Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.

INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO - Cap. 1 e 2 – introdução à administração

20.804 Aufrufe

Veröffentlicht am

Veröffentlicht in: Bildung

INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO - Cap. 1 e 2 – introdução à administração

  1. 1. Teoria Geral da Administração Prof. Elvis Magno CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração: edição compacta. 2.ed. Rio de Janeiro: Campus, 2000.
  2. 2. Cap. 1 – Introdução TGA1.1 Por que estudar administração? O mundo atual é uma sociedade composta por organizações; Todas as atividades voltadas para produção e prestação de serviços são planejadas e coordenadas; Todas as organizações são constituídas de pessoas e de recursos; Toda empresa para se manter precisar ser lucrativa; A administração é fundamental para existência, sobrevivência e sucesso das organizações.
  3. 3. Cap. 1 – Introdução TGA1.2 O Significado de “Administração”. A palavra ADMINISTRAÇÃO vem do latim ad (direção, tendência para) e minister (subordinação ou obediência), e significa aquele que realiza uma função abaixo do comando de outrem, isto é, aquele que presta um serviço a outro. Com passar do tempo sofreu transformação no seu significado. Hoje, administrar é “o processo de planejar, organizar, dirigir e controlar o uso de recursos, a fim de alcançar objetivos”.
  4. 4. Cap. 1 – Introdução TGA1.2 O Significado de “Administração”. Dale pensava que para se administrar deveria:  PLANEJAR as ideias,  ORGANIZAR os recursos,  DIRIGIR as pessoas, e por fim,  CONTROLAR os resultados.
  5. 5. Cap. 1 – Introdução TGA1.3 Habilidades do Administrador. Três tipos de habilidades que o administrador deve possuir, a saber:  Habilidade técnica: utilização de ferramentas para realizar uma tarefa por intermédio de sua experiência profissional.  Habilidade humana: capacidade de trabalhar com pessoas, comunicar, compreender as atitudes e desenvolver uma liderança.  Habilidade conceitual: capacidade de lidar com ideias e conceitos abstratos.
  6. 6. Cap. 1 – Introdução TGA1.4 Níveis Administrativos.  Na medida em que se sobe para os níveis mais elevados da organização, diminui a necessidade de habilidades técnicas, enquanto aumenta a necessidade de habilidade conceitual.
  7. 7. Cap. 1 – Introdução TGA1.4 Níveis Administrativos.  Habilidades conceituais Habilidades Humanas  Habilidades Técnicas
  8. 8. Cap. 1 – Introdução TGA gico até E st r el1.4 Níveis Administrativos. Ní v  Habilidades conceituais o átic lT ve Ní Habilidades Humanas  Habilidades Técnicas
  9. 9. Cap. 1 – Introdução TGA1.5 Teorias Administrativas e Seus Enfoques. Novo: variável Novo: variável “Competitividade” “Competitividade”
  10. 10. Cap. 1 – Introdução TGA1.5 Teorias Administrativas e Seus Enfoques.
  11. 11. Cap. 1 – Introdução TGA1.5 Teorias Administrativas e Seus Enfoques.
  12. 12. Cap. 1 – Introdução TGA1.5 Teorias Administrativas e Seus Enfoques.
  13. 13. Cap. 2 – AntecedentesHistóricos2.1 Os Primórdios da Administração. Antigo Egito:  Necessidade de Planejar, organizar e controlar;  Descentralização da organização;  Necessidade de ordens escritas, uso de consultoria. Babilônia:  Uso de controle escrito e documental;  Controle de produção e incentivos salariais.
  14. 14. Cap. 2 – AntecedentesHistóricos2.1 Os Primórdios da Administração. Hebreus:  Conceito de organização – divisão de famílias, assentamento de terras, nomeação de chefes, divisão da hierarquia organizacional. Grécia:  Universalidade da administração;  Especialização; Roma:  Descrição de funções, organização de poderes, logística de distribuição, táticas militares, infraestrutura de apoio.
  15. 15. Cap. 2 – AntecedentesHistóricos2.2 Influências dos Filósofos. Sócrates: Administração é uma habilidade pessoal separada do conhecimento técnico e da experiência. Platão: Analisou os problemas políticos e sociais decorrentes do desenvolvimento social e cultural do povo grego. Em sua obra A República, expõe a forma democrática de governo e de administração dos negócios públicos. Aristóteles: Na sua obra Política, que trata da organização do Estado, distingue as três formas de administração pública: monarquia, aristocracia, e democracia.
  16. 16. Cap. 2 – AntecedentesHistóricos2.3 Influência da Igreja Católica. Ao longo dos séculos, a Igreja Católica estruturou a sua organização com uma hierarquia de autoridade, um estado-maior (assessoria) e a coordenação funcional para assegurar integração. A organização hierárquica da Igreja é tão simples e eficiente que sua enorme organização mundial pode operar sob o comando de uma só cabeço executiva (Papa). A estrutura da organização eclesiástica serviu de modelo para muitas organizações que incorporaram seus princípios e normas administrativas.
  17. 17. Cap. 2 – AntecedentesHistóricos2.4 Influência Militar Princípio da unidade de comando; A hierarquia; Centralização do comando e a descentralização da execução; Estado-Maior (equipe de assessoria e apoio ao alto comando); Estratégia; Logística de suprimentos e distribuição.
  18. 18. Cap. 2 – AntecedentesHistóricos2.5 Influência da Revolução Industrial. Com a invenção da máquina a vapor por James Watt (1736 – 1819) e a sua aplicação à produção, surgiu uma nova concepção de trabalho que modificou completamente a estrutura social e comercial da época. A este período de mudança deu-se o nome de Revolução Industrial.  1ª Revolução Industrial, de 1780 a 1860: mecanização, força motriz na industria (maq.vapor), desenvolvimento do sistema fabril, divisão do trabalho, crescimento dos transportes e comunicações.
  19. 19. Cap. 2 – AntecedentesHistóricos2.5 Influência da Revolução Industrial. A este período de mudança deu-se o nome de Revolução Industrial.  2ª Revolução Industrial, de 1860 a 1914: substituição do ferro pelo aço, invenção do motor de combustão interna, substituição do vapor pela eletricidade e derivados do petróleo como fontes de energia, maquinaria automática e especialização do trabalhador, participação da ciência nas industriais, mais transformações dos transportes e comunicações, e expansão da industrialização até a Europa.
  20. 20. Para Refletir2.5 Influência da Revolução Industrial. A este período de mudança deu-se o nome de Revolução Industrial.  2ª Revolução Industrial, de 1860 a 1914: substituição do ferro pelo aço, invenção do motor de combustão interna, substituição do vapor pela eletricidade e derivados do petróleo como fontes de energia, maquinaria automática e especialização do trabalhador, participação da ciência nas industriais, mais transformações dos transportes e comunicações, e expansão da industrialização até a Europa.

×