Um trabalho de:João MiguelPereiraAgrupamento deescolas de ResendeUma realidade à qualtemos que dar um fim!
í
IntroduçãoA violência nas escolas é um tema que ultimamente temsido alvo de debates políticos e de notícias dos meios deco...
IntroduçãoPor este motivo, o trabalho que se seguepretende dar relevo, não só a violência queocorre entre os alunos, mas t...
Na história:
A Violência entre alunos de facto não é normale muito menos é saudável para os seusintervenientes.Quem sofre violência por...
Então, se as guerras são cruéis para ahumanidade e lhes queremos por fim, não é aviolência entre alunos cruel para estes e...
Entende-se por violência em meioescolar, todo o tipo de violência, sejaela verbal, física ou psicológica, que épraticada e...
Bullying é um termo inglês que pode sertraduzido, em português, por intimidação.É uma forma de violência entre pares,geral...
Tipos de agressõesA violência praticada pelo agressor à vítimapode ser de caracter:- Verbal: chamar nomes, ser sarcástico,...
Tipos de agressõesA violência praticada pelo agressor à vítimapode ser de caracter:- Físico: puxar, pontapear, bater, beli...
Tipos de agressõesA violência praticada pelo agressor à vítimapode ser de caracter:- Emocional: excluir, atormentar, ameaç...
Tipos de agressõesA violência praticada pelo agressor à vítima podeser de caracter:- Cyberbullying: utilizar tecnologias d...
Tipos de agressõesA violência praticada pelo agressor à vítima podeser de caracter:- Material: Roubar, destruir pertences ...
Tipos de agressõesA violência praticada pelo agressor à vítima podeser de caracter:- Sexual: Abusar de alguém, apalpar uma...
Participações registadas pelas Forças de Segurança2008/2009Ameaça de bombaFurtoRouboPosse/Uso de ArmaVandalismo/DanoInjúri...
Participações registadas pelas Forças de Segurança2010/2011Ameaça de bombaFurtoRouboPosse/Uso de ArmaVandalismo/DanoInjúri...
No entanto, para além da violência entrealunos é cada vez mais evidente aviolência entre alunos efuncionários e alunos epr...
Professore agridem alunos
Violência entre Pais e ProfessoresPor vezes, embora raramente, os pais intervém na vida escolar dosseus educandos com um e...
Agressões no interior das escolas em 2008/2009Alunos - 1029Professores - 284Funcionários - 184
Fatores que podem causar violência nas escolasSão exemplo de fatores que podem favorecer aocorrência violência nas escolas...
Sinais que podem sugerir que seestá a ser vitima de violênciaNo caso dos professores e funcionárioseNo caso dos alunos
Caso um professor ou funcionário esteja a ser vitima debullying pode apresentar os seguintes sinais:- Falta de vontade em ...
Caso um jovem (aluno) esteja a ser vitima de bullying podeapresentar os seguintes sinais:- Estar assustado ou não ter vont...
Violência em meio escolar é crimePúblicoO anterior governo, no qual a pasta daeducação estava a cargo da ministra IsabelAl...
Assim como disse a TSF a ministra IsabelAlçada; “No caso de se tratar demenores, entre 12 e 16 anos, que sãoinimputáveis p...
O que fazer para acabar com obullying?Todos os alunos tem direito de se sentiremseguros na escola.Desta forma, quando um p...
É necessário tomar-se novas medidas paraacabar com a violência nas escolas.A escola tem de ser um local seguro, alegreonde...
A prevenção é o fator principal para acabar com aviolência nas escolas. Assim um maior policiamentoe uma maior vigilância ...
Vontade dos alunos:Os alunos portugueses têm avontade de acabar com a violêncianas escolas portuguesas.Em 2011, mais de 20...
ConclusãoCom este trabalho conclui-se que muito há afazer para por fim a violência nas escolasPortuguesas. Temos de reconh...
Anexos:Documentos consultados
Bibliografia:
Violência nas escolas portuguesas
Violência nas escolas portuguesas
Violência nas escolas portuguesas
Violência nas escolas portuguesas
Violência nas escolas portuguesas
Violência nas escolas portuguesas
Violência nas escolas portuguesas
Violência nas escolas portuguesas
Violência nas escolas portuguesas
Violência nas escolas portuguesas
Violência nas escolas portuguesas
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

Violência nas escolas portuguesas

1.351 Aufrufe

Veröffentlicht am

Trabalho sobre a violência nas escolas.
Secundária de Resende
2011/12
João Pereira

Veröffentlicht in: Bildung
0 Kommentare
0 Gefällt mir
Statistik
Notizen
  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Keine Downloads
Aufrufe
Aufrufe insgesamt
1.351
Auf SlideShare
0
Aus Einbettungen
0
Anzahl an Einbettungen
10
Aktionen
Geteilt
0
Downloads
0
Kommentare
0
Gefällt mir
0
Einbettungen 0
Keine Einbettungen

