SlideShare ist ein Scribd-Unternehmen logo
POLÍTICA
hospital São Carlos
receberá verba de
quase R$ 2 milhões
Página 03
Página 05
Página08
diretor do
Colégio águia de
Prata participa
de Congresso
Internacional
de Educação no
Panamá
ESPORTE
Santantoniense
participa
da Copa do
mundo como
voluntário
POLICIAL
“Seria cômico se
não fosse trágico”
Samonte
vive dias de
apreensão
e insegurança
Página14Página 15 Página07
POLÍTICA
Câmara entrega
medalhas de
honra ao mérito
municipal
Página 11 Página 17 Página 12
garoto de
Lagoa da Prata
disputará
mister brasil
xandinha
disputará
torneio na
áustria
festa da estação
ferroviária
comemora 99 anos
do patrimônio
histórico
Colégio águia de
de Educação no
Prefeitura pretende
investir R$ 170 mil
na Expô Samonte
Aprovado em primeira votação, projeto será votado pelos
vereadores na próxima segunda-feira, dia 30.
FOTO: ASSESSORIA DE COMUNICAçãO/PREFEITURA DE SAMONTE
PREfEITO dE SAmOnTE WILmAR dE OLIvEIRA fILhO E O PRESIdEnTE dO SIndICATO RuRAL vILmAR OTávIO dE OLIvEIRA
2
3POLÍTICA
Prefeitura pretende investir
R$ 170 mil na Expô Samonte
ll Os vereadores de San-
to Antônio do Monte apro-
varam, no dia 18/06, por
9 votos a 1, o projeto de lei
029/2014, de autoria do Po-
der Executivo, que conce-
de contribuição de R$ 170
mil ao Sindicato Rural pa-
raarealizaçãodaExpôSa-
monte.
	 ApenasovereadorCar-
los Alberto Campos/PTB
(Carlos Campinho) votou
contra ao projeto. “Eu sou
totalmente a favor da fes-
ta, pois é um evento tradi-
cional da cidade, que traz
divisas, que envolve a ju-
ventude. Mas, no momen-
to atual de dificuldade fi-
nanceiradomunicípio,em
respeitoaorecursopúblico,
esse valor de 170 mil reais
é exorbitante. A prefeitura
de Samonte já vai oferecer
infraestrutura.Secontribu-
íssecomumvalorentre40
e 50 mil seria viável. A fes-
ta é tradicional e merece o
apoio do município. A pre-
feitura tem que ser parcei-
rasim.Masdentrodoqueo
municípiopodeajudar”,ex-
plica.
	 Campinhotambémar-
gumentou que a cidade vi-
veumclimadeinseguran-
ça e o município não dis-
põe de recursos para fazer
investimentos.“Tudoquea
gente solicita o município
infelizmentenãotemcon-
dições de fazer. Estamos
passandoummomentosé-
riodesegurança.Estásen-
docobradaaGuardaMuni-
cipal.Omunicípionãotem
condições. Tem o projeto
docanil,poisoscãesestão
para todos os lados. Será
que é coerente? Será que
nós não temos condições
defazerumaparceriacom
as grandes empresas para
queomunicípionãoconti-
nue sangrando o seu orça-
mento?”, questiona o vere-
ador.
Portões abertos
	 O presidente do Sin-
dicato Rural, Vilmar Otá-
vio de Oliveira, que tam-
bém é secretário munici-
pal de Obras, compareceu
à sessão da Câmara e afir-
mou que a contribuição da
prefeitura é essencial para
a realização da festa agro-
pecuária.“Umafestadojei-
to que a gente está fazen-
do,nãoconseguimosfazer
sem a ajuda da prefeitura.
Nemosindicatoenemem-
presanenhuma.Osindica-
to fez uma parceria com a
Lucs, que é uma empresa
de Divinópolis que faz vá-
rias festas da região. Va-
mos trazer uma estrutura
que nunca teve. Serão três
camarotes, teremos uma
estrutura de arquibanca-
da para acomodar melhor
o público do rodeio, par-
que de diversão e portões
abertos no domingo, com
o Show de Rio Negro e So-
limões”.
	 Em entrevista ao Jor-
nal Cidade, Vilmar ressal-
touque,comoapoiodapre-
feitura,serápossívelofere-
cer o show gratuito no do-
mingo.
	 O Jornal Cidade entrou
em contato com a Admi-
nistração Municipal que,
por meio da assessoria de
comunicação, informou
quevaisepronunciarapós
a decisão dos vereadores.
	 A Expô Samonte será
realizada entre os dias 21 e
24 de agosto. Irão se apre-
sentar os cantores Fer-
nando & Sorocaba; Eduar-
do Costa; Henrique & Die-
go; e Rio Negro & Solimões,
com entrada gratuita.
	 Conforme apuração do
Jornal Cidade junto a dois
promotores de evento, o
show da dupla Rio Negro &
Solimõescustacercade90
mil reais.
Expôlagoa
	 Em Lagoa da Prata, a
exposição agropecuária é
organizada integralmente
pelo Sindicato Rural, sem
intermediários. Em 2014,
a festa contou com a par-
ticipação de Ivete Sanga-
lo, Cristiano Araújo, Hen-
rique & Juliano e João Ne-
to & Frederico. A Prefe itu-
radeLagoadaPrataenviou
à Câmara um projeto de lei
solicitandoorepassede40
mil reais ao sindicato, que
foirejeitadopelosvereado-
res.Acontrapartidadosin-
dicato seria manter a en-
trada franca no domingo,
quando se apresentaram
artistas regionais. Mesmo
com o projeto rejeitado, a
organização da festa deci-
diumanterosportõesaber-
tos no último dia.
Aprovado em primeira votação, projeto será votado pelos vereadores na próxima segunda-feira (30)
Carlos Campinho - vereador de Samonte
FOTO: Átila Castro
4 OPINIÃO
CARTA AO LEITOR
Juliano Rossi
contato@jornalcidademg.com.br
ll O clima de inseguran-
ça vivido em Santo Antô-
nio do Monte e a falta de
ações efetivas para com-
bater a criminalidade são
assuntos recorrentes en-
tre os moradores da cida-
de, principalmente na in-
ternet.Oassuntoestáren-
dendo a divulgação de di-
versos memes nas redes
sociais e obtendo interes-
se regional. Nos últimos
dias aconteceram cinco
tentativas de homicídios,
umassassinatoconsuma-
doepelomenostrêsassal-
tosaestabelecimentosco-
merciais. É muito.
	 A segurança pública
não é obrigação do muni-
cípio, que já repassa mi-
lhares de reais para as po-
líciasmilitarecivilmante-
rem os seus trabalhos. En-
tretanto,asegurançaéres-
ponsabilidadedetodos.Al-
guémtemquefazeralgode
concreto.Enviarofíciosao
Governo de Minas (princi-
palresponsávelpelosuca-
teamentodaspolícias),aos
deputados e aos coman-
dantes das polícias é cho-
ver no molhado. O assun-
to precisa ser amplamen-
te discutido pela socieda-
de
.
EXPÔ SAMONTE
	 SantoAntôniodoMon-
te, em outros tempos, era
referência em eventos de
grande porte na região. A
extinta Festa do Fogue-
te foi uma das principais
atrações do calendário de
festas do centro-oeste. O
encontro de motociclis-
tastambémeramarcante.
O Sindicato Rural preten-
de agora resgatar a expo-
sição agropecuária e con-
tacomoapoiodaprefeitu-
ra. É uma festa importan-
te para a cidade e merece
o apoio do município, dos
empresários e da comu-
nidade. Não vamos entrar
no mérito da questão, se a
contribuiçãode170milre-
ais é um valor alto para os
cofres municipais. O que
defendemos é que os san-
tantoniesesavaliemocus-
to/benefíciodesseinvesti-
mentoebusquemmaisin-
formaçõesjuntoaoseuve-
reador.
MÚSICA NOS BAIRROS
	 ABandaLiraSãoCarlos
realizou o primeiro ensaio
em praça pública no sába-
do 21, no bairro Gomes, em
Lagoa da Prata. O projeto
“Banda no bairro” é ideali-
zado pela Secretaria Mu-
nicipal de Cultura. Os pró-
ximos ensaios serãoreali-
zados nos dias 05/07 (Pra-
ça do Cruzeiro/Centro),
19/07(PraçadoCristo/bair-
ro Chico Miranda) e 02/08
nobairroSolNascente,em
frenteàigrejadeNossaSe-
nhora de Guadalupe.
Segurança, Expô Samonte
e música na praça
5POLÍTICA
ll Há cerca de um ano, o
presidente voluntário da
Fundação São Carlos, Jo-
séLibériodeMelo,foicon-
vidado para participar de
um evento em São João
Del Rey, a convite de Joe-
des Marques Ferreira, as-
sessor de governo da Pre-
sidência da República. De
acordo com a gerente ad-
ministrativa do Hospital
SãoCarlos,DanielleSarai-
va,noencontroLibériote-
veaoportunidadedeapre-
sentar o projeto para plei-
tearumaverbademaisde
R$ 2 milhões para aplicar
na estrutura interna do
hospital.
	 SegundoSaraiva,aver-
ba liberada pelo Ministé-
rio da Saúde foi um pou-
co menor do que o valor
solicitado. “O recurso de
R$ 1.992.500,00 concedido
pelo Governo Federal ain-
da não está depositado na
conta da fundação, mas já
foi empenhado, inclusive
temos o número do con-
trato, porém, mesmo com
a certeza da obtenção da
verba, precisamos oficia-
lizaroconvênio”,afirmou.
	 A gerente do hospital
disse que os recursos se-
rão investidos na aquisi-
ção de um centro de ima-
gem(comaparelhosdeto-
mografia,raioXdigital,ul-
trassomeeletrocardiogra-
ma) e equipamentos utili-
zados no sistema opera-
cional do hospital, como
máquinadelavar,carrinho
de anestesia, máquina de
passar roupa (calandra).
“Estamosacompanhando
todo o trâmite do Ministé-
riodaSaúdeeaguardamos
ansiosamenteporesteva-
lor, pois a Fundação quer
destiná-lo o mais breve
possível ao projeto”, des-
tacou.
	 Paraaliberaçãodaver-
ba, de acordo com Sarai-
va, estiveram empenha-
dos José Libério de Melo,
JoedesMarquesFerrreira,
o deputado federal Regi-
naldo Lopes/PT, o prefeito
Paulo César Teodoro, o se-
cretáriomunicipaldeSaú-
deAntônioJuarezdeCas-
tro e o exprefeito de Santo
AntôniodoMonte,Leonar-
do Lacerda Camilo.
Homenagem
No dia 6 de junho, em re-
conhecimento às pesso-
as que se empenharam no
projeto, a Fundação São
Carlosorganizouumeven-
to para entregar placas de
agradecimento.
Convênio foi empenhado e será revertido para melhorar a estrutura da instituição
Hospital São Carlos receberá
verba de quase R$ 2 milhões
O Prefeito Paulo Teodoro recebeu uma placa de
agradecimento do Hospital
FOTO: Assessoria de Comunicação/Prefeitura de lagoa da prata
FOTO: Assessoria de Comunicação da Prefeitura
6
Câmara entrega medalhas de
Honra ao Mérito Municipal
POLÍTICA
ll O Poder Legislativo de
Lagoa da Prata realizou no
dia 13 de junho a sessão so-
lenedeoutorgadaMedalha
deHonraaoMéritoMunici-
pal, comenda que homena-
geia pessoas que se desta-
cam ou se destacaram em
suas áreas de atuação. Par-
ticiparam da cerimônia os
vereadores, familiares e
amigosdosagraciadoseau-
toridades municipais.
	 O prefeito Paulo César
Teodorofezusodapalavrae
reconheceuotrabalhopres-
tado pelos homenageados
em suas áreas de atuação.
“A criação dessa medalha é
um importante instrumen-
to para que possamos reco-
nhecer esses cidadãos que
trabalham de forma incan-
sável para o bem comum”.
	 OvereadorPauloRober-
to Agostinho Pereira dis-
cursou em nome dos par-
lamentares. “Eu poderia di-
FOTO: LINDOMAR FOTÓGRAFO
FOTO: LINDOMAR FOTÓGRAFO
FOTO: LINDOMAR FOTÓGRAFO
FOTO: LINDOMAR FOTÓGRAFO
zer sem medo de me enga-
nar que esses nove cida-
dãos hoje agraciados com
a medalha de Mérito Muni-
cipal me representam. Me
representam, pois enxer-
go neles os valores que tan-
to nossa sociedade precisa.
Merepresentam,porquesão
depessoasdebem,batalha-
doras, conscientes, éticas e
que valorizam a moral e os
bonscostumes”,ressaltouo
vereador.
Ronan Sávio de Paula, aposentado
Autor: Vereadora Maria Aparecida Marcelino da Silva
Ronanfoihomenageadonaclasse“construtor”.Trabalhou
na prefeitura de Lagoa da Prata e participou da constru-
ção de várias obras públicas.
Lessandro Gabriel da Costa, ambientalista
Autora: Vereadora Quelli Cássia Couto
LessandrofoipresidentedaAssociaçãoAmbientalistadoAl-
toSãoFranciscoporcincomandatosepresidentedoComi-
têdaBaciadoAltoSãoFranciscoportrêsmandatos.Natural
deLagoadaPrata,atualmentecursaengenhariaambiental.
Locáldio Elizeu Silva, empresário
Autor: Vereador Iraci Antônio dos Santos
Natural de Guapé (MG), Elizeu é atualmente proprietário da
Styllus, loja de roupas. É biomédico com pós-graduação em
acupuntura,proprietáriodaClínicaIntegrareeefoivice-pre-
feito e secretário de saúde em Lagoa da Prata durante dois
mandatos.
Luiz Ricardo Lima Costa, professor
Autor: Vereador Di-Gianne de Oliveira Nunes
Natural de Lagoa da Prata, Luiz Ricardo é graduado em
históriaemestreemcultura.ProprietáriodoCentroEdu-
cacional Tutores e secretário municipal de Desenvolvi-
mento Econômico.
Marcelino Lázaro Alves Mota, professor
Autor: Vereador Adriano Moreira Pinto
Natural de Lagoa da Prata, Marcelino é professor de física.
Na área de serviços voluntários, é sócio fundador do Rota-
ract Club de Lagoa da Prata, sócio do Lions Club desde 2013
ejáindicadoparaVice-PresidentedoclubeparaoAnoLeo-
nísticode2014/2015.
Padre Patriky Samuel Batista
Autor: Vereador Adriano Batista de Moraes
NaturaldePiumhi(MG),ébacharelemfilosofiapelaPonti-
fíciaUniversidadeCatólicadeCampinas.ÉpárocodaPa-
róquia São Carlos Borromeu desde janeiro de 2014.
Gilson Luiz Aleixo, empresário
Autor: Vereador Edmar Nunes Miranda
Gilson é empresário, natural de Ponta Grossa (Paraná) e
proprietário da FGL Palitos, que gera mais de 50 empre-
gosdiretosecomercializaseusprodutosemtodooBrasil.
Graziano Oliveira da Silva, jornalista
Autor: Vereador Paulo Roberto A. Pereira
Grazianoéjornalista,naturaldeFormiga(MG).Trabalhou
nasrádiosTransaméricaeItatiaia.Atualmenteéogeren-
te geral da Rádio Veredas FM.
Inês Maciel de Oliveira, servidora da Câmara
Autor: Vereador Fortunato Francisco do Couto
InêségraduadaemEstudosSociaisePedagogia.Natural
de Luz (MG), iniciou os trabalhos na secretaria da Câma-
ra de Lagoa da Prata em 2 de janeiro de 1986.
HOMENAGEADOS
7
8 OPInIÃO
Sicoob cREDiPRATA.
ASSociADo A VocÊ.
ToRcENDo JUNToS PELo bRASiL.
Fazemos parte de um grande time, com mais de 2 mil pontos de atendimento e mais de 2,6
milhões de associados. Juntos, formamos a maior instituição financeira cooperativa do País.
O Sicoob está em campo oferecendo uma linha completa de produtos e serviços financeiros.
Parte de um grande trabalho coletivo para ajudar o Brasil a ser também campeão no
desenvolvimento econômico e social.
Seja um associado do Sicoob Crediprata e comemore com a gente.
Crediprata
www.sicoobcrediprata.com.br
henrique Rodarte é gestor de Rh, Coaching Pleno, master
Practitioner em PnL, graduando em direito pela PuC minas.
hEnRIQuE ROdARTE
henriquerodarte1234@hotmail.com
ll Recentemente estive
em um congresso no Pa-
namá,juntamentecom500
pessoasparadebatersobre
aescoladoamanhã.Como
intuito de reinventar a es-
colaforam3diasdedebate
entre pessoas de vários lu-
gares do Brasil, Colômbia,
México, Guatemala e Ar-
gentina. Várias culturas,
várias visões de mundo e
um problema em comum:
está complicado conciliar
uma sociedade tecnológi-
ca com a necessidade de
fazer o aluno aprender. Se-
rá necessário mudar. Será
necessário usar a tecnolo-
gia a nosso favor.
A Escola está um saco.
Foi o que descobriu uma
pesquisa feita em alguns
países recentemente. Na
Argentina, nosso vizinho,
está mais desinteressante
paraosprofessores.Emal-
guns lugares 60% de aban-
dono no ensino médio.
Nos dias de hoje es-
tamos esbarrando em al-
guns limites na educa-
ção. Uma espécie de con-
flito entre um modelo an-
tigo na educação e uma
sociedade digitalizada;
são cerca 315 milhões de
smartphonesnomundo.O
tempodeatençãodoaluno
por aula reduziu dos anti-
quados 50 minutos para 10
atuais. Existe aí um para-
digma,umempecilhopara
que possa haver um maior
aproveitamentodentrodas
salasdeaula.Comoconse-
guir essa mudança? O que
fazer?
Para darmos alguns
passos são necessárias al-
gumasperguntas,paraob-
termos algumas respos-
tas. O diagnóstico pode
servir para nós nos rein-
ventarmos. É natural nes-
se caminho esbarrarmos
em algum limite ou limi-
taçãointerna,masolimite
é uma fronteira que o nos-
so sistema de interpreta-
ção de mundo vislumbra
para não avançarmos ge-
ralmenteparanosproteger
dealgumasituaçãoocorri-
da anteriormente que ele
detecta a possibilidade de
ocorrerdenovo.Mas…me-
do de mudar? Medo de en-
carar o desconhecido? De
ir não se sabe para onde?
O que significa dizer não
paraamudança? Cadaso-
nho que deixa de ser reali-
zadoéumpedaçodofuturo
que deixa de existir. Nesse
pontodaeducaçãoofuturo
já chegou. Vislumbro nos-
sa missão sendo uma me-
lhoranaeducaçãoparaque
nossosfilhos,nossosnetos
vivam melhor.
Os alunos juntamente
comatecnologiasãocomo
um quebra-cabeça, se uni-
dossomamcomoumtodo.
O que você não pensa-
vaontemepensahojeeda
paraserfeito? Omelhorda
pessoa está encapsulado
dentro do sintoma que ela
manifesta.Écomosefosse
umaostra,queescondesua
pérola. Descobrir essa pé-
rola é um processo árduo,
