Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.
Sustentabilidade
Eduardo Assad
Pesquisador da Embrapa
São Paulo 19/03/2018
IFHC
Agenda 2030 | ONU Brasil
Morrer de fome é o mais amargo dos destinos
Adaptado da Odisséia, de Homero
- A história nos mostra que a falta de comida ...
Mudança na produção de alimentos no mundo até o ano de 2050. Fonte: WRI. Muller et al., 2009.
• Aumento de CO2, N2O, CH4
• Aquecimento Global
• Degradação da terra
• Perda de Biodiversidade
• Eutrofização
• Poluição
...
O que se observa hoje
• Intensificação produção
• Inovação tecnológica
• Mercado verde
• Pagamento por serviços
ambientais...
AMAZÔNIA
Cenário Pessimista A2: 4-8 ºC mais quente, 15-
20% redução de chuva
Cenário Otimista B2: 3-5 ºC mais quente, 5-15...
Concentração na atmosfera de dióxido de carbono (1958 - 2016)
Consequências
• Abortamento de flores do café, laranja, feijão
• Aumento da Evaporação e Evapotranspiração
• Aumento da de...
Como abordar o problema
• Propostas de produção agropecuária na Amazônia, Cerrado e Semi-
árido.
• Sistemas de produção in...
A soma dos três
Equivale a
27,5 milhões de
Hectares.
Intensificação produtiva da Agropecuária
Mais cabeças por hectare – desmatamento zero
Proposta: Inserir os 27,5 milhões de hectares no processo produtivo agropecuário
com sistemas integrados
-Ganhos:
- Estima...
Área em Km2 com potencial de conversão ou utilização de sistemas integrados nos cerrados
Trata-se de áreas já antropizadas...
OUT NOV DEZ JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET
Milho + braquiária/pecuária  92% do tempo (12 t/ha grãos + 12 @ eq. c.)
S...
Sistemas Sustentáveis de Produção
SISTEMA
SOLO
 Estoque de Carbono
 Água disponível
SISTEMA
ÁGUA
MEDIR O POTENCIAL DE UM...
Dinâmica dos gases de efeito estufa e balanço de
carbono em sistemas de produção
• Lavouras de produção de grãos
• Produçã...
Foto L.Vilela,
13maio2009
Fazendas do Grupo Horita, Oeste da Bahia
Papel da Brachiaria para o acúmulo de matéria
orgânica ...
Muito bom!
Mas o que a agropecuária ganha ganha com isto?
• Ganhos de produtividade.
• Ganho de qualidade
• Aumento de ren...
É preciso discutir o modelo de consumo. Também tem que ser sustentável!
Alguns exemplos de como nos alimentamos no mundo.
Alimentação de uma semana, família da Alemanha
Alimentação de uma semana, família dos Estados Unidos
Alimentação de uma semana, família da Italia
Alimentação de uma semana, família da Polonia
Alimentação de uma semana, família do México
Alimentação de uma semana, família do Butão
Alimentação de uma semana, família do Egito
Alimentação de uma semana, família do Equador
Alimentação de uma semana, família do Chade
Obrigado
Eduardo Assad
Embrapa
Eduardo.assad@embrapa.br
Segurança Alimentar Global: Uma política de Estado - Eduardo Assad
Segurança Alimentar Global: Uma política de Estado - Eduardo Assad
Segurança Alimentar Global: Uma política de Estado - Eduardo Assad
Segurança Alimentar Global: Uma política de Estado - Eduardo Assad
Segurança Alimentar Global: Uma política de Estado - Eduardo Assad
Segurança Alimentar Global: Uma política de Estado - Eduardo Assad
Segurança Alimentar Global: Uma política de Estado - Eduardo Assad
Segurança Alimentar Global: Uma política de Estado - Eduardo Assad
Segurança Alimentar Global: Uma política de Estado - Eduardo Assad
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

1

Teilen

Herunterladen, um offline zu lesen

Segurança Alimentar Global: Uma política de Estado - Eduardo Assad

Herunterladen, um offline zu lesen

Este seminário, além de indicar as grandes linhas dessa política, se aprofundará em dois dos maiores e mais intimamente relacionados desafios que ela terá de enfrentar: os avanços em infraestrutura e logística necessários à competitividade e a sustentabilidade ambiental do agronegócio.