Keine Notizen für die Folie

Violência nas escolas portuguesas

  1. 1. Um trabalho de:João MiguelPereiraAgrupamento deescolas de ResendeUma realidade à qualtemos que dar um fim!
  2. 2. í
  3. 3. IntroduçãoA violência nas escolas é um tema que ultimamente temsido alvo de debates políticos e de notícias dos meios decomunicação social.Por vezes, este tema não é tratado no seu todo.Normalmente, quando falamos em violência em meioescolar apenas refletimos sobre a violência que ocorreentre alunos, deixando assim de parte a violência entrealunos e professores, alunos e funcionários, professores efuncionários, pais e professores e pais e funcionários.
  4. 4. IntroduçãoPor este motivo, o trabalho que se seguepretende dar relevo, não só a violência queocorre entre os alunos, mas também à violênciaque por vezes ocorre entre outros membros dacomunidade educativa.
  5. 5. Na história:
  6. 6. A Violência entre alunos de facto não é normale muito menos é saudável para os seusintervenientes.Quem sofre violência por parte dos colegassente-se mal consigo mesmo, sente-sedesiludido, sente-se triste...Na história da humanidade sempre houveguerras. Se nos perguntar-mos se estas sãosaudáveis, certamente ninguém no seu perfeitojuízo afirmará que sim!
  7. 7. Então, se as guerras são cruéis para ahumanidade e lhes queremos por fim, não é aviolência entre alunos cruel para estes e paratoda a sociedade.Na realidade os alunos alvos de bullying sãocomo inocentes no meio de uma guerra.Sofrem sem culpa alguma.Também a esta guerra temos de por um pontofinal.
  8. 8. Entende-se por violência em meioescolar, todo o tipo de violência, sejaela verbal, física ou psicológica, que épraticada em recinto escolar ou derivade ligações ao mesmo.É comum substituirmos a expressão “violência em meioescolar” pelo termo de origem do inglês “Bullying” comsemelhante significado.
  9. 9. Bullying é um termo inglês que pode sertraduzido, em português, por intimidação.É uma forma de violência entre pares,geralmente crianças ou jovens, com aintenção de magoar o outro.A maioria das situações de intimidação ocorre emcontexto escolar (recreios, casas de banho,refeitórios e salas de aula), no percurso entre acasa e a escola ou a partir das novas tecnologias.Habitualmente acontece quando não existemadultos por perto ou sem o conhecimento destes.
  10. 10. Tipos de agressõesA violência praticada pelo agressor à vítimapode ser de caracter:- Verbal: chamar nomes, ser sarcástico, lançarcalúnias ou gozar com alguma característicaparticular do outro (“gordo”; “caixa de óculos”;“trinca-espinhas”)
  11. 11. Tipos de agressõesA violência praticada pelo agressor à vítimapode ser de caracter:- Físico: puxar, pontapear, bater, beliscar ououtro tipo de violência física;
  12. 12. Tipos de agressõesA violência praticada pelo agressor à vítimapode ser de caracter:- Emocional: excluir, atormentar, ameaçar,manipular, amedrontar, chantagear, ridicularizar,ignorar;
  13. 13. Tipos de agressõesA violência praticada pelo agressor à vítima podeser de caracter:- Cyberbullying: utilizar tecnologias de informaçãoe comunicação (Internet ou telemóvel) parahostilizar, deliberada e repetidamente, umapessoa, com o intuito de a magoar;
  14. 14. Tipos de agressõesA violência praticada pelo agressor à vítima podeser de caracter:- Material: Roubar, destruir pertences materiais epessoais;
  15. 15. Tipos de agressõesA violência praticada pelo agressor à vítima podeser de caracter:- Sexual: Abusar de alguém, apalpar uma raparigapor exemplo sem o seu consentimento, ou atémesmo violar sexualmente.
  16. 16. Participações registadas pelas Forças de Segurança2008/2009Ameaça de bombaFurtoRouboPosse/Uso de ArmaVandalismo/DanoInjúrias/AmeaçasOfensa à IntegridadeFísicaPosse/Consumo deEstupefacientes
  17. 17. Participações registadas pelas Forças de Segurança2010/2011Ameaça de bombaFurtoRouboPosse/Uso de ArmaVandalismo/DanoInjúrias/AmeaçasOfensa à IntegridadeFísicaPosse/Consumo deEstupefacientes++++
  18. 18. No entanto, para além da violência entrealunos é cada vez mais evidente aviolência entre alunos efuncionários e alunos eprofessores.Notícias recentes nos órgãos decomunicação social dão-nos contade agressões a professores porparte de alunos.DN: “Aluna agride professora” ;JN: “Aluna de 10 anos agride professora”;
  19. 19. Professore agridem alunos