porém necessário.
Fato curioso : Enquan-
to eu escrevia para o jor-
nal passou um carro com
uma música. Era Ouro de
Tolo–RaulSeixas…eeufi-
quei pensando, ‘’ Eu é que
nãomesentoemumtrono
de um apartamento com a
bocaescancaradacheiade
dentes,esperandoamorte
chegar…’’
É necessário a ATITUDE.
#REIvEnTEAESCOLA
há uma força motriz mais poderosa que o vapor,
a eletricidade e a energia atômica: A vOnTAdE!
9OPINIÃO
José Antônio (Rádio Samonte FM)
bandeirantes@isimples.com.br
Causos e Prosas
llQuandoeueramenino,tra-
balhei na fazenda do saudo-
soTotonhoLuiz,paidoJoãozi-
nhodaPadaria,paidaDra.Mar-
lenedentista,paidoZéLuciano,
daMarliedaMarlene.Afazen-
dadeleeraseguindoparaLagoa
daPrata.
	 Delá,eusaíacedocondu-
zindoacarroçaeumburroeuns
150litrosdeleites.Euseguiapa-
raacidadeeentregavaoleitena
Nestlé,hojeCopersam. Deixan-
dooleitenaNestlé,eudesciaà
casadoSr.TotonhoLuiz,queera
alipróximoàcadeia,asaudosa
DonaAparecida–irmãdosau-
dosoDelfinodaRodoviária,ofa-
moso“páiaroxa”–já‘tava’pre-
parandoumpanelãodealmo-
çoparaeulevarpararoçapara
ospeõesalmoçarem.
	 Nesse meio tempo eu ti-
nhaqueesperaraDonaApare-
cidaprepararapaneladealmo-
çoparaaturma.EoJoão(João
doTotonhoLuiz)tinhamepedi-
do:“ÔZéAntônio,‘cê’chegando
naminhamãe,vaipularomu-
ro,pularnomeuquintal.Temum
galinheirolá,daívocêpegaduas
galinhasetrazparaaroçajun-
tocomalmoço!Vocêpegaaga-
linhacarijóeagarnizé!”.
	 Eassimeufiz.Quandoeufui
pegarasduasgalinhas,saíram
trêsdogalinheiroevoarampa-
raoquintaldovizinhoeeuvoei
atrás.Ovizinhoeraosaudoso
Sr.AntôniodoAmérico(paido
Américovereador).Eudeiuma
cambotanoquintaldoSr.An-
tônioAméricoatrásdagalinha.
Eletambémtinhaumgalinhei-
roeasgalinhassemisturaram.
Virouaquelamexidanoterreiro!
Nisso,oSr.AntônioAméricoao
veraquelemexidanãomereco-
nheceueveioatrásdemim.Ele
atrásdemimeeuatrásdasga-
linhas!Euestavapassandoum
apertodanado!
	 Eunãotinhacomoexplicar
paraelequeeuestavapegando
asgalinhasdoJoãodoTotonho
Luiz.OSr.Antônioachouqueeu
estavaeraroubandoasgalinhas
dele.Teveumahoraqueeleme
acertouumaabordoadanascos-
tascomumporrete.Nãodeicon-
tadepularomuro,atéquedriblei
ele,entreinaportadacozinhae
fuiparaarua.
	 Cheguei na casa da Dona
Aparecidaeelameperguntou:
“Por que você está desse jeito,
ZéAntônio,comessescalom-
bosroxos?Cadêasgalinhasdo
João?”
	 Eudisse:“Nãosei.Euvoué
emborapararoça.Arrumaoal-
moçoaíparanós”.
	 Fuiparaaroça.Eu,acarro-
çaeoburro.Eraestradadechão.
ChegandonaroçadoSr.Totonho
Luiznovamentecomapanela
doalmoço(eujátinhaassalta-
dounspedaçosdecarnedapa-
nelanocaminho),fuiexplicaro
queaconteceucomasgalinhas.
Atéqueeuconseguiexplicarque
focinhodeporconãoétomada,
elesriramdemais.AíoTotonho
eoJoãoconversaramcomoSr.
AntônioAmérico.Otremvirou
umrebuliçodanado.
As Galinhas do “Sô Tôe Américo”
Pastas e Antepastos
Patê de Frango
	 Há algo de sedutor em mergulhar os alimentos em molhos e pastas: talvez seja a
ausência de talheres, as texturas cremosas e a ideia de compartilhar a comida com os
amigos.Háumaamplagamademolhosparasatisfazerqualquergosto.ABagnaCauda
com muito alho, prato típico do Piemonte, Itália, e em dialeto significa “ molho quente”;
o molho condimentado feito com grão de bico e pimenta; o patê de frango cozido e pi-
cado, usados para rechear sanduíches ou simplesmente para ser consumido com tor-
radas.
Solange Barbosa (Buffet Divina Gula)
solangecfb@gmail.com
Alimentos e Culinária
MODO DE PREPARO
• Em uma panela, refogue o alho e a cebola, adicione o caldo de frango e a maisena dis-
solvida.
• Acrescente o frango, deixe ferver para cozinha a maisena.
• Prove o tempero e retire do fogo.
• Adicione as azeitonas, a salsa e a cebolinha.
INGREDIENTES
• 2 peitos de frango cozidos e picados- caldo de frango
• 1 cebola ralada
• 3 dentes de alho
• 2 colheres de azeite
• 1 xícara (chá) de azeitonas picadas
• 1 xícara de salsa e cebolinha
• Molho de pimenta Kenko (opcional)
• 3 colheres (sopa) de maisena.
10
Empreendedorismo e Negócios
OPINIÃO
Nilson Antonio Bessas é Administrador, Escritor e Presidente do Conselho de Administração/Diretor do Sicoob Lagoacred Gerais.
nilson@lagoacred.com.br
Empreendedorismo e Negócios
ll Uma pesquisa da Endea-
vorrevelaque64%dosjovens
brasileiros – de 18 a 29 anos
de idade – querem abrir um
negócio. Isso coloca o Brasil
no topo do ranking dos paí-
sesmaisempreendedoresdo
mundo, pois a mesma pes-
quisaconstatouquenaFran-
çaestepercentualédeapenas
26%, na Alemanha é de 35%,
nos EUA é de 43% e na China
éde58%.
	 Mas como explicar essa
vontade de empreender? Na
verdade, essa constatação
chegaaseratéinexplicávele
contraditóriavistoqueoBra-
sil está longe de ser um país
queoferececondiçõesparaa
competitividade.Convivemos
comumadasmaiorescargas
tributárias do mundo, sofre-
mos com a elevada e exage-
rada burocracia imposta pe-
lo estado e ainda temos que
pagar os maiores juros ban-
cários do mundo. E para pio-
rar ainda mais a situação, as
empresas brasileiras sofrem
paratransportaremsuaspro-
duções.OBrasiltemumadas
piores condições de logística
do mundo. Quase tudo preci-
sasertransportadoporcami-
nhões em estradas comple-
xas e ruins, lotando as rodo-
vias e elevando os riscos de
acidentes.Poucacoisaemre-
laçãoaoqueéproduzidoaqui
étransportadaporviasférre-
asefluviais.Eolhaqueoterri-
tórionacionalécompostopor
umagrandeextensãoderios
navegáveis. Considerando a
situação,ocustocomotrans-
portechegaaser30%dovalor
da produção. Para se ter uma
ideiadocaos,segundolevan-
tamentodaONGBancodeAli-
mentos,10%doqueéproduzi-
dopeloagronegócioseperde
duranteotransporte.Sejánão
bastassetudoisso,asempre-
sas brasileiras exportadoras
ainda têm que conviver dia-
riamente com a inoperância
dosportosbrasileiros.
	 Mas enfim, a explicação
para essa vontade de empre-
ender – mesmo sob este ce-
náriodesmotivador–vemda
criatividadedobrasileiroedo
seudesejodeindependência.
A mesma pesquisa da Ende-
avor revelou que 66% destes
jovens querem empreender
para alcançar uma seguran-
çafamiliar,65%paraalcançar
uma satisfação pessoal, 66%
para conquistar recompen-
sas financeiras e 77% para se
ter independência. Podemos
concluir então, que pessoas
criativasnãoconseguemficar
quietas e querem estar sem-
pre contribuindo para evolu-
çãodomundo,aindaquenão
seja fácil. Os obstáculos pa-
ra elas são meros obstáculos
e não são empecilhos para o
empreendedorismo.Alémdo
mais,queremserindependen-
teseconstruirseuprópriofu-
turofinanceiro,sendodonode
seusprópriosideais.
	 Diante do fato constata-
do,quaissãoasaçõesquevo-
cê–casodesejeempreender
–devatomarparamontarum
negócio?Oqueprecisaserfei-
toparacomeçar,desenvolver
e perenizar um empreendi-
mento?Naminhaconcepção
estas ações devem conter 13
passos,sendo:
	 1-Identificarumnichode
mercado: Vislumbre o negó-
cio (produtos/serviços) que
iráatenderestenichodemer-
cado,edesenvolvaaideia(so-
nho)decomoseráestenegó-
cio. Se a ideia lhe causar en-
tusiasmo, inspiração e pai-
xão, siga em frente. O produ-
to/serviço precisa oferecer
uma vantagem competitiva
queatendaumanecessidade,
realizeumdesejo,suprauma
expectativaequefaçaocon-
sumidorfeliz.
	 2-Validação da ideia (so-
nho): Faça uma análise de
mercado, verifique se a sua
ideia tem sentido, verifique
se o negócio é promissor, ve-
rifique se existem clientes
para os produtos/serviços e
quem são e onde estão estes
clientes. Faça uma pesquisa
de mercado. Converse com
quemconheceasforçasefra-
quezas, as oportunidades e
ameaçasdestenichodemer-
cado.SegundoFernandoDo-
labela, nesta etapa, o segredo
énãotersegredo.
	 3-Plano de negócio: Faça
oplanodemarketing(ospro-
dutos/serviços,osclientesal-
vos, os fornecedores, os fun-
cionários, os concorrentes, a
localização,alogística,opreço,
apromoçãoepropaganda,ob-
jetivosemetas),acontabilida-
de,alegalidade,asfinanças,os
investimentos(linhasdecré-
ditoserecursospróprios),avi-
são,amissãoeosvalores,olu-
croesperado,opayback(tem-
po previsto de retorno do in-
vestimento)eaconsolidação
donegócio.
	 4-Saber o que você quer:
Não tenha dúvida da sua
ideia/sonho.Vocêprecisaes-
tarentusiasmado,inspiradoe
apaixonadopelonegócio.Sa-
ber claramente o que quer é
um dos fatores mais impor-
tanteparaumempreendedor
alcançarosucesso.
	 5-Realize o plano de ne-
gócio: Monte a empresa. “Bo-
teamãonamassa”.Trabalhe,
trabalhe e trabalhe. Dedique-
-se de corpo, alma e coração.
Comprometa-se. Não espere
que ninguém faça por você,
faça você mesmo as coisas
acontecerem.
	 6-Posicionamento de
mercado: É a posição que a
sua marca, produtos/servi-
ços vão ocupar nas mentes
dos seus consumidores. Não
tenteserbomemtudoenem
querer atender todo mundo.
SegundoPhilipKotler,asem-
presasdevembuscarposicio-
namentoediferenciaçãorele-
vantesdentrodoprocessode
gerenciamentoestratégicoda
marca.Todaempresaeprodu-
toprecisamrepresentaruma
grande ideia diferenciada na
mentedomercado-alvo.
	 7-Gestãofinanceira:Mon-
te um fluxo de caixa eficaz.
Mantenha o estoque na me-
didaideal.Tenhacontroleab-
solutosobreoscustosedespe-
sas. Jamais pague juros e ta-
xasquenãoestejamprevistos
noplanodenegócio.Dêvalora
cadacentavo.Nuncacomece
umnegóciocomdívidasmal
elaboradas.Nunca!
	 8-Metodologia/identida-
de:Definaestrategicamentea
visãoaserseguida,amissãoa
serpraticada,osvaloresase-
rem cultuados, os objetivos a
serematingidoseasmetasa
seremcumpridas.
	 9-Automotivação: Crie
umambienteparaqueaequi-
pepossaseautomotivar.Res-
peito, transparência, treina-
mento,formaçãoeregrascla-
ras para promoção e carreira
são meios para a construção
de um ambiente sadio, ener-
gizadoealtamenteprodutivo.
	 10-Meritocracia:Remune-
reepromovaporméritos.Crie
umapolíticadecargosesalá-
rioseficazemotivadora.Valo-
rizeosbonseosqueseesfor-
çamefazemadiferençapara
osucessodaempresa.
	 11-Avaliação:Faça,perio-
dicamente, uma avaliação
do seu comportamento co-
mo líder, da sua administra-
ção,daatitudeedesempenho
da equipe, da concorrência,
domercadoondesuaempre-
saestáinseridaeumaavalia-
ção da eficiência da sua em-
presa.Eficiênciaéotermôme-
trodosucesso.Parailustraro
tema eficiência, acho opor-
tuno citar a espanhola Zara.
Esta empresa leva apenas 15
dias para colocar uma nova
coleção em suas 6.000 lojas
espalhadas pelo mundo, fato
queveiotorná-laíconedocon-
ceitodefast-fashion.Aestra-
tégia da Zara se tornou tema
obrigatório nas melhores es-
colas de negócios do mundo.
Recentementeforamabertas
350lojasnaChinaemapenas
4anos.Umalojaacadaquatro
dias.	
	 12-Inovação: Inove con-
forme a demanda do consu-
midor.Massuainovaçãopre-
cisachegarantesdademanda
e não depois. Para definir es-
tratégias,criarprodutos/servi-
çoseinovar,vejaseunegócio
com os olhos dos seus clien-
tes.Ofereçaaquiloqueelesde-
sejam,nuncacansedeencan-
tá-losesuperesuasexpectati-
vas.Façaseuclientefelizeele
voltaráoutrasvezes.
	 13-Consolidação: Sua
empresa irá cometer muitos
erros, mas saiba corrigi-los
com rapidez. Aprenda com
eles para melhorar seu em-
preendimento. Sua empre-
sateráváriosproblemas,mas
saiba transformar os proble-
masemsoluçõesparaocres-
cimento. Sua empresa terá
muitos desafios internos e
externos, mas saiba superá-
-los sem perder o equilíbrio e
arazão.Estejasempreafren-
te da empresa com energia e
entusiasmo. Toda reação de-
pendedeumaação.Portanto,
nãoesperemudançassemser
vocêoprimeiroamudar.Sua
empresavaiseconsolidarso-
mente após você aprender a
lidar com as forças e fraque-
zas, e com as oportunidades
eameaças.Parecebásico,po-
rémumpoucocomplexo,mas,
nadadoquevocênãoconsiga
dominar.Naverdade,édaíque
vemaempolgaçãoeamotiva-
çãodosempreendedores.
	 Nomomentoquevocêfor
começarumnegóciosigaes-
sespassosecumprafielmen-
te cada etapa. Ainda que lhe
pese o “Custo Brasil”, siga em
frente. Você pode sim, trans-
formar o seu desejo em al-
go real e promissor. O suces-
soempresarialdependemui-
to do nosso comportamento
àfrentedoempreendimento.
Porisso,nuncaesperequeas
coisasvenhamdegraça.Con-
quisteseuespaço,façaascoi-
sasacontecerem.
Os 13 passos para empreender
Diante do elevado e injusto “Custo Brasil”, o empreendedor luta com seu talento, persistência e fé para se manter “vivo” e
milagrosamente competitivo. Boa parte do resultado da sua produção vai direto (e antes de tudo) para os cofres públicos –
e, infelizmente, não retorna em benefícios para a sociedade como deveria. Ainda sim, eles são milhões neste país, sendo,
entretanto, os principais responsáveis pela evolução e o desenvolvimento da nação.
11OPInIÃO
dr. fabiano Lemos
37 3261-2693
cirurgiaplastica@fabianolemos.com
R. Olegário maciel, 135 - Lagoa da Prata/mg
Saúde e beleza
llAcirurgiadoabdômem,
conhecida como abdomi-
noplastia , é uma das mais
realizadashojeemcirurgia
plástica . A causa mais fre-
quente que levam as mu-
lheres a realizar tal proce-
dimento é a gravidez , que
causa uma flacidez na re-
gião abdominal e uma fra-
quezanamusculatura.
A cirurgia constitui numa
incisão na região do púbis ,
parecida com a da cesária ,
ondeocirurgiãoplásticoirá
retirar o excesso de pele e
corrigirafraquezadomús-
culoreto-abdominal.Geral-
menteopacienteficainter-
nado por um dia e tem al-
ta fazendo uso de um mo-
delador.
Adúvidamaisfrequen-
tedaspacientesqueprocu-
ram uma avaliação da ci-
rurgiadoabdômemésaber
qual melhor procedimento
para seu caso. Temos a op-
ção da lipoaspiração nos
casosdeexcessodegordu-
raeaabdominoplastiapro-
priamentedita,ondetemos
afalcidezdepeleeafraque-
zadomúsculo.Assim,oci-
rurgião plástico é o profis-
sionalcompetenteparain-
dicaramelhorcirurgia.
Após a cirurgia, curati-
vos ou bandagens podem
seraplicadossobreasinci-
sõesevocêpodeserenvolto
emumabandagemelástica
ou compressão para mini-
mizaroinchaçoesustentar
os novos contornos do ab-
dômen à medida que cica-
trizam. Um dreno pode ser
temporariamentecolocado
sobapeleparadrenarqual-
querexcessodesangueede
fluido que possam acumu-
lar.
Verifiqueaespecialida-
de do seu cirurgião nos si-
tes:
www.crmmg.org.bre
www.cirurgiaplastica.org.br
Abdominoplastia
verdades e mitos
ll Nos dias 14 e 15 de ju-
nho aconteceu o torneio de
atletismoClãDelfosnoIFET
(Instituo Federal de Ciên-
cias e Tecnologia), na cida-
de de Barbacena. A compe-
tição, contoucomapartici-
pação de mais de 120 atle-
tas das cidades de Belo Ho-
rizonte, Barbacena, Santos
DumonteLagoadaPrata.
O evento teve por obje-
tivo selecionar atletas pa-
ra a disputa do Troféu Bra-
sildeAtletismoInfanto-Ju-
venil que acontecerá nos
dias 4, 5 e 6 de julho na ci-
dade de Ipatinga. De acor-
do com o técnico e profes-
sor Abel Mendes, a compe-
tição terá fortes atletas, e o
preparodaequipedeLagoa
da Prata será fundamental.
“Sabemos das dificuldades
existentes,masesperamos
queasmarcassejamboase
melhoremascolocaçõesde
nossos atletas no ranking
brasileiro”, afirmou.
No torneio Clã Delfos, a
equipe de Lagoa da Prata,
participou com 14 atletas e
conquistou seis medalhas
de ouro, seis medalhas de
prata e duas medalhas de
bronze.OsatletasFelipeSa-
lesAlves,DouglasMedeiros
Vaz,MardendosReisAlves,
Maurício Luiz de Oliveira
Júnior, Iago Alexandre Pai-
xão, Orlando Henrique da
SilvaeMatheusPhelipeAl-
ves Jovianiano conquista-
rammedalhasemonzemo-
dalidades disputadas.
Com informações de
Christian freitas
Equipe de atletismo de Lagoa
da Prata conquista 6 medalhas
de ouro em barbacena
FOTO: ARQUIVO PESSOAL
FOTO: ARQUIVO PESSOAL
garoto de Lagoa da Prata
disputará mister brasil
ll Leonardo Vinícius
Castro Rezende (12), nas-
cido em Lagoa da Prata, fi-
lho de Rosa Maria Pereira
deCastro,seráorepresen-
tante de Lagoa da Prata na
disputa do Mister Brasil
2014. O evento acontece-
rá em julho na cidade de
Curitiba.
Em 2012 Leonardo foi
convidado para participar
dos concursos de Mister
Simpatia e Mister Minas
Gerais. No Mister Simpa-
tia ele se classificou em
primeiro lugar e no Mis-