EDUARDO ASSAD
Engenheiro Agrícola, é pesquisador da Embrapa desde 1987. Foi chefe de pesquisas e desenvolvimento da Embrapa Cerrados e da Embrapa Informática. Atuou como Secretário de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio ambiente (2011). É formado pela Universidade Federal de Viçosa, com mestrado e doutorado na França, em Montpellier.

Ähnliche Hörbücher

Kostenlos mit einer 30-tägigen Testversion von Scribd

Alle anzeigen

Segurança Alimentar Global: Uma política de Estado - Eduardo Assad

  1. 1. Sustentabilidade Eduardo Assad Pesquisador da Embrapa São Paulo 19/03/2018 IFHC
  2. 2. Agenda 2030 | ONU Brasil
  3. 3. Morrer de fome é o mais amargo dos destinos Adaptado da Odisséia, de Homero - A história nos mostra que a falta de comida suficiente provoca desnutrição e problemas de saúde, contribui para o aumento da criminalidade e fomenta guerras. Na maior parte dos casos, a fome extrema, uma das piores misérias humanas, provoca morte. - Mais de 10% da população mundial passa fome porque o alimento abundante graças à produção agrícola crescente lhes é inacessível. - As maiores porcentagens da população afetada pela fome encontram-se na África (20%), Ásia (11,7%), Oceania (6,8%), América Latina e Caribe (6,6%) - A situação de segurança alimentar tem piorado visivelmente em áreas da África Subsaariana, do Sudeste Ásia e na Ásia Ocidental. Causas : Clima e conflitos
  4. 4. Mudança na produção de alimentos no mundo até o ano de 2050. Fonte: WRI. Muller et al., 2009.
  5. 5. • Aumento de CO2, N2O, CH4 • Aquecimento Global • Degradação da terra • Perda de Biodiversidade • Eutrofização • Poluição • Extração de Água • ….. 1900 1950 2000 Os últimos 50 anos observamos: Dramática degradação do capital natural do Planeta Rockstrom Os Limites da Terra
  6. 6. O que se observa hoje • Intensificação produção • Inovação tecnológica • Mercado verde • Pagamento por serviços ambientais • Barreiras não tarifárias • Impactos da agricultura na saúde • Agricultura Agricultura de baixa emissão de carbono • Politica Florestal • Política bio-energética • Cadastro ambiental rural CAR PLANAVEG e PROVEG
  7. 7. AMAZÔNIA Cenário Pessimista A2: 4-8 ºC mais quente, 15- 20% redução de chuva Cenário Otimista B2: 3-5 ºC mais quente, 5-15 % redução de chuva CENTRO-OESTE Cenário Pessimista A2: 3-6 ºC mais quente, aumento da chuva na forma de chuvas intensas e irregulares Cenário Otimista B2: 2-4 ºC mais quente, aumento da chuva na forma de chuvas intensas e irregulares Cenários de clima futuro para o Brasil até finais do Século XXI Fonte: Relatório INPE SUDESTE Cenário Pessimista A2: 3-6 ºC mais quente, aumento da chuva na forma de chuvas intensas e irregulares Cenário Otimista B2: 2-3 ºC mais quente, aumento da chuva na forma de chuvas intensas e irregulares NORDESTE Cenário Pessimista A2: 2-4 ºC mais quente, 15-20% redução de chuva Cenário Otimista B2: 1-3 ºC mais quente, 10-15 % redução de chuva SUL Cenário Pessimista A2: 2-4 ºC mais quente, 5-10% aumento da chuva na forma de chuvas intensas e irregulares Cenário Otimista B2: 1-3 ºC mais quente, 0-5 % aumento da chuva na forma de chuvas intensas e irregulares
  8. 8. Concentração na atmosfera de dióxido de carbono (1958 - 2016)
  9. 9. Consequências • Abortamento de flores do café, laranja, feijão • Aumento da Evaporação e Evapotranspiração • Aumento da deficiência hídrica • Aumento da frequência de ondas de calor provocando morte de frangos, abortamento em porcas prenhas, redução da produção de leite
  10. 10. Como abordar o problema • Propostas de produção agropecuária na Amazônia, Cerrado e Semi- árido. • Sistemas de produção integrados • Redução da emissões de Gases de efeito estufa e aumento da produtividade • Redução da importação de fertilizantes • Incentivar o desenvolvimento de bactérias fixadoras de nitrogênio • Desenvolver espécies adaptadas aos estresses ambientais, altas temperaturas e deficiência hídrica.