  20. 20. Violência entre Pais e ProfessoresPor vezes, embora raramente, os pais intervém na vida escolar dosseus educandos com um espirito demasiado protetor.Assim, quando por vezes, um aluno é castigado por alguma atitudeincorreta, tem uma nota num teste ou final de período que achainjusta ou outro tipo de circunstâncias os pais vão a escola e maltratamverbalmente ou até mesmo fisicamente o professor.Esta atitude é muitas vezes provocada por histórias mal contadas oumentiras dos filhos.
  21. 21. Agressões no interior das escolas em 2008/2009Alunos - 1029Professores - 284Funcionários - 184
  22. 22. Fatores que podem causar violência nas escolasSão exemplo de fatores que podem favorecer aocorrência violência nas escolas os seguintes:- Problemas financeiros;- Problemas familiares;- Problemas na educação a nível moral;- Relações com álcool e droga;- Más influencias;
  23. 23. Sinais que podem sugerir que seestá a ser vitima de violênciaNo caso dos professores e funcionárioseNo caso dos alunos
  24. 24. Caso um professor ou funcionário esteja a ser vitima debullying pode apresentar os seguintes sinais:- Falta de vontade em desempenhar a sua profissão;- Andar estafado com aspeto de quem esta farto do quefaz;- Andar triste e desiludido;- Por vezes deixar de se alimentar;- Isolar-se o mais possível;- Tentar suicídio ou mostrar vontade de morrer;- …No caso de professores e funcionários:
  25. 25. Caso um jovem (aluno) esteja a ser vitima de bullying podeapresentar os seguintes sinais:- Estar assustado ou não ter vontade de ir para a escola- Apresentar fracos resultados escolares- Isolar-se- Começar a gaguejar- Mostrar angústia- Deixar de comer- Tornar-se agressivo- Deixar de ter as suas economias (ou estas irem desaparecendo)- “Perder”, constantemente, o almoço ou outros bens- Começar a roubar dinheiro- Ter medo de falar sobre o que se está a passar- Ter pesadelos- Tentar fugir- Tentar o suicídioNo caso de alunos:
  26. 26. Violência em meio escolar é crimePúblicoO anterior governo, no qual a pasta daeducação estava a cargo da ministra IsabelAlçada aprovou a proposta de criminalização daviolência em meio escolar. Assim, atos deviolência como maus tratos físicos oupsíquicos, incluindo ofensas sexuais e castigoscorporais passaram a ser crime punido pela lei.
  27. 27. Assim como disse a TSF a ministra IsabelAlçada; “No caso de se tratar demenores, entre 12 e 16 anos, que sãoinimputáveis para efeitos de lei penal, sãomedidas tutelares educativas que lhe sãoaplicadas. No caso de maiores, o paralelismopode ser feito em relação aos crimes deviolência domestica e, nesse caso, vai de um acinco anos de prisão…”
  28. 28. O que fazer para acabar com obullying?Todos os alunos tem direito de se sentiremseguros na escola.Desta forma, quando um professor responsávelou a direção de uma escola refletir sobre aforma de punir alguém que praticou violência naescola ou como evitar que tal aconteça deve terem conta que a escola tem de ser um localseguro e livre de violências para que todos sepossam sentir bem.
  29. 29. É necessário tomar-se novas medidas paraacabar com a violência nas escolas.A escola tem de ser um local seguro, alegreonde haja um bom ambiente de estudo e detrabalho.É essencial educarmos bons cidadãos noagora, pois dos alunos de hoje depende o futurodo país no amanhã!
  30. 30. A prevenção é o fator principal para acabar com aviolência nas escolas. Assim um maior policiamentoe uma maior vigilância por parte defuncionários, bem como ações de formação sãopassos importantes para acabar com a violência.A punição de agentes de bullying, não deve serapenas um ato de castigo, mas sim uma forma deevitar que as agressões se voltem a repetir.
  31. 31. Vontade dos alunos:Os alunos portugueses têm avontade de acabar com a violêncianas escolas portuguesas.Em 2011, mais de 2000 jovens detodo o país, no âmbito do projetoParlamento dosJovens, debateram medidas com oobjetivo de por fim ao Bulying.Nós, jovens, temos noção quetemos de acabar com este drama.Agora é necessário que os nossosgovernos tomem mais medidascom o mesmo objetivo.
  32. 32. ConclusãoCom este trabalho conclui-se que muito há afazer para por fim a violência nas escolasPortuguesas. Temos de reconhecer que aviolência não é saudável e que o futuro do paísdepende da educação que se vive nas nossasescolas.Uma escola não é um campo de batalha! Umaescola, é sim, um local de aprendizagem e decrescimento.
  33. 33. Anexos:Documentos consultados
  34. 34. Bibliografia:

×