ter Minas Gerais ficou co-
mo segundo colocado.
A mãe do garoto rela-
tou que o filho divide mui-
to bem a carreira com os
estudos. “Ele nunca fal-
ta na escola e só tira boas
notas, porém, quando há a
necessidade de faltar de-
vido aos eventos, sempre
conversamos com a pro-
fessora e a diretora para
que ele não fique prejudi-
cado”, afirmou Rosa.
Ela ainda garantiu que
paraser“mister”sãofeitas
várias exigências ao can-
didato, inclusive a fre-
quência e boas notas na
escola. “Os concurseiros
devem sempre ter a edu-
cação como prioridade,
e é isso que noto quando
vou com ele em algumas
competições. A prepara-
ção para a disputa requer
o aprendizado de etique-
ta,comportamento,cuida-
dos com o corpo (de acor-
do com a idade), dentre
outros”.
Castro ainda desta-
cou que o mais importan-
te de tudo é mostrar pa-
ra a criança que tudo na
vida pode-se conciliar,
e que uma coisa não ex-
clui a outra, como é o caso
da carreira e dos estudos.
“Os eventos preparam as
criançasparaaprópriain-
teração, e não apenas pa-
ra a disputa do título, en-
fatizando a importância
da experiência de parti-
cipar, muito mais do que
vencer. A ideia é motivar
os pequenos misters a
transformar a disputa em
umabrincadeira”,afirmou
a mãe.
Porém, manter todos
os custos das viagens
muitas vezes torna-se
inacessível para a famí-
lia. Sendo assim, quem se
sensibilizar com o sonho
de Leonardo e quiser fazer
uma doação é só anotar os
dados abaixo:
favorecido: Leonardo vi-
nícius Castro Rezende
banco:
Caixa Econômica federal
Agência: 2743
Conta Poupança: 04069-7
LEOnARdO vInICIuS CASTRO REZEndE é fILhO dA ROSA (dO JOgO-
-dO-bIChO)
12 CULTURA
sr. josé osvaldo trabalhou
na ferrovia por 31 anos
dulce guimarães lembra a
infância na ferrovia
Samonte - Festa da estação ferroviária
comemora 99 anos do patrimônio histórico
llA Secretaria Municipal
de Cultura de Santo Antô-
nio do Monte realizou en-
tre os dias 19 e 21 de junho
asegundafestadaestação
ferroviária, em comemo-
ração aos 99 anos do imó-
vel. O evento teve diversas
apresentações artísticas e
a entrega de instrumentos
para a Banda Lira Monse-
nhor Otaviano.
	 O prédio da estação foi
construído em 20 de junho
de 1915. O secretário muni-
cipal de Cultura, Carlos Lú-
cio Gontijo, comentou so-
bre a importância da pre-
servação do patrimônio
histórico. “A Festa da Es-
tação Ferroviária foi a pro-
vadequeaverdadeirapre-
servação de casarões e da
história se faz com a efe-
tiva participação do povo,
quecomsuaalegriaecalor
humano a transforma em
memória coletiva, em vez
desimplesmonumentode
cantoderuaoumeroretra-
tonaparede”,disseosecre-
tário.
	 Na quinta 19, a Compa-
nhiadeDançaBlackStyler
abriuoevento.Emseguida
aconteceu a apresentação
da dupla Meiron e Marlon.
Na sexta, a secretaria rea-
lizou uma homenagem às
famílias dos ferroviários.
Na sequência, se apresen-
taram Rick e Zezé. No en-
cerramento, dia 21, as atra-
ções ficaram por conta do
grupo de dança Quebraê,
Grupo Musical Hiperten-
são,BeúcaeAmigos–com
Marlon e Meiron Borges.
ferroviário
	 O aposentado José Os-
valdo Guimarães (83), mo-
rador do bairro Bela Vista,
trabalhou durante 31 anos
na ferrovia e lembrou as
dificuldades da época. “Eu
sofri muito na estrada de
ferro. Fazia ronda noturna
debaixodechuva.Naquele
tempoagenteandavamui-
to com viandante (andari-
lho), né? Aqueles viandan-
tes barbudos, com aque-
les ‘facão’ na cintura, e ti-
nhaqueirlánofimdopon-
to a quatro quilômetros, ir
e voltar pra trocar a chapa.
Tinha que esperar o notur-
no. Vinha e buzinava. Aí a
gentevinhaemborapraca-
sa, era um sofrimento doi-
do,trabalhávamosdemais”,
lembra Guimarães.
comunidade presenciou diversas atrações artísticas
FOTO: assessoria prefeitura DE S. A.DO MONTE
FOTOS: ÁTILA CASTRO
LEMBRANÇAS
Meu pai é ferroviário, meu avô foi ferroviário, tenho
dois tios ferroviários e meu irmão foi ferroviário. Eu nasci
e fui criada na beira da linha de ferro, próximo à chácara
dos Brandão. Então eu convivi a vida toda com ferroviário
e presenciei o amor, o carinho e a dedicação que cada um
teve para cumprir a sua missão. Eu venho de uma família
numerosa e a gente vinha de madrugada à estação pegar o
noturno para ir visitar os avós em Itaúna. Era uma viagem
longa, com muitas malas, muitas crianças – porque meu
pai tinha muitos filhos –, levávamos matula e era muito
divertido. Quero parabenizar a todos que, de uma maneira
ou de outra, estão envolvidos nessa ideia maravilhosa que
se tornou realidade. Valorizar e lembrar as pessoas que
trabalharam nas firmas e se doaram para a grandeza de
suas empresas é muito gratificante
DULCE GUIMARÃES
Secretária da Paróquia Santo Antônio
13ESPORTE
Lagopratenses
participam de encontro
de aeromodelismo no
sul de Minas
Xandinha disputará
torneio na Áustria
llNos dias 7 e8 deJunho,
a Associação Lagopra-
tense de Aeromodelismo
(ALA) participou do quin-
to encontro de Aeromode-
lismo,emSantoAntôniodo
Amparo, região sul de Mi-
nas Gerais. De acordo com
um dos membros da ALA,
BrenoGarcia,oeventocon-
tou com a participação de
diversos pilotos de todo
o Brasil. “Representamos
commuitoorgulhoesatis-
fação o município de La-
goa da Prata. No local, fize-
mosvárioscontatos,adqui-
ll Nos dias 7, 8 e 9 de ju-
lho a atleta lagopratense
Alexandra Maria disputa-
ráumtorneiodeatletismo
na Áustria. Popularmente
conhecida por Xandinha,
a atleta faz parte do proje-
to “Correndo para o Futu-
ro”, da Secretaria Munici-
pal de Esportes de Lagoa
da Prata, coordenado pe-
lo professor Abel Mendes.
	 Alexandra intensifi-
cou os treinamentos tan-
to para as disputas do tor-
neio na Áustria e dos Jo-
rimosexperiênciasevisua-
lizamosdiversasaçõesque
podemoscolocarempráti-
ca em nossa associação”,
destacou Breno.
	 O esporte é praticado
na cidade há mais de dez
anos. Porém, a associação
foi fundada em 2012 e ho-
je tem 15 integrantes. De
acordo com Breno, a As-
sociação ainda carece de
alguns ajustes, e para que
ela cresça cada vez mais
é necessário que no míni-
mo tenha uma sede pró-
pria. “Estamos lutando pa-
gos Olímpicos da Juven-
tude, na China. Segundo
o técnico Abel Mendes,
o que não falta para Xan-
dinha é força de vontade.
“Elatemaproveitadocada
minuto do seu tempo pa-
ra se dedicar ao treino, e é
isso que faz dela uma das
recordistasdoBrasil”,afir-
mou Abel.
	 Em entrevista ao Jor-
nal Cidade, Alexandra
destacou que nada disso
estaria acontecendo se
não fosse o Projeto Cor-
ra conseguir um lugar pró-
prio, pois atualmente voa-
mos em uma pista cedida
gentilmente pelo José An-
tônio, dono da Agnus avia-
ção”, afirmou.
	 A próxima apresenta-
çãodoclubeseránosdias5
e6dejulho,noIIMotoSun-
set de Lagoa da Prata. “Se-
ráumabelafestaetemosa
certezadefaremosumaex-
celente apresentação. Es-
peramos que toda a popu-
laçãodeLagoadaPratave-
nhanosprestigiar”,salien-
tou Garcia.
rendo para o Futuro. “Es-
tou levando para este tor-
neio, assim como nos ou-
tros,muitaforçadevonta-
de, pois meu desejo é con-
tinuarsendoumaatletade
altorendimentocommui-
tosucesso,eclarolevando
sempre o nome de Lagoa
da Prata para todo o mun-
do”, salientou.
	 Xandinhaéaúnicami-
neira na delegação brasi-
leira que vai disputar a
competição na Áustria. A
delegaçãoteráoitoatletas.
Na sequência, atleta participará de competição na China
FOTO: Arquivo pessoal
FOTO: Arquivo pessoal
xandinha é a única mineira na delegação brasileira
aeromodelistas farão apresentação no encontro de motociclistas de lagoa da prata
14
Santantoniense participa da
Copa do Mundo como voluntário
ESPORTE
llO santantoniense Már-
cio Antônio Teixeira está
participando da Copa co-
mo voluntário. Com mui-
to orgulho, Márcio contou
ao Jornal Cidade como es-
tá sendo a sua experiência.
	 De acordo com Teixei-
ra, a oportunidade surgiu
em 2012, quando foram di-
vulgadas as inscrições pa-
ra o voluntariado na Copa
das Confederações (2013) e
Copa do Mundo (2014). “Fiz
ainscriçãocommuitacon-
fiança, pois acima de tudo
Márcio Teixeira ressalta a diversidade cultural de várias torcidas que assistiram aos jogos em Belo Horizonte
o desejo de ser selecionado
era maior”, afirmou.
	 Quase 153 mil pessoas
de 137 países se inscreve-
ram como voluntárias. Em
Minas Gerais foram 14.494
candidatos. 11 mil pesso-
as foram selecionadas pa-
ra trabalhar dentro dos es-
tádios,aeroportos,shoppin-
gs,centrosdetreinamentos
etambémnosarredoresdos
estádios.
	 Desempenhandoafun-
çãodeserviçosaosespecta-
dores,Márciodizqueasen-
sação é de muita alegria.
“Fiquei muito alegre em
ser selecionado. Eu gosta-
ria muito de ter um registro
que contribuí para o suces-
so deste evento, recebendo
os turistas do mundo todo,
dando boas vindas à nossa
casa, que é o Brasil”, desta-
cou.
	 DeacordocomTeixeira,
ostreinamentosforamdivi-
didosemváriasetapas,nas
quaisforamavaliadosoco-
nhecimento geral e testes
psicológicos.“Passamospor
dois treinamentos no Mi-
neirão, conhecendo o seu
funcionamento e suas de-
pendências para informar
comprestezaosespectado-
res”, frisou.
	 Escalado para atuar no
estádio Governador José
Magalhães Pinto (Minei-
rão),Márciofalouumpouco
sobresuaimpressãodiante
doestádio.“OMineirãoéum
gigante. Mesmo fazendo
treinamentos dois dias nas
dependências do estádio é
precisomuitaatenção,por-
que é no sub-solo que você
vê também a grandiosida-
dedestaobra,queéorgulho
de todos os mineiros”, des-
tacou Teixeira.
	 O santantoniense ain-
da relatou que o Brasil de-
ve mostrar que sabe rece-
ber e fazer desta a copa das
copas.“Esperoquesejamos
campeões,mastambémde-
sejo que o Brasil mostre pa-
ra o mundo que os brasilei-
ros são trabalhadores, são
pessoas do bem, que sa-
bemreceberseusvisitantes
e que temos muita compe-
tênciapararealizareventos
mundiais.EgraçasaDeusa
Copa do mundo está sendo
um sucesso”, afirmou.
	 Márcio enfatizou que a
experiência de ser um vo-
luntário na Copa não pode-
ria ser melhor. “A experiên-
cia está sendo muito além
de minha expectativa. Co-
nhecer torcedores de vá-
rias nações, culturas, tradi-
ções, sua emoção e seu pa-
triotismo durante a execu-
ção do hino de seu país não
tem preço”, salientou.
	 Teixeira ressaltou as
diferentes personalidades
das torcidas. “A alegria e
simpatia dos colombianos;
a seriedade dos Gregos; a
rivalidade explícita dos Ar-
gentinos em relação a nós
brasileiros e a idolatria por
Maradona; a desconfiança
dos Iranianos... Tive conta-
tos com torcedores de mui-
tos países que suas sele-
ções não estão participan-
do da copa, mas vieram as-
sistir e conhecer nosso pa-
ís.Encontramostorcedores
daTanzânia,eessadiversi-
dadedeculturasmedeixou
extremamenteencantado”,
frisou.
márcio teixeira durante o jogo colômbia x grécia no mineirão
FOTO: Arquivo pessoal
15ESPORTE
ll A Comunidade Tera-
pêutica São Francisco de
Assisparticipounosábado
(21) de um jogo treino con-
tra a equipe sub-17 do Fla-
mengo em Santo Antônio
doMonte.Apartidaintegra
o Projeto de Fortalecimen-
to da Educação e da Saú-
de Através do Esporte, que
temoobjetivodepromover
a prática esportiva, a edu-
caçãoeainclusãosocialde
jovens e crianças, além de
incentivar as instituições
que trabalham na recupe-
ração dos dependentes de
álcool e drogas.
	 OFlamengovenceupor
8 a 2, com gols de Eduardo
(1),RodrigoDiMaria(2),Ma-
teus (1), Pedro (1), Wantuil
Filho(3).Wallissonmarcou
osgolsdaComunidadeTe-
rapêutica. O árbitro foi Ké-
ferson Júnior.
Samonte - Comunidade Terapêutica
participa de jogo treino contra o Flamengo
	 Odiretordeesportesdo
Flamengo, Wantuil Ferrei-
radePaula,ressaltouqueo
jogo proporcionou a re-so-
cialização dos internos à
comunidade e a possibili-
dadedemostraraosatletas
o perigo das drogas. “Pu-
demos mostrar aos jovens
queasdrogasestãomatan-
do, destruindo as famílias.
E através do esporte é pos-
sívelformarcidadãos”,dis-
se Wantuil.
	 O secretário municipal
de Esportes, Fernando Bo-
lina, participou do evento
e comentou sobre o proje-
to.“Temosvontadedefazer
o Flamengo voltar a ser o
melhortimedocentro-oes-
te mineiro, como já foi em
outras épocas. Se a gen-
te conseguir, juntamente
com esse trabalho social,
será maravilhoso”.
Comunidade
recupera vidas
	 O presidente da Comu-
nidade Terapêutica São
FranciscodeAssis,Dr.José
Rafael, participou do even-
to e, em entrevista exclusi-
va ao Jornal Cidade, falou
sobre o trabalho da entida-
de:
	 “A nossa comunidade
foi um sonho de um gran-
de empresário santoanto-
niense, senhor Getúlio Ba-
tista de Oliveira, que infe-
lizmente não está mais
entre nós. A comunida-
de terapêutica tem o ob-
jetivo de fazer o bem a es-
sa juventude e à essas pes-
soas que infelizmente ca-
íram no caminho engano-
so da droga e do vício. Esse
projeto era o sonho do Ge-
túlio. São seis anos de tra-
balho.Jápassarammaisde
mil pessoas, muitas delas,
graças a Deus, inteiramen-
te recuperadas e voltaram
ao seio da família e da so-
ciedade. Quem quiser con-
tribuir conosco, pode nos
procuraremnossoescritó-
rio, que fica na estação ro-
doviária, ou fazer uma do-
ação em débito automáti-
co através do Credimonte”,
disse Dr. José Rafael.
FOTOs: Átila Castro
equipes do Flamengo e Comunidade terapêutica
Wantuil, silvério, José Rafael e Nando
ll Na noite da última se-
gunda-feira(23/06),porvol-
ta das 21h, a Polícia Militar
de Santo Antônio do Mon-
te compareceu à rua Edu-
ardo Tavares Filho, bair-
ll Quatrohomenssuspei-
tosdeumassaltoaumapi-
zzaria,naregiãocentralde
Santo Antônio do Monte,
foram detidos pela Polícia
Militar na madrugada do
ll Na noite do dia 22 de
junho a Polícia Militar de
Santo Antônio do Monte
compareceu ao povoado
de Francisco Brás, que fica
cerca de 10 km do períme-
tro urbano, onde foi relata-
ro São José, onde segundo
denúncias dois indivíduos
haviam sido alvejados por
disparos de arma de fogo.
Após receberem atendi-
mento médico, as vítimas
dia 21 de junho. De acordo
com os militares, dois de-
les entraram armados na
pizzaria e renderam o do-
no, roubaram pertences e
dinheiro, e ainda atiraram
doaosmesmosumatenta-
tiva de assalto.
	 Nolocal,asvítimasdis-
seram aos militares que
dois homens chegaram a
sua propriedade pedindo
ajuda, porém, momentos
após, anunciaram o assal-
toecomeçaramadarfaca-
das neles.
	 Asvítimasforamsocor-
ridas, e uma delas perma-
nece em estado grave no
Hospital João XVIII.
informaram que não pos-
suem nenhum envolvi-
mento com criminosos e
que não imaginam a moti-
vação do crime. Segue ras-
treamento.
contraavítima.Asinvesti-
gações permanecem e até
ofechamentodestaedição
a vítima continuava inter-
nadanoHospitalJoãoXVII,
em Belo Horizonte.
Ocorrências Policiais
Santo Antônio do Monte
Indivíduo estaciona carro e
atira em duas pessoas
Dono de pizzaria é baleado
durante assalto
Indivíduos roubam residência
e esfaqueiam idosos
16
Sicoob Crediprata realiza
blitz para distribuição de
brindes do Brasil
ll O Sicoob Crediprata realizou uma blitz
em comemoração a Copa do Mundo nas
cidades onde possui agência, nos dias 10
e 11 de junho, para distribuição de bandei-
rinhas do Brasil e adesivos.
	 A ação teve início dia 10 e contou com a
parceria da Rádio Veredas FM e continuou
no dia 11 de Junho, em frente as agências
de Lagoa da Prata, Moema, Japaraíba e Es-
teios.
	 De acordo com a Diretoria Executiva, a
ação foi muito satisfatória. A população
aderiu a ideia e vinham até as agências
para adesivarem os carros e receberem
bandeirinhas.
	 Esta foi mais uma ação do SICOOB
CREDIPRATA em comemoração pelos
seus 25 anos!
SICOOB CREDIPRATA, Somos mais Brasil!
INFORMATIVO INSTITUCIONAL
ECONOMIA
LAGOA DA PRATA - MG ESTEIOS (POVOADO DE LUZ - MG) JAPARAÍBA - MG
MOEMA - MG LAGOA DA PRATA - MG
LAGOA DA PRATA - MG
LAGOA DA PRATA - MG
LAGOA DA PRATA - MG
MOEMA - MG LAGOA DA PRATA - MGJAPARAÍBA - MG