  11. 11. A soma dos três Equivale a 27,5 milhões de Hectares.
  12. 12. Intensificação produtiva da Agropecuária Mais cabeças por hectare – desmatamento zero
  13. 13. Proposta: Inserir os 27,5 milhões de hectares no processo produtivo agropecuário com sistemas integrados -Ganhos: - Estimativa de mais 80 milhões de toneladas de grãos - 30 milhões de cabeças no rebanho bovino - Desmatamento zero! - Redução de emissão de 100 milhões de tCO2eq. 14% das NDC brasileiras até 2030.
  14. 14. Área em Km2 com potencial de conversão ou utilização de sistemas integrados nos cerrados Trata-se de áreas já antropizadas. Não há necessidade de desmatar. 60 milhões de hectares Brutos. Com aplicação do código florestal estima-se 40 milhões de hectares. Produção possível de 120 milhões de toneladas de Alimentos e mais 40 milhões de cabeças. Redução possível de 146 milhões de tCO2 equ. Cerrado + Amazônia 35% das NDC
  15. 15. OUT NOV DEZ JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET Milho + braquiária/pecuária  92% do tempo (12 t/ha grãos + 12 @ eq. c.) Soja + 2ª safra de milho  80% do tempo (3,5 t/ha + 7 t/ha = 10,5 t/ha) Soja + 2ª safra de milho + pecuária  92% do tempo (10,5 t/ha grãos + 7@ eq. c.) (Vilela e Kluthcouski) Soja  42% do tempo - (1,7 t/ha em 1975 3,5 t/ha em 2012) Milho  50% do tempo - (1,9 t/ha em 1975 12 t/ha em 2012) Sistemas Integrados
  16. 16. Sistemas Sustentáveis de Produção SISTEMA SOLO  Estoque de Carbono  Água disponível SISTEMA ÁGUA MEDIR O POTENCIAL DE UMA DADA ÁREA EM PROVER OS SERVIÇOS AMBIENTAIS DO:  Quantidade de Água  Qualidade de Água  Qualidade de Solo
  17. 17. Dinâmica dos gases de efeito estufa e balanço de carbono em sistemas de produção • Lavouras de produção de grãos • Produção animal • Produção florestal • ILP e ILPF
  18. 18. Foto L.Vilela, 13maio2009 Fazendas do Grupo Horita, Oeste da Bahia Papel da Brachiaria para o acúmulo de matéria orgânica nos sistemas de produção do Cerrado
  19. 19. Muito bom! Mas o que a agropecuária ganha ganha com isto? • Ganhos de produtividade. • Ganho de qualidade • Aumento de renda. • Certificação • Redução das Barreiras não tarifárias • Ganho de mercado • Inserção positiva na agenda ambiental (COP 21) • Isso é sustentável!
  20. 20. É preciso discutir o modelo de consumo. Também tem que ser sustentável!
  21. 21. Alguns exemplos de como nos alimentamos no mundo.
  22. 22. Alimentação de uma semana, família da Alemanha
  23. 23. Alimentação de uma semana, família dos Estados Unidos
  24. 24. Alimentação de uma semana, família da Italia
  25. 25. Alimentação de uma semana, família da Polonia
  26. 26. Alimentação de uma semana, família do México
  27. 27. Alimentação de uma semana, família do Butão
  28. 28. Alimentação de uma semana, família do Egito
  29. 29. Alimentação de uma semana, família do Equador
  30. 30. Alimentação de uma semana, família do Chade
  31. 31. Obrigado Eduardo Assad Embrapa Eduardo.assad@embrapa.br
  • JorgeaneFrancodeLima

    Nov. 6, 2018

Este seminário, além de indicar as grandes linhas dessa política, se aprofundará em dois dos maiores e mais intimamente relacionados desafios que ela terá de enfrentar: os avanços em infraestrutura e logística necessários à competitividade e a sustentabilidade ambiental do agronegócio. EDUARDO ASSAD Engenheiro Agrícola, é pesquisador da Embrapa desde 1987. Foi chefe de pesquisas e desenvolvimento da Embrapa Cerrados e da Embrapa Informática. Atuou como Secretário de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio ambiente (2011). É formado pela Universidade Federal de Viçosa, com mestrado e doutorado na França, em Montpellier.

Aufrufe

Aufrufe insgesamt

55

Auf Slideshare

0

Aus Einbettungen

0

Anzahl der Einbettungen

2

Befehle

Downloads

1

Geteilt

0

Kommentare

0

Likes

1

×