Fantasma e Toy Story II foram exibidos em projeções digitais• E agora?! mauriciofonteles.com
  32. 32. O Presente Digital!!!• Computadores pessoais cada vez mais “possantes”• Ampla gama de softwares de edição• Processo de pós-produção simplificado • Amplas possibilidades de inserção digital• Câmeras de Cinema Digital mais acessíveis http://www.red.com/products/scarlet • Formatos e dimensões de imagem variadas - ex: RED Scarlet 5k• Projeção Digital presente em quase todos os cinemas • O formato mais comum é conhecido com DCP (Digital Cinema Package) http://en.wikipedia.org/wiki/Digital_Cinema_Package mauriciofonteles.com

×