Weitere ähnliche Inhalte

Was ist angesagt?

Jornal opção 172 ed online
Jornal opção 172 ed onlineJornal opção 172 ed online
Jornal opção 172 ed onlineAlair Arruda
 
Jornal opção 176 online
Jornal opção 176 onlineJornal opção 176 online
Jornal opção 176 onlineAlair Arruda
 
Jornal opção 153
Jornal opção 153Jornal opção 153
Jornal opção 153Alair Arruda
 
Jornal opção 178 online
Jornal opção 178 onlineJornal opção 178 online
Jornal opção 178 onlineAlair Arruda
 
Jornal opção 186 online
Jornal opção 186 onlineJornal opção 186 online
Jornal opção 186 onlineAlair Arruda
 
Jornal opção 152 online
Jornal opção 152 onlineJornal opção 152 online
Jornal opção 152 onlineAlair Arruda
 
Jornal opção 196 online
Jornal opção 196 onlineJornal opção 196 online
Jornal opção 196 onlineAlair Arruda
 
Jornal opção 191 online
Jornal opção 191 onlineJornal opção 191 online
Jornal opção 191 onlineAlair Arruda
 
Jornal opção 199
Jornal opção 199Jornal opção 199
Jornal opção 199Alair Arruda
 
Prestando Contas - Macro Ribeirão
Prestando Contas - Macro RibeirãoPrestando Contas - Macro Ribeirão
Prestando Contas - Macro RibeirãoMárcia Lia
 
JORNAL OPÇÃO DO NOROESTE EDIÇÃO 168
JORNAL OPÇÃO DO NOROESTE EDIÇÃO 168JORNAL OPÇÃO DO NOROESTE EDIÇÃO 168
JORNAL OPÇÃO DO NOROESTE EDIÇÃO 168Alair Arruda
 
Jornal opção 202
Jornal opção 202Jornal opção 202
Jornal opção 202Alair Arruda
 
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021 EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021 Afonso Pena
 
Jornal opção 166 colorido
Jornal opção 166 coloridoJornal opção 166 colorido
Jornal opção 166 coloridoAlair Arruda
 
Jornal opção 177 colorido
Jornal opção 177 coloridoJornal opção 177 colorido
Jornal opção 177 coloridoAlair Arruda
 

Was ist angesagt? (20)

Jornal opção 172 ed online
Jornal opção 172 ed onlineJornal opção 172 ed online
Jornal opção 172 ed online
 
Edição 203
Edição 203Edição 203
Edição 203
 
Jornal opção 176 online
Jornal opção 176 onlineJornal opção 176 online
Jornal opção 176 online
 
Jornal opção 153
Jornal opção 153Jornal opção 153
Jornal opção 153
 
Jornal opção 178 online
Jornal opção 178 onlineJornal opção 178 online
Jornal opção 178 online
 
Jornal opção 186 online
Jornal opção 186 onlineJornal opção 186 online
Jornal opção 186 online
 
Jornal opção 152 online
Jornal opção 152 onlineJornal opção 152 online
Jornal opção 152 online
 
Jornal opção 196 online
Jornal opção 196 onlineJornal opção 196 online
Jornal opção 196 online
 
Jornal opção 191 online
Jornal opção 191 onlineJornal opção 191 online
Jornal opção 191 online
 
Jornal opção 199
Jornal opção 199Jornal opção 199
Jornal opção 199
 
Prestando Contas - Macro Ribeirão
Prestando Contas - Macro RibeirãoPrestando Contas - Macro Ribeirão
Prestando Contas - Macro Ribeirão
 
JORNAL OPÇÃO DO NOROESTE EDIÇÃO 168
JORNAL OPÇÃO DO NOROESTE EDIÇÃO 168JORNAL OPÇÃO DO NOROESTE EDIÇÃO 168
JORNAL OPÇÃO DO NOROESTE EDIÇÃO 168
 
Jornal opção 202
Jornal opção 202Jornal opção 202
Jornal opção 202
 
Edição 213
Edição 213Edição 213
Edição 213
 
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021 EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
 
Ja407net
Ja407netJa407net
Ja407net
 
Jornal digital 4773_ter_13102015
Jornal digital 4773_ter_13102015Jornal digital 4773_ter_13102015
Jornal digital 4773_ter_13102015
 
Edição 206
Edição 206Edição 206
Edição 206
 
Jornal opção 166 colorido
Jornal opção 166 coloridoJornal opção 166 colorido
Jornal opção 166 colorido
 
Jornal opção 177 colorido
Jornal opção 177 coloridoJornal opção 177 colorido
Jornal opção 177 colorido
 

Andere mochten auch

Andere mochten auch (7)

O mercador e os 12 camelos
O mercador e os 12 camelosO mercador e os 12 camelos
O mercador e os 12 camelos
 
Gardemann Cavaretto Rodrigues
Gardemann Cavaretto RodriguesGardemann Cavaretto Rodrigues
Gardemann Cavaretto Rodrigues
 
Concentração por adição de açúcar
Concentração por adição de açúcarConcentração por adição de açúcar
Concentração por adição de açúcar
 
Resume 032811
Resume 032811Resume 032811
Resume 032811
 
Doces & geléias
Doces & geléiasDoces & geléias
Doces & geléias
 
Preparo de geleias artesanais embrapa
Preparo de geleias artesanais embrapaPreparo de geleias artesanais embrapa
Preparo de geleias artesanais embrapa
 
Catálogo de Hortaliças
Catálogo de HortaliçasCatálogo de Hortaliças
Catálogo de Hortaliças
 

Ähnlich wie Jornal Cidade - Ano II - Nº 28

Jornal opção 174 ed online
Jornal opção 174 ed onlineJornal opção 174 ed online
Jornal opção 174 ed onlineAlair Arruda
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016Jornal Cidade
 
Informativo AMARLE - 3
Informativo AMARLE  - 3Informativo AMARLE  - 3
Informativo AMARLE - 3AMARLE
 
Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1102 que circula no dia 22...
Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1102 que circula no dia 22...Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1102 que circula no dia 22...
Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1102 que circula no dia 22...JornalACidade
 
Folha | Notícias Regionais | Edição 110
Folha | Notícias Regionais | Edição 110Folha | Notícias Regionais | Edição 110
Folha | Notícias Regionais | Edição 110flickboo
 
Jornal Cidade - Ano I - Nº 06
Jornal Cidade - Ano I - Nº 06Jornal Cidade - Ano I - Nº 06
Jornal Cidade - Ano I - Nº 06Jornal Cidade
 
Jornal opção 184 online
Jornal opção 184 onlineJornal opção 184 online
Jornal opção 184 onlineAlair Arruda
 

Ähnlich wie Jornal Cidade - Ano II - Nº 28 (20)

Jornal digital 4836_sex_15012016
Jornal digital 4836_sex_15012016Jornal digital 4836_sex_15012016
Jornal digital 4836_sex_15012016
 
Jornal digital 07-04-17
Jornal digital 07-04-17Jornal digital 07-04-17
Jornal digital 07-04-17
 
Jornal opção 174 ed online
Jornal opção 174 ed onlineJornal opção 174 ed online
Jornal opção 174 ed online
 
Jornal digital 16 06-17
Jornal digital 16 06-17Jornal digital 16 06-17
Jornal digital 16 06-17
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016
 
Litoral sul 30 06-13
Litoral sul 30 06-13Litoral sul 30 06-13
Litoral sul 30 06-13
 
Informativo AMARLE - 3
Informativo AMARLE  - 3Informativo AMARLE  - 3
Informativo AMARLE - 3
 
Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1102 que circula no dia 22...
Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1102 que circula no dia 22...Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1102 que circula no dia 22...
Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1102 que circula no dia 22...
 
Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018Jornal digital 03 12-2018
Jornal digital 03 12-2018
 
Jornal digital 08 11-17
Jornal digital 08 11-17Jornal digital 08 11-17
Jornal digital 08 11-17
 
Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018Jornal digital 10 12-2018
Jornal digital 10 12-2018
 
Folha | Notícias Regionais | Edição 110
Folha | Notícias Regionais | Edição 110Folha | Notícias Regionais | Edição 110
Folha | Notícias Regionais | Edição 110
 
Jornal Cidade - Ano I - Nº 06
Jornal Cidade - Ano I - Nº 06Jornal Cidade - Ano I - Nº 06
Jornal Cidade - Ano I - Nº 06
 
Jornal digital 4678_qui_28052015
Jornal digital 4678_qui_28052015Jornal digital 4678_qui_28052015
Jornal digital 4678_qui_28052015
 
Jornal digital 4691_qua_17062015
Jornal digital 4691_qua_17062015Jornal digital 4691_qua_17062015
Jornal digital 4691_qua_17062015
 
Litoral sul 23 06-13
Litoral sul 23 06-13Litoral sul 23 06-13
Litoral sul 23 06-13
 
Litoral sul 23 06-13
Litoral sul 23 06-13Litoral sul 23 06-13
Litoral sul 23 06-13
 
350 (5)
350 (5)350 (5)
350 (5)
 
Jornal opção 184 online
Jornal opção 184 onlineJornal opção 184 online
Jornal opção 184 online
 
Expresso das Praias #187
Expresso das Praias #187Expresso das Praias #187
Expresso das Praias #187
 

Mehr von Jornal Cidade

Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 124 - 23/08/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 124 - 23/08/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 124 - 23/08/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 124 - 23/08/2018Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017 Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017 Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017Jornal Cidade
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017Jornal Cidade
 

Mehr von Jornal Cidade (20)

Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 124 - 23/08/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 124 - 23/08/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 124 - 23/08/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 124 - 23/08/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017 Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017
 

Jornal Cidade - Ano II - Nº 28

  • 1. POLÍTICA hospital São Carlos receberá verba de quase R$ 2 milhões Página 03 Página 05 Página08 diretor do Colégio águia de Prata participa de Congresso Internacional de Educação no Panamá ESPORTE Santantoniense participa da Copa do mundo como voluntário POLICIAL “Seria cômico se não fosse trágico” Samonte vive dias de apreensão e insegurança Página14Página 15 Página07 POLÍTICA Câmara entrega medalhas de honra ao mérito municipal Página 11 Página 17 Página 12 garoto de Lagoa da Prata disputará mister brasil xandinha disputará torneio na áustria festa da estação ferroviária comemora 99 anos do patrimônio histórico Colégio águia de de Educação no Prefeitura pretende investir R$ 170 mil na Expô Samonte Aprovado em primeira votação, projeto será votado pelos vereadores na próxima segunda-feira, dia 30. FOTO: ASSESSORIA DE COMUNICAçãO/PREFEITURA DE SAMONTE PREfEITO dE SAmOnTE WILmAR dE OLIvEIRA fILhO E O PRESIdEnTE dO SIndICATO RuRAL vILmAR OTávIO dE OLIvEIRA
  • 2. 2
  • 3. 3POLÍTICA Prefeitura pretende investir R$ 170 mil na Expô Samonte ll Os vereadores de San- to Antônio do Monte apro- varam, no dia 18/06, por 9 votos a 1, o projeto de lei 029/2014, de autoria do Po- der Executivo, que conce- de contribuição de R$ 170 mil ao Sindicato Rural pa- raarealizaçãodaExpôSa- monte. ApenasovereadorCar- los Alberto Campos/PTB (Carlos Campinho) votou contra ao projeto. “Eu sou totalmente a favor da fes- ta, pois é um evento tradi- cional da cidade, que traz divisas, que envolve a ju- ventude. Mas, no momen- to atual de dificuldade fi- nanceiradomunicípio,em respeitoaorecursopúblico, esse valor de 170 mil reais é exorbitante. A prefeitura de Samonte já vai oferecer infraestrutura.Secontribu- íssecomumvalorentre40 e 50 mil seria viável. A fes- ta é tradicional e merece o apoio do município. A pre- feitura tem que ser parcei- rasim.Masdentrodoqueo municípiopodeajudar”,ex- plica. Campinhotambémar- gumentou que a cidade vi- veumclimadeinseguran- ça e o município não dis- põe de recursos para fazer investimentos.“Tudoquea gente solicita o município infelizmentenãotemcon- dições de fazer. Estamos passandoummomentosé- riodesegurança.Estásen- docobradaaGuardaMuni- cipal.Omunicípionãotem condições. Tem o projeto docanil,poisoscãesestão para todos os lados. Será que é coerente? Será que nós não temos condições defazerumaparceriacom as grandes empresas para queomunicípionãoconti- nue sangrando o seu orça- mento?”, questiona o vere- ador. Portões abertos O presidente do Sin- dicato Rural, Vilmar Otá- vio de Oliveira, que tam- bém é secretário munici- pal de Obras, compareceu à sessão da Câmara e afir- mou que a contribuição da prefeitura é essencial para a realização da festa agro- pecuária.“Umafestadojei- to que a gente está fazen- do,nãoconseguimosfazer sem a ajuda da prefeitura. Nemosindicatoenemem- presanenhuma.Osindica- to fez uma parceria com a Lucs, que é uma empresa de Divinópolis que faz vá- rias festas da região. Va- mos trazer uma estrutura que nunca teve. Serão três camarotes, teremos uma estrutura de arquibanca- da para acomodar melhor o público do rodeio, par- que de diversão e portões abertos no domingo, com o Show de Rio Negro e So- limões”. Em entrevista ao Jor- nal Cidade, Vilmar ressal- touque,comoapoiodapre- feitura,serápossívelofere- cer o show gratuito no do- mingo. O Jornal Cidade entrou em contato com a Admi- nistração Municipal que, por meio da assessoria de comunicação, informou quevaisepronunciarapós a decisão dos vereadores. A Expô Samonte será realizada entre os dias 21 e 24 de agosto. Irão se apre- sentar os cantores Fer- nando & Sorocaba; Eduar- do Costa; Henrique & Die- go; e Rio Negro & Solimões, com entrada gratuita. Conforme apuração do Jornal Cidade junto a dois promotores de evento, o show da dupla Rio Negro & Solimõescustacercade90 mil reais. Expôlagoa Em Lagoa da Prata, a exposição agropecuária é organizada integralmente pelo Sindicato Rural, sem intermediários. Em 2014, a festa contou com a par- ticipação de Ivete Sanga- lo, Cristiano Araújo, Hen- rique & Juliano e João Ne- to & Frederico. A Prefe itu- radeLagoadaPrataenviou à Câmara um projeto de lei solicitandoorepassede40 mil reais ao sindicato, que foirejeitadopelosvereado- res.Acontrapartidadosin- dicato seria manter a en- trada franca no domingo, quando se apresentaram artistas regionais. Mesmo com o projeto rejeitado, a organização da festa deci- diumanterosportõesaber- tos no último dia. Aprovado em primeira votação, projeto será votado pelos vereadores na próxima segunda-feira (30) Carlos Campinho - vereador de Samonte FOTO: Átila Castro
  • 4. 4 OPINIÃO CARTA AO LEITOR Juliano Rossi contato@jornalcidademg.com.br ll O clima de inseguran- ça vivido em Santo Antô- nio do Monte e a falta de ações efetivas para com- bater a criminalidade são assuntos recorrentes en- tre os moradores da cida- de, principalmente na in- ternet.Oassuntoestáren- dendo a divulgação de di- versos memes nas redes sociais e obtendo interes- se regional. Nos últimos dias aconteceram cinco tentativas de homicídios, umassassinatoconsuma- doepelomenostrêsassal- tosaestabelecimentosco- merciais. É muito. A segurança pública não é obrigação do muni- cípio, que já repassa mi- lhares de reais para as po- líciasmilitarecivilmante- rem os seus trabalhos. En- tretanto,asegurançaéres- ponsabilidadedetodos.Al- guémtemquefazeralgode concreto.Enviarofíciosao Governo de Minas (princi- palresponsávelpelosuca- teamentodaspolícias),aos deputados e aos coman- dantes das polícias é cho- ver no molhado. O assun- to precisa ser amplamen- te discutido pela socieda- de . EXPÔ SAMONTE SantoAntôniodoMon- te, em outros tempos, era referência em eventos de grande porte na região. A extinta Festa do Fogue- te foi uma das principais atrações do calendário de festas do centro-oeste. O encontro de motociclis- tastambémeramarcante. O Sindicato Rural preten- de agora resgatar a expo- sição agropecuária e con- tacomoapoiodaprefeitu- ra. É uma festa importan- te para a cidade e merece o apoio do município, dos empresários e da comu- nidade. Não vamos entrar no mérito da questão, se a contribuiçãode170milre- ais é um valor alto para os cofres municipais. O que defendemos é que os san- tantoniesesavaliemocus- to/benefíciodesseinvesti- mentoebusquemmaisin- formaçõesjuntoaoseuve- reador. MÚSICA NOS BAIRROS ABandaLiraSãoCarlos realizou o primeiro ensaio em praça pública no sába- do 21, no bairro Gomes, em Lagoa da Prata. O projeto “Banda no bairro” é ideali- zado pela Secretaria Mu- nicipal de Cultura. Os pró- ximos ensaios serãoreali- zados nos dias 05/07 (Pra- ça do Cruzeiro/Centro), 19/07(PraçadoCristo/bair- ro Chico Miranda) e 02/08 nobairroSolNascente,em frenteàigrejadeNossaSe- nhora de Guadalupe. Segurança, Expô Samonte e música na praça
  • 5. 5POLÍTICA ll Há cerca de um ano, o presidente voluntário da Fundação São Carlos, Jo- séLibériodeMelo,foicon- vidado para participar de um evento em São João Del Rey, a convite de Joe- des Marques Ferreira, as- sessor de governo da Pre- sidência da República. De acordo com a gerente ad- ministrativa do Hospital SãoCarlos,DanielleSarai- va,noencontroLibériote- veaoportunidadedeapre- sentar o projeto para plei- tearumaverbademaisde R$ 2 milhões para aplicar na estrutura interna do hospital. SegundoSaraiva,aver- ba liberada pelo Ministé- rio da Saúde foi um pou- co menor do que o valor solicitado. “O recurso de R$ 1.992.500,00 concedido pelo Governo Federal ain- da não está depositado na conta da fundação, mas já foi empenhado, inclusive temos o número do con- trato, porém, mesmo com a certeza da obtenção da verba, precisamos oficia- lizaroconvênio”,afirmou. A gerente do hospital disse que os recursos se- rão investidos na aquisi- ção de um centro de ima- gem(comaparelhosdeto- mografia,raioXdigital,ul- trassomeeletrocardiogra- ma) e equipamentos utili- zados no sistema opera- cional do hospital, como máquinadelavar,carrinho de anestesia, máquina de passar roupa (calandra). “Estamosacompanhando todo o trâmite do Ministé- riodaSaúdeeaguardamos ansiosamenteporesteva- lor, pois a Fundação quer destiná-lo o mais breve possível ao projeto”, des- tacou. Paraaliberaçãodaver- ba, de acordo com Sarai- va, estiveram empenha- dos José Libério de Melo, JoedesMarquesFerrreira, o deputado federal Regi- naldo Lopes/PT, o prefeito Paulo César Teodoro, o se- cretáriomunicipaldeSaú- deAntônioJuarezdeCas- tro e o exprefeito de Santo AntôniodoMonte,Leonar- do Lacerda Camilo. Homenagem No dia 6 de junho, em re- conhecimento às pesso- as que se empenharam no projeto, a Fundação São Carlosorganizouumeven- to para entregar placas de agradecimento. Convênio foi empenhado e será revertido para melhorar a estrutura da instituição Hospital São Carlos receberá verba de quase R$ 2 milhões O Prefeito Paulo Teodoro recebeu uma placa de agradecimento do Hospital FOTO: Assessoria de Comunicação/Prefeitura de lagoa da prata FOTO: Assessoria de Comunicação da Prefeitura
  • 6. 6 Câmara entrega medalhas de Honra ao Mérito Municipal POLÍTICA ll O Poder Legislativo de Lagoa da Prata realizou no dia 13 de junho a sessão so- lenedeoutorgadaMedalha deHonraaoMéritoMunici- pal, comenda que homena- geia pessoas que se desta- cam ou se destacaram em suas áreas de atuação. Par- ticiparam da cerimônia os vereadores, familiares e amigosdosagraciadoseau- toridades municipais. O prefeito Paulo César Teodorofezusodapalavrae reconheceuotrabalhopres- tado pelos homenageados em suas áreas de atuação. “A criação dessa medalha é um importante instrumen- to para que possamos reco- nhecer esses cidadãos que trabalham de forma incan- sável para o bem comum”. OvereadorPauloRober- to Agostinho Pereira dis- cursou em nome dos par- lamentares. “Eu poderia di- FOTO: LINDOMAR FOTÓGRAFO FOTO: LINDOMAR FOTÓGRAFO FOTO: LINDOMAR FOTÓGRAFO FOTO: LINDOMAR FOTÓGRAFO zer sem medo de me enga- nar que esses nove cida- dãos hoje agraciados com a medalha de Mérito Muni- cipal me representam. Me representam, pois enxer- go neles os valores que tan- to nossa sociedade precisa. Merepresentam,porquesão depessoasdebem,batalha- doras, conscientes, éticas e que valorizam a moral e os bonscostumes”,ressaltouo vereador. Ronan Sávio de Paula, aposentado Autor: Vereadora Maria Aparecida Marcelino da Silva Ronanfoihomenageadonaclasse“construtor”.Trabalhou na prefeitura de Lagoa da Prata e participou da constru- ção de várias obras públicas. Lessandro Gabriel da Costa, ambientalista Autora: Vereadora Quelli Cássia Couto LessandrofoipresidentedaAssociaçãoAmbientalistadoAl- toSãoFranciscoporcincomandatosepresidentedoComi- têdaBaciadoAltoSãoFranciscoportrêsmandatos.Natural deLagoadaPrata,atualmentecursaengenhariaambiental. Locáldio Elizeu Silva, empresário Autor: Vereador Iraci Antônio dos Santos Natural de Guapé (MG), Elizeu é atualmente proprietário da Styllus, loja de roupas. É biomédico com pós-graduação em acupuntura,proprietáriodaClínicaIntegrareeefoivice-pre- feito e secretário de saúde em Lagoa da Prata durante dois mandatos. Luiz Ricardo Lima Costa, professor Autor: Vereador Di-Gianne de Oliveira Nunes Natural de Lagoa da Prata, Luiz Ricardo é graduado em históriaemestreemcultura.ProprietáriodoCentroEdu- cacional Tutores e secretário municipal de Desenvolvi- mento Econômico. Marcelino Lázaro Alves Mota, professor Autor: Vereador Adriano Moreira Pinto Natural de Lagoa da Prata, Marcelino é professor de física. Na área de serviços voluntários, é sócio fundador do Rota- ract Club de Lagoa da Prata, sócio do Lions Club desde 2013 ejáindicadoparaVice-PresidentedoclubeparaoAnoLeo- nísticode2014/2015. Padre Patriky Samuel Batista Autor: Vereador Adriano Batista de Moraes NaturaldePiumhi(MG),ébacharelemfilosofiapelaPonti- fíciaUniversidadeCatólicadeCampinas.ÉpárocodaPa- róquia São Carlos Borromeu desde janeiro de 2014. Gilson Luiz Aleixo, empresário Autor: Vereador Edmar Nunes Miranda Gilson é empresário, natural de Ponta Grossa (Paraná) e proprietário da FGL Palitos, que gera mais de 50 empre- gosdiretosecomercializaseusprodutosemtodooBrasil. Graziano Oliveira da Silva, jornalista Autor: Vereador Paulo Roberto A. Pereira Grazianoéjornalista,naturaldeFormiga(MG).Trabalhou nasrádiosTransaméricaeItatiaia.Atualmenteéogeren- te geral da Rádio Veredas FM. Inês Maciel de Oliveira, servidora da Câmara Autor: Vereador Fortunato Francisco do Couto InêségraduadaemEstudosSociaisePedagogia.Natural de Luz (MG), iniciou os trabalhos na secretaria da Câma- ra de Lagoa da Prata em 2 de janeiro de 1986. HOMENAGEADOS
  • 7. 7
  • 8. 8 OPInIÃO Sicoob cREDiPRATA. ASSociADo A VocÊ. ToRcENDo JUNToS PELo bRASiL. Fazemos parte de um grande time, com mais de 2 mil pontos de atendimento e mais de 2,6 milhões de associados. Juntos, formamos a maior instituição financeira cooperativa do País. O Sicoob está em campo oferecendo uma linha completa de produtos e serviços financeiros. Parte de um grande trabalho coletivo para ajudar o Brasil a ser também campeão no desenvolvimento econômico e social. Seja um associado do Sicoob Crediprata e comemore com a gente. Crediprata www.sicoobcrediprata.com.br henrique Rodarte é gestor de Rh, Coaching Pleno, master Practitioner em PnL, graduando em direito pela PuC minas. hEnRIQuE ROdARTE henriquerodarte1234@hotmail.com ll Recentemente estive em um congresso no Pa- namá,juntamentecom500 pessoasparadebatersobre aescoladoamanhã.Como intuito de reinventar a es- colaforam3diasdedebate entre pessoas de vários lu- gares do Brasil, Colômbia, México, Guatemala e Ar- gentina. Várias culturas, várias visões de mundo e um problema em comum: está complicado conciliar uma sociedade tecnológi- ca com a necessidade de fazer o aluno aprender. Se- rá necessário mudar. Será necessário usar a tecnolo- gia a nosso favor. A Escola está um saco. Foi o que descobriu uma pesquisa feita em alguns países recentemente. Na Argentina, nosso vizinho, está mais desinteressante paraosprofessores.Emal- guns lugares 60% de aban- dono no ensino médio. Nos dias de hoje es- tamos esbarrando em al- guns limites na educa- ção. Uma espécie de con- flito entre um modelo an- tigo na educação e uma sociedade digitalizada; são cerca 315 milhões de smartphonesnomundo.O tempodeatençãodoaluno por aula reduziu dos anti- quados 50 minutos para 10 atuais. Existe aí um para- digma,umempecilhopara que possa haver um maior aproveitamentodentrodas salasdeaula.Comoconse- guir essa mudança? O que fazer? Para darmos alguns passos são necessárias al- gumasperguntas,paraob- termos algumas respos- tas. O diagnóstico pode servir para nós nos rein- ventarmos. É natural nes- se caminho esbarrarmos em algum limite ou limi- taçãointerna,masolimite é uma fronteira que o nos- so sistema de interpreta- ção de mundo vislumbra para não avançarmos ge- ralmenteparanosproteger dealgumasituaçãoocorri- da anteriormente que ele detecta a possibilidade de ocorrerdenovo.Mas…me- do de mudar? Medo de en- carar o desconhecido? De ir não se sabe para onde? O que significa dizer não paraamudança? Cadaso- nho que deixa de ser reali- zadoéumpedaçodofuturo que deixa de existir. Nesse pontodaeducaçãoofuturo já chegou. Vislumbro nos- sa missão sendo uma me- lhoranaeducaçãoparaque nossosfilhos,nossosnetos vivam melhor. Os alunos juntamente comatecnologiasãocomo um quebra-cabeça, se uni- dossomamcomoumtodo. O que você não pensa- vaontemepensahojeeda paraserfeito? Omelhorda pessoa está encapsulado dentro do sintoma que ela manifesta.Écomosefosse umaostra,queescondesua pérola. Descobrir essa pé- rola é um processo árduo, porém necessário. Fato curioso : Enquan- to eu escrevia para o jor- nal passou um carro com uma música. Era Ouro de Tolo–RaulSeixas…eeufi- quei pensando, ‘’ Eu é que nãomesentoemumtrono de um apartamento com a bocaescancaradacheiade dentes,esperandoamorte chegar…’’ É necessário a ATITUDE. #REIvEnTEAESCOLA há uma força motriz mais poderosa que o vapor, a eletricidade e a energia atômica: A vOnTAdE!
  • 9. 9OPINIÃO José Antônio (Rádio Samonte FM) bandeirantes@isimples.com.br Causos e Prosas llQuandoeueramenino,tra- balhei na fazenda do saudo- soTotonhoLuiz,paidoJoãozi- nhodaPadaria,paidaDra.Mar- lenedentista,paidoZéLuciano, daMarliedaMarlene.Afazen- dadeleeraseguindoparaLagoa daPrata. Delá,eusaíacedocondu- zindoacarroçaeumburroeuns 150litrosdeleites.Euseguiapa- raacidadeeentregavaoleitena Nestlé,hojeCopersam. Deixan- dooleitenaNestlé,eudesciaà casadoSr.TotonhoLuiz,queera alipróximoàcadeia,asaudosa DonaAparecida–irmãdosau- dosoDelfinodaRodoviária,ofa- moso“páiaroxa”–já‘tava’pre- parandoumpanelãodealmo- çoparaeulevarpararoçapara ospeõesalmoçarem. Nesse meio tempo eu ti- nhaqueesperaraDonaApare- cidaprepararapaneladealmo- çoparaaturma.EoJoão(João doTotonhoLuiz)tinhamepedi- do:“ÔZéAntônio,‘cê’chegando naminhamãe,vaipularomu- ro,pularnomeuquintal.Temum galinheirolá,daívocêpegaduas galinhasetrazparaaroçajun- tocomalmoço!Vocêpegaaga- linhacarijóeagarnizé!”. Eassimeufiz.Quandoeufui pegarasduasgalinhas,saíram trêsdogalinheiroevoarampa- raoquintaldovizinhoeeuvoei atrás.Ovizinhoeraosaudoso Sr.AntôniodoAmérico(paido Américovereador).Eudeiuma cambotanoquintaldoSr.An- tônioAméricoatrásdagalinha. Eletambémtinhaumgalinhei- roeasgalinhassemisturaram. Virouaquelamexidanoterreiro! Nisso,oSr.AntônioAméricoao veraquelemexidanãomereco- nheceueveioatrásdemim.Ele atrásdemimeeuatrásdasga- linhas!Euestavapassandoum apertodanado! Eunãotinhacomoexplicar paraelequeeuestavapegando asgalinhasdoJoãodoTotonho Luiz.OSr.Antônioachouqueeu estavaeraroubandoasgalinhas dele.Teveumahoraqueeleme acertouumaabordoadanascos- tascomumporrete.Nãodeicon- tadepularomuro,atéquedriblei ele,entreinaportadacozinhae fuiparaarua. Cheguei na casa da Dona Aparecidaeelameperguntou: “Por que você está desse jeito, ZéAntônio,comessescalom- bosroxos?Cadêasgalinhasdo João?” Eudisse:“Nãosei.Euvoué emborapararoça.Arrumaoal- moçoaíparanós”. Fuiparaaroça.Eu,acarro- çaeoburro.Eraestradadechão. ChegandonaroçadoSr.Totonho Luiznovamentecomapanela doalmoço(eujátinhaassalta- dounspedaçosdecarnedapa- nelanocaminho),fuiexplicaro queaconteceucomasgalinhas. Atéqueeuconseguiexplicarque focinhodeporconãoétomada, elesriramdemais.AíoTotonho eoJoãoconversaramcomoSr. AntônioAmérico.Otremvirou umrebuliçodanado. As Galinhas do “Sô Tôe Américo” Pastas e Antepastos Patê de Frango Há algo de sedutor em mergulhar os alimentos em molhos e pastas: talvez seja a ausência de talheres, as texturas cremosas e a ideia de compartilhar a comida com os amigos.Háumaamplagamademolhosparasatisfazerqualquergosto.ABagnaCauda com muito alho, prato típico do Piemonte, Itália, e em dialeto significa “ molho quente”; o molho condimentado feito com grão de bico e pimenta; o patê de frango cozido e pi- cado, usados para rechear sanduíches ou simplesmente para ser consumido com tor- radas. Solange Barbosa (Buffet Divina Gula) solangecfb@gmail.com Alimentos e Culinária MODO DE PREPARO • Em uma panela, refogue o alho e a cebola, adicione o caldo de frango e a maisena dis- solvida. • Acrescente o frango, deixe ferver para cozinha a maisena. • Prove o tempero e retire do fogo. • Adicione as azeitonas, a salsa e a cebolinha. INGREDIENTES • 2 peitos de frango cozidos e picados- caldo de frango • 1 cebola ralada • 3 dentes de alho • 2 colheres de azeite • 1 xícara (chá) de azeitonas picadas • 1 xícara de salsa e cebolinha • Molho de pimenta Kenko (opcional) • 3 colheres (sopa) de maisena.
  • 10. 10 Empreendedorismo e Negócios OPINIÃO Nilson Antonio Bessas é Administrador, Escritor e Presidente do Conselho de Administração/Diretor do Sicoob Lagoacred Gerais. nilson@lagoacred.com.br Empreendedorismo e Negócios ll Uma pesquisa da Endea- vorrevelaque64%dosjovens brasileiros – de 18 a 29 anos de idade – querem abrir um negócio. Isso coloca o Brasil no topo do ranking dos paí- sesmaisempreendedoresdo mundo, pois a mesma pes- quisaconstatouquenaFran- çaestepercentualédeapenas 26%, na Alemanha é de 35%, nos EUA é de 43% e na China éde58%. Mas como explicar essa vontade de empreender? Na verdade, essa constatação chegaaseratéinexplicávele contraditóriavistoqueoBra- sil está longe de ser um país queoferececondiçõesparaa competitividade.Convivemos comumadasmaiorescargas tributárias do mundo, sofre- mos com a elevada e exage- rada burocracia imposta pe- lo estado e ainda temos que pagar os maiores juros ban- cários do mundo. E para pio- rar ainda mais a situação, as empresas brasileiras sofrem paratransportaremsuaspro- duções.OBrasiltemumadas piores condições de logística do mundo. Quase tudo preci- sasertransportadoporcami- nhões em estradas comple- xas e ruins, lotando as rodo- vias e elevando os riscos de acidentes.Poucacoisaemre- laçãoaoqueéproduzidoaqui étransportadaporviasférre- asefluviais.Eolhaqueoterri- tórionacionalécompostopor umagrandeextensãoderios navegáveis. Considerando a situação,ocustocomotrans- portechegaaser30%dovalor da produção. Para se ter uma ideiadocaos,segundolevan- tamentodaONGBancodeAli- mentos,10%doqueéproduzi- dopeloagronegócioseperde duranteotransporte.Sejánão bastassetudoisso,asempre- sas brasileiras exportadoras ainda têm que conviver dia- riamente com a inoperância dosportosbrasileiros. Mas enfim, a explicação para essa vontade de empre- ender – mesmo sob este ce- náriodesmotivador–vemda criatividadedobrasileiroedo seudesejodeindependência. A mesma pesquisa da Ende- avor revelou que 66% destes jovens querem empreender para alcançar uma seguran- çafamiliar,65%paraalcançar uma satisfação pessoal, 66% para conquistar recompen- sas financeiras e 77% para se ter independência. Podemos concluir então, que pessoas criativasnãoconseguemficar quietas e querem estar sem- pre contribuindo para evolu- çãodomundo,aindaquenão seja fácil. Os obstáculos pa- ra elas são meros obstáculos e não são empecilhos para o empreendedorismo.Alémdo mais,queremserindependen- teseconstruirseuprópriofu- turofinanceiro,sendodonode seusprópriosideais. Diante do fato constata- do,quaissãoasaçõesquevo- cê–casodesejeempreender –devatomarparamontarum negócio?Oqueprecisaserfei- toparacomeçar,desenvolver e perenizar um empreendi- mento?Naminhaconcepção estas ações devem conter 13 passos,sendo: 1-Identificarumnichode mercado: Vislumbre o negó- cio (produtos/serviços) que iráatenderestenichodemer- cado,edesenvolvaaideia(so- nho)decomoseráestenegó- cio. Se a ideia lhe causar en- tusiasmo, inspiração e pai- xão, siga em frente. O produ- to/serviço precisa oferecer uma vantagem competitiva queatendaumanecessidade, realizeumdesejo,suprauma expectativaequefaçaocon- sumidorfeliz. 2-Validação da ideia (so- nho): Faça uma análise de mercado, verifique se a sua ideia tem sentido, verifique se o negócio é promissor, ve- rifique se existem clientes para os produtos/serviços e quem são e onde estão estes clientes. Faça uma pesquisa de mercado. Converse com quemconheceasforçasefra- quezas, as oportunidades e ameaçasdestenichodemer- cado.SegundoFernandoDo- labela, nesta etapa, o segredo énãotersegredo. 3-Plano de negócio: Faça oplanodemarketing(ospro- dutos/serviços,osclientesal- vos, os fornecedores, os fun- cionários, os concorrentes, a localização,alogística,opreço, apromoçãoepropaganda,ob- jetivosemetas),acontabilida- de,alegalidade,asfinanças,os investimentos(linhasdecré- ditoserecursospróprios),avi- são,amissãoeosvalores,olu- croesperado,opayback(tem- po previsto de retorno do in- vestimento)eaconsolidação donegócio. 4-Saber o que você quer: Não tenha dúvida da sua ideia/sonho.Vocêprecisaes- tarentusiasmado,inspiradoe apaixonadopelonegócio.Sa- ber claramente o que quer é um dos fatores mais impor- tanteparaumempreendedor alcançarosucesso. 5-Realize o plano de ne- gócio: Monte a empresa. “Bo- teamãonamassa”.Trabalhe, trabalhe e trabalhe. Dedique- -se de corpo, alma e coração. Comprometa-se. Não espere que ninguém faça por você, faça você mesmo as coisas acontecerem. 6-Posicionamento de mercado: É a posição que a sua marca, produtos/servi- ços vão ocupar nas mentes dos seus consumidores. Não tenteserbomemtudoenem querer atender todo mundo. SegundoPhilipKotler,asem- presasdevembuscarposicio- namentoediferenciaçãorele- vantesdentrodoprocessode gerenciamentoestratégicoda marca.Todaempresaeprodu- toprecisamrepresentaruma grande ideia diferenciada na mentedomercado-alvo. 7-Gestãofinanceira:Mon- te um fluxo de caixa eficaz. Mantenha o estoque na me- didaideal.Tenhacontroleab- solutosobreoscustosedespe- sas. Jamais pague juros e ta- xasquenãoestejamprevistos noplanodenegócio.Dêvalora cadacentavo.Nuncacomece umnegóciocomdívidasmal elaboradas.Nunca! 8-Metodologia/identida- de:Definaestrategicamentea visãoaserseguida,amissãoa serpraticada,osvaloresase- rem cultuados, os objetivos a serematingidoseasmetasa seremcumpridas. 9-Automotivação: Crie umambienteparaqueaequi- pepossaseautomotivar.Res- peito, transparência, treina- mento,formaçãoeregrascla- ras para promoção e carreira são meios para a construção de um ambiente sadio, ener- gizadoealtamenteprodutivo. 10-Meritocracia:Remune- reepromovaporméritos.Crie umapolíticadecargosesalá- rioseficazemotivadora.Valo- rizeosbonseosqueseesfor- çamefazemadiferençapara osucessodaempresa. 11-Avaliação:Faça,perio- dicamente, uma avaliação do seu comportamento co- mo líder, da sua administra- ção,daatitudeedesempenho da equipe, da concorrência, domercadoondesuaempre- saestáinseridaeumaavalia- ção da eficiência da sua em- presa.Eficiênciaéotermôme- trodosucesso.Parailustraro tema eficiência, acho opor- tuno citar a espanhola Zara. Esta empresa leva apenas 15 dias para colocar uma nova coleção em suas 6.000 lojas espalhadas pelo mundo, fato queveiotorná-laíconedocon- ceitodefast-fashion.Aestra- tégia da Zara se tornou tema obrigatório nas melhores es- colas de negócios do mundo. Recentementeforamabertas 350lojasnaChinaemapenas 4anos.Umalojaacadaquatro dias. 12-Inovação: Inove con- forme a demanda do consu- midor.Massuainovaçãopre- cisachegarantesdademanda e não depois. Para definir es- tratégias,criarprodutos/servi- çoseinovar,vejaseunegócio com os olhos dos seus clien- tes.Ofereçaaquiloqueelesde- sejam,nuncacansedeencan- tá-losesuperesuasexpectati- vas.Façaseuclientefelizeele voltaráoutrasvezes. 13-Consolidação: Sua empresa irá cometer muitos erros, mas saiba corrigi-los com rapidez. Aprenda com eles para melhorar seu em- preendimento. Sua empre- sateráváriosproblemas,mas saiba transformar os proble- masemsoluçõesparaocres- cimento. Sua empresa terá muitos desafios internos e externos, mas saiba superá- -los sem perder o equilíbrio e arazão.Estejasempreafren- te da empresa com energia e entusiasmo. Toda reação de- pendedeumaação.Portanto, nãoesperemudançassemser vocêoprimeiroamudar.Sua empresavaiseconsolidarso- mente após você aprender a lidar com as forças e fraque- zas, e com as oportunidades eameaças.Parecebásico,po- rémumpoucocomplexo,mas, nadadoquevocênãoconsiga dominar.Naverdade,édaíque vemaempolgaçãoeamotiva- çãodosempreendedores. Nomomentoquevocêfor começarumnegóciosigaes- sespassosecumprafielmen- te cada etapa. Ainda que lhe pese o “Custo Brasil”, siga em frente. Você pode sim, trans- formar o seu desejo em al- go real e promissor. O suces- soempresarialdependemui- to do nosso comportamento àfrentedoempreendimento. Porisso,nuncaesperequeas coisasvenhamdegraça.Con- quisteseuespaço,façaascoi- sasacontecerem. Os 13 passos para empreender Diante do elevado e injusto “Custo Brasil”, o empreendedor luta com seu talento, persistência e fé para se manter “vivo” e milagrosamente competitivo. Boa parte do resultado da sua produção vai direto (e antes de tudo) para os cofres públicos – e, infelizmente, não retorna em benefícios para a sociedade como deveria. Ainda sim, eles são milhões neste país, sendo, entretanto, os principais responsáveis pela evolução e o desenvolvimento da nação.
  • 11. 11OPInIÃO dr. fabiano Lemos 37 3261-2693 cirurgiaplastica@fabianolemos.com R. Olegário maciel, 135 - Lagoa da Prata/mg Saúde e beleza llAcirurgiadoabdômem, conhecida como abdomi- noplastia , é uma das mais realizadashojeemcirurgia plástica . A causa mais fre- quente que levam as mu- lheres a realizar tal proce- dimento é a gravidez , que causa uma flacidez na re- gião abdominal e uma fra- quezanamusculatura. A cirurgia constitui numa incisão na região do púbis , parecida com a da cesária , ondeocirurgiãoplásticoirá retirar o excesso de pele e corrigirafraquezadomús- culoreto-abdominal.Geral- menteopacienteficainter- nado por um dia e tem al- ta fazendo uso de um mo- delador. Adúvidamaisfrequen- tedaspacientesqueprocu- ram uma avaliação da ci- rurgiadoabdômemésaber qual melhor procedimento para seu caso. Temos a op- ção da lipoaspiração nos casosdeexcessodegordu- raeaabdominoplastiapro- priamentedita,ondetemos afalcidezdepeleeafraque- zadomúsculo.Assim,oci- rurgião plástico é o profis- sionalcompetenteparain- dicaramelhorcirurgia. Após a cirurgia, curati- vos ou bandagens podem seraplicadossobreasinci- sõesevocêpodeserenvolto emumabandagemelástica ou compressão para mini- mizaroinchaçoesustentar os novos contornos do ab- dômen à medida que cica- trizam. Um dreno pode ser temporariamentecolocado sobapeleparadrenarqual- querexcessodesangueede fluido que possam acumu- lar. Verifiqueaespecialida- de do seu cirurgião nos si- tes: www.crmmg.org.bre www.cirurgiaplastica.org.br Abdominoplastia verdades e mitos ll Nos dias 14 e 15 de ju- nho aconteceu o torneio de atletismoClãDelfosnoIFET (Instituo Federal de Ciên- cias e Tecnologia), na cida- de de Barbacena. A compe- tição, contoucomapartici- pação de mais de 120 atle- tas das cidades de Belo Ho- rizonte, Barbacena, Santos DumonteLagoadaPrata. O evento teve por obje- tivo selecionar atletas pa- ra a disputa do Troféu Bra- sildeAtletismoInfanto-Ju- venil que acontecerá nos dias 4, 5 e 6 de julho na ci- dade de Ipatinga. De acor- do com o técnico e profes- sor Abel Mendes, a compe- tição terá fortes atletas, e o preparodaequipedeLagoa da Prata será fundamental. “Sabemos das dificuldades existentes,masesperamos queasmarcassejamboase melhoremascolocaçõesde nossos atletas no ranking brasileiro”, afirmou. No torneio Clã Delfos, a equipe de Lagoa da Prata, participou com 14 atletas e conquistou seis medalhas de ouro, seis medalhas de prata e duas medalhas de bronze.OsatletasFelipeSa- lesAlves,DouglasMedeiros Vaz,MardendosReisAlves, Maurício Luiz de Oliveira Júnior, Iago Alexandre Pai- xão, Orlando Henrique da SilvaeMatheusPhelipeAl- ves Jovianiano conquista- rammedalhasemonzemo- dalidades disputadas. Com informações de Christian freitas Equipe de atletismo de Lagoa da Prata conquista 6 medalhas de ouro em barbacena FOTO: ARQUIVO PESSOAL FOTO: ARQUIVO PESSOAL garoto de Lagoa da Prata disputará mister brasil ll Leonardo Vinícius Castro Rezende (12), nas- cido em Lagoa da Prata, fi- lho de Rosa Maria Pereira deCastro,seráorepresen- tante de Lagoa da Prata na disputa do Mister Brasil 2014. O evento acontece- rá em julho na cidade de Curitiba. Em 2012 Leonardo foi convidado para participar dos concursos de Mister Simpatia e Mister Minas Gerais. No Mister Simpa- tia ele se classificou em primeiro lugar e no Mis- ter Minas Gerais ficou co- mo segundo colocado. A mãe do garoto rela- tou que o filho divide mui- to bem a carreira com os estudos. “Ele nunca fal- ta na escola e só tira boas notas, porém, quando há a necessidade de faltar de- vido aos eventos, sempre conversamos com a pro- fessora e a diretora para que ele não fique prejudi- cado”, afirmou Rosa. Ela ainda garantiu que paraser“mister”sãofeitas várias exigências ao can- didato, inclusive a fre- quência e boas notas na escola. “Os concurseiros devem sempre ter a edu- cação como prioridade, e é isso que noto quando vou com ele em algumas competições. A prepara- ção para a disputa requer o aprendizado de etique- ta,comportamento,cuida- dos com o corpo (de acor- do com a idade), dentre outros”. Castro ainda desta- cou que o mais importan- te de tudo é mostrar pa- ra a criança que tudo na vida pode-se conciliar, e que uma coisa não ex- clui a outra, como é o caso da carreira e dos estudos. “Os eventos preparam as criançasparaaprópriain- teração, e não apenas pa- ra a disputa do título, en- fatizando a importância da experiência de parti- cipar, muito mais do que vencer. A ideia é motivar os pequenos misters a transformar a disputa em umabrincadeira”,afirmou a mãe. Porém, manter todos os custos das viagens muitas vezes torna-se inacessível para a famí- lia. Sendo assim, quem se sensibilizar com o sonho de Leonardo e quiser fazer uma doação é só anotar os dados abaixo: favorecido: Leonardo vi- nícius Castro Rezende banco: Caixa Econômica federal Agência: 2743 Conta Poupança: 04069-7 LEOnARdO vInICIuS CASTRO REZEndE é fILhO dA ROSA (dO JOgO- -dO-bIChO)
  • 12. 12 CULTURA sr. josé osvaldo trabalhou na ferrovia por 31 anos dulce guimarães lembra a infância na ferrovia Samonte - Festa da estação ferroviária comemora 99 anos do patrimônio histórico llA Secretaria Municipal de Cultura de Santo Antô- nio do Monte realizou en- tre os dias 19 e 21 de junho asegundafestadaestação ferroviária, em comemo- ração aos 99 anos do imó- vel. O evento teve diversas apresentações artísticas e a entrega de instrumentos para a Banda Lira Monse- nhor Otaviano. O prédio da estação foi construído em 20 de junho de 1915. O secretário muni- cipal de Cultura, Carlos Lú- cio Gontijo, comentou so- bre a importância da pre- servação do patrimônio histórico. “A Festa da Es- tação Ferroviária foi a pro- vadequeaverdadeirapre- servação de casarões e da história se faz com a efe- tiva participação do povo, quecomsuaalegriaecalor humano a transforma em memória coletiva, em vez desimplesmonumentode cantoderuaoumeroretra- tonaparede”,disseosecre- tário. Na quinta 19, a Compa- nhiadeDançaBlackStyler abriuoevento.Emseguida aconteceu a apresentação da dupla Meiron e Marlon. Na sexta, a secretaria rea- lizou uma homenagem às famílias dos ferroviários. Na sequência, se apresen- taram Rick e Zezé. No en- cerramento, dia 21, as atra- ções ficaram por conta do grupo de dança Quebraê, Grupo Musical Hiperten- são,BeúcaeAmigos–com Marlon e Meiron Borges. ferroviário O aposentado José Os- valdo Guimarães (83), mo- rador do bairro Bela Vista, trabalhou durante 31 anos na ferrovia e lembrou as dificuldades da época. “Eu sofri muito na estrada de ferro. Fazia ronda noturna debaixodechuva.Naquele tempoagenteandavamui- to com viandante (andari- lho), né? Aqueles viandan- tes barbudos, com aque- les ‘facão’ na cintura, e ti- nhaqueirlánofimdopon- to a quatro quilômetros, ir e voltar pra trocar a chapa. Tinha que esperar o notur- no. Vinha e buzinava. Aí a gentevinhaemborapraca- sa, era um sofrimento doi- do,trabalhávamosdemais”, lembra Guimarães. comunidade presenciou diversas atrações artísticas FOTO: assessoria prefeitura DE S. A.DO MONTE FOTOS: ÁTILA CASTRO LEMBRANÇAS Meu pai é ferroviário, meu avô foi ferroviário, tenho dois tios ferroviários e meu irmão foi ferroviário. Eu nasci e fui criada na beira da linha de ferro, próximo à chácara dos Brandão. Então eu convivi a vida toda com ferroviário e presenciei o amor, o carinho e a dedicação que cada um teve para cumprir a sua missão. Eu venho de uma família numerosa e a gente vinha de madrugada à estação pegar o noturno para ir visitar os avós em Itaúna. Era uma viagem longa, com muitas malas, muitas crianças – porque meu pai tinha muitos filhos –, levávamos matula e era muito divertido. Quero parabenizar a todos que, de uma maneira ou de outra, estão envolvidos nessa ideia maravilhosa que se tornou realidade. Valorizar e lembrar as pessoas que trabalharam nas firmas e se doaram para a grandeza de suas empresas é muito gratificante DULCE GUIMARÃES Secretária da Paróquia Santo Antônio
  • 13. 13ESPORTE Lagopratenses participam de encontro de aeromodelismo no sul de Minas Xandinha disputará torneio na Áustria llNos dias 7 e8 deJunho, a Associação Lagopra- tense de Aeromodelismo (ALA) participou do quin- to encontro de Aeromode- lismo,emSantoAntôniodo Amparo, região sul de Mi- nas Gerais. De acordo com um dos membros da ALA, BrenoGarcia,oeventocon- tou com a participação de diversos pilotos de todo o Brasil. “Representamos commuitoorgulhoesatis- fação o município de La- goa da Prata. No local, fize- mosvárioscontatos,adqui- ll Nos dias 7, 8 e 9 de ju- lho a atleta lagopratense Alexandra Maria disputa- ráumtorneiodeatletismo na Áustria. Popularmente conhecida por Xandinha, a atleta faz parte do proje- to “Correndo para o Futu- ro”, da Secretaria Munici- pal de Esportes de Lagoa da Prata, coordenado pe- lo professor Abel Mendes. Alexandra intensifi- cou os treinamentos tan- to para as disputas do tor- neio na Áustria e dos Jo- rimosexperiênciasevisua- lizamosdiversasaçõesque podemoscolocarempráti- ca em nossa associação”, destacou Breno. O esporte é praticado na cidade há mais de dez anos. Porém, a associação foi fundada em 2012 e ho- je tem 15 integrantes. De acordo com Breno, a As- sociação ainda carece de alguns ajustes, e para que ela cresça cada vez mais é necessário que no míni- mo tenha uma sede pró- pria. “Estamos lutando pa- gos Olímpicos da Juven- tude, na China. Segundo o técnico Abel Mendes, o que não falta para Xan- dinha é força de vontade. “Elatemaproveitadocada minuto do seu tempo pa- ra se dedicar ao treino, e é isso que faz dela uma das recordistasdoBrasil”,afir- mou Abel. Em entrevista ao Jor- nal Cidade, Alexandra destacou que nada disso estaria acontecendo se não fosse o Projeto Cor- ra conseguir um lugar pró- prio, pois atualmente voa- mos em uma pista cedida gentilmente pelo José An- tônio, dono da Agnus avia- ção”, afirmou. A próxima apresenta- çãodoclubeseránosdias5 e6dejulho,noIIMotoSun- set de Lagoa da Prata. “Se- ráumabelafestaetemosa certezadefaremosumaex- celente apresentação. Es- peramos que toda a popu- laçãodeLagoadaPratave- nhanosprestigiar”,salien- tou Garcia. rendo para o Futuro. “Es- tou levando para este tor- neio, assim como nos ou- tros,muitaforçadevonta- de, pois meu desejo é con- tinuarsendoumaatletade altorendimentocommui- tosucesso,eclarolevando sempre o nome de Lagoa da Prata para todo o mun- do”, salientou. Xandinhaéaúnicami- neira na delegação brasi- leira que vai disputar a competição na Áustria. A delegaçãoteráoitoatletas. Na sequência, atleta participará de competição na China FOTO: Arquivo pessoal FOTO: Arquivo pessoal xandinha é a única mineira na delegação brasileira aeromodelistas farão apresentação no encontro de motociclistas de lagoa da prata
  • 14. 14 Santantoniense participa da Copa do Mundo como voluntário ESPORTE llO santantoniense Már- cio Antônio Teixeira está participando da Copa co- mo voluntário. Com mui- to orgulho, Márcio contou ao Jornal Cidade como es- tá sendo a sua experiência. De acordo com Teixei- ra, a oportunidade surgiu em 2012, quando foram di- vulgadas as inscrições pa- ra o voluntariado na Copa das Confederações (2013) e Copa do Mundo (2014). “Fiz ainscriçãocommuitacon- fiança, pois acima de tudo Márcio Teixeira ressalta a diversidade cultural de várias torcidas que assistiram aos jogos em Belo Horizonte o desejo de ser selecionado era maior”, afirmou. Quase 153 mil pessoas de 137 países se inscreve- ram como voluntárias. Em Minas Gerais foram 14.494 candidatos. 11 mil pesso- as foram selecionadas pa- ra trabalhar dentro dos es- tádios,aeroportos,shoppin- gs,centrosdetreinamentos etambémnosarredoresdos estádios. Desempenhandoafun- çãodeserviçosaosespecta- dores,Márciodizqueasen- sação é de muita alegria. “Fiquei muito alegre em ser selecionado. Eu gosta- ria muito de ter um registro que contribuí para o suces- so deste evento, recebendo os turistas do mundo todo, dando boas vindas à nossa casa, que é o Brasil”, desta- cou. DeacordocomTeixeira, ostreinamentosforamdivi- didosemváriasetapas,nas quaisforamavaliadosoco- nhecimento geral e testes psicológicos.“Passamospor dois treinamentos no Mi- neirão, conhecendo o seu funcionamento e suas de- pendências para informar comprestezaosespectado- res”, frisou. Escalado para atuar no estádio Governador José Magalhães Pinto (Minei- rão),Márciofalouumpouco sobresuaimpressãodiante doestádio.“OMineirãoéum gigante. Mesmo fazendo treinamentos dois dias nas dependências do estádio é precisomuitaatenção,por- que é no sub-solo que você vê também a grandiosida- dedestaobra,queéorgulho de todos os mineiros”, des- tacou Teixeira. O santantoniense ain- da relatou que o Brasil de- ve mostrar que sabe rece- ber e fazer desta a copa das copas.“Esperoquesejamos campeões,mastambémde- sejo que o Brasil mostre pa- ra o mundo que os brasilei- ros são trabalhadores, são pessoas do bem, que sa- bemreceberseusvisitantes e que temos muita compe- tênciapararealizareventos mundiais.EgraçasaDeusa Copa do mundo está sendo um sucesso”, afirmou. Márcio enfatizou que a experiência de ser um vo- luntário na Copa não pode- ria ser melhor. “A experiên- cia está sendo muito além de minha expectativa. Co- nhecer torcedores de vá- rias nações, culturas, tradi- ções, sua emoção e seu pa- triotismo durante a execu- ção do hino de seu país não tem preço”, salientou. Teixeira ressaltou as diferentes personalidades das torcidas. “A alegria e simpatia dos colombianos; a seriedade dos Gregos; a rivalidade explícita dos Ar- gentinos em relação a nós brasileiros e a idolatria por Maradona; a desconfiança dos Iranianos... Tive conta- tos com torcedores de mui- tos países que suas sele- ções não estão participan- do da copa, mas vieram as- sistir e conhecer nosso pa- ís.Encontramostorcedores daTanzânia,eessadiversi- dadedeculturasmedeixou extremamenteencantado”, frisou. márcio teixeira durante o jogo colômbia x grécia no mineirão FOTO: Arquivo pessoal
  • 15. 15ESPORTE ll A Comunidade Tera- pêutica São Francisco de Assisparticipounosábado (21) de um jogo treino con- tra a equipe sub-17 do Fla- mengo em Santo Antônio doMonte.Apartidaintegra o Projeto de Fortalecimen- to da Educação e da Saú- de Através do Esporte, que temoobjetivodepromover a prática esportiva, a edu- caçãoeainclusãosocialde jovens e crianças, além de incentivar as instituições que trabalham na recupe- ração dos dependentes de álcool e drogas. OFlamengovenceupor 8 a 2, com gols de Eduardo (1),RodrigoDiMaria(2),Ma- teus (1), Pedro (1), Wantuil Filho(3).Wallissonmarcou osgolsdaComunidadeTe- rapêutica. O árbitro foi Ké- ferson Júnior. Samonte - Comunidade Terapêutica participa de jogo treino contra o Flamengo Odiretordeesportesdo Flamengo, Wantuil Ferrei- radePaula,ressaltouqueo jogo proporcionou a re-so- cialização dos internos à comunidade e a possibili- dadedemostraraosatletas o perigo das drogas. “Pu- demos mostrar aos jovens queasdrogasestãomatan- do, destruindo as famílias. E através do esporte é pos- sívelformarcidadãos”,dis- se Wantuil. O secretário municipal de Esportes, Fernando Bo- lina, participou do evento e comentou sobre o proje- to.“Temosvontadedefazer o Flamengo voltar a ser o melhortimedocentro-oes- te mineiro, como já foi em outras épocas. Se a gen- te conseguir, juntamente com esse trabalho social, será maravilhoso”. Comunidade recupera vidas O presidente da Comu- nidade Terapêutica São FranciscodeAssis,Dr.José Rafael, participou do even- to e, em entrevista exclusi- va ao Jornal Cidade, falou sobre o trabalho da entida- de: “A nossa comunidade foi um sonho de um gran- de empresário santoanto- niense, senhor Getúlio Ba- tista de Oliveira, que infe- lizmente não está mais entre nós. A comunida- de terapêutica tem o ob- jetivo de fazer o bem a es- sa juventude e à essas pes- soas que infelizmente ca- íram no caminho engano- so da droga e do vício. Esse projeto era o sonho do Ge- túlio. São seis anos de tra- balho.Jápassarammaisde mil pessoas, muitas delas, graças a Deus, inteiramen- te recuperadas e voltaram ao seio da família e da so- ciedade. Quem quiser con- tribuir conosco, pode nos procuraremnossoescritó- rio, que fica na estação ro- doviária, ou fazer uma do- ação em débito automáti- co através do Credimonte”, disse Dr. José Rafael. FOTOs: Átila Castro equipes do Flamengo e Comunidade terapêutica Wantuil, silvério, José Rafael e Nando ll Na noite da última se- gunda-feira(23/06),porvol- ta das 21h, a Polícia Militar de Santo Antônio do Mon- te compareceu à rua Edu- ardo Tavares Filho, bair- ll Quatrohomenssuspei- tosdeumassaltoaumapi- zzaria,naregiãocentralde Santo Antônio do Monte, foram detidos pela Polícia Militar na madrugada do ll Na noite do dia 22 de junho a Polícia Militar de Santo Antônio do Monte compareceu ao povoado de Francisco Brás, que fica cerca de 10 km do períme- tro urbano, onde foi relata- ro São José, onde segundo denúncias dois indivíduos haviam sido alvejados por disparos de arma de fogo. Após receberem atendi- mento médico, as vítimas dia 21 de junho. De acordo com os militares, dois de- les entraram armados na pizzaria e renderam o do- no, roubaram pertences e dinheiro, e ainda atiraram doaosmesmosumatenta- tiva de assalto. Nolocal,asvítimasdis- seram aos militares que dois homens chegaram a sua propriedade pedindo ajuda, porém, momentos após, anunciaram o assal- toecomeçaramadarfaca- das neles. Asvítimasforamsocor- ridas, e uma delas perma- nece em estado grave no Hospital João XVIII. informaram que não pos- suem nenhum envolvi- mento com criminosos e que não imaginam a moti- vação do crime. Segue ras- treamento. contraavítima.Asinvesti- gações permanecem e até ofechamentodestaedição a vítima continuava inter- nadanoHospitalJoãoXVII, em Belo Horizonte. Ocorrências Policiais Santo Antônio do Monte Indivíduo estaciona carro e atira em duas pessoas Dono de pizzaria é baleado durante assalto Indivíduos roubam residência e esfaqueiam idosos
  • 16. 16 Sicoob Crediprata realiza blitz para distribuição de brindes do Brasil ll O Sicoob Crediprata realizou uma blitz em comemoração a Copa do Mundo nas cidades onde possui agência, nos dias 10 e 11 de junho, para distribuição de bandei- rinhas do Brasil e adesivos. A ação teve início dia 10 e contou com a parceria da Rádio Veredas FM e continuou no dia 11 de Junho, em frente as agências de Lagoa da Prata, Moema, Japaraíba e Es- teios. De acordo com a Diretoria Executiva, a ação foi muito satisfatória. A população aderiu a ideia e vinham até as agências para adesivarem os carros e receberem bandeirinhas. Esta foi mais uma ação do SICOOB CREDIPRATA em comemoração pelos seus 25 anos! SICOOB CREDIPRATA, Somos mais Brasil! INFORMATIVO INSTITUCIONAL ECONOMIA LAGOA DA PRATA - MG ESTEIOS (POVOADO DE LUZ - MG) JAPARAÍBA - MG MOEMA - MG LAGOA DA PRATA - MG LAGOA DA PRATA - MG LAGOA DA PRATA - MG LAGOA DA PRATA - MG MOEMA - MG LAGOA DA PRATA - MGJAPARAÍBA - MG