SlideShare ist ein Scribd-Unternehmen logo
1 von 29
Downloaden Sie, um offline zu lesen
AUMENTANDO
LUCRATIVIDADE
PREVENINDO E
REDUZINDO PERDAS
PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE PERDAS TECTRADE
QUEM NÃO CONTROLA PROCESSOS QUE PODEM GERAR PERDAS
ESTA PERDENDO DE 2,5% A 8,0% DO FATURAMENTO.
Desconheço os
volumes de perdas
da minhas Loja
Sei que existe, mas não
conheço o tamanho do
prejuízo financeiro
Perder faz “parte do
negócio” minhas
margens cobrem o
prejuízo.
O Turn Over do meu
pessoal é alto não tenho
como manter alguém
cuidando de perdas
Não consigo
acompanhar
diariamente os
processos que podem
gerar perdas
O QUE ACONTECE NA MAIORIA DAS EMPRESAS
O VALOR E QTDE DE
ESTOQUE FÍSICO NA
LOJA NUNCA BATE COM
O DO SISTEMA
NÃO FAZ CONTROLE DE
MERCADORIAS
AVARIADAS E PARA
TROCAS
NÃO HÁ PREVENÇÃO
CONTROLE E
SEGURANÇA EM
RELAÇÃO À FURTOS
DESCONHECE O
TAMANHO DO PREJUÍZO
FINANCEIRO COM AS
PERDAS
ACREDITA QUE PERDER FAZ
PARTE DO NEGÓCIO, E QUE
AS MARGENS PAGAM A
CONTA
NÃO PREPARA PESSOAL
PARA CUIDAR DO
PROBLEMA.
TEM SISTEMAS DE
AUTOMAÇÃO MAS NÃO
LANÇAM INFORMAÇÕES
NÃO TEM PROCESSOS
ROTINEIROS QUE MEDEM E
CONTROLAM AS PERDAS
ISSO ESTA ACONTECENDO NA SUA EMPRESA?
VAMOS TE APRESENTAR UMA OPORTUNIDADE DE MELHORIAS!
R$1.000.000 R$2.000.000 >R$2.000.000
ÁREAS % Perdas R$1.500.000 R$1.500.000
ÁREAS
PERCENTUAL POR
ÁREA
ATUAL: 4,80% POSSÍVEL: 2,20%
Recebimento 20% R$ 14.400,00 R$ 6.600,00
Depósito 35% R$ 25.200,00 R$ 11.550,00
Salão de Vendas 25% R$ 18.000,00 R$ 8.250,00
Frente de Caixa 20% R$ 14.400,00 R$ 6.600,00
100% R$ 72.000,00 R$ 33.000,00
Economia mensal R$ 39.000,00
Supermercados que
não possuem
procedimentos
“básicos” de controle
de perdas deixam ir
embora todos os
meses algo entre 2%
a 6% do faturamento
1º VAMOS FAZER UMA SIMULAÇÃO
DO IMPACTO DAS PERDAS NO
RESULTADO..?
Faixas de
faturamento
3,2% ----a--- 4,8% 2,8% ----a--- 3,8% 2,6% ----a--- 3,4%
ACEITÁVEL
2,2%
ACEITÁVEL
2,0%
ACEITÁVEL
1,6%
Faixa de
Perdas do
mercado
Perdas
Aceitáveis
1º Passo
Apresentamos para você e sua equipe
nosso Programa Prevenção de Perdas
Qual o Conceito
Qual a Proposta
Como Funciona
Onde Vai Atuar
Quais os Resultados
Auditamos
458 processos
OPERACIONAIS
da loja
Precisamos
certificar se: os
processos
existem, e se
eles estão
funcionando.
O Programa também vai apoiar a loja a resolver
aqueles problemas que parecem não ter solução.
Durante a implantação do programa aparecerão problemas que
serão vistos como obstáculo, dificuldade, que a princípio para o
gestor, RESPONSÁVEL PELA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA PELA LOJA,
poderá ser de difícil solução.
Estamos ciente disso, e pra esses eventos temos uma ferramenta
que apoiará o gestor da loja a encontrar a melhor solução,
alternativa, para que se adeque a cultura do negócio.
2º Passo
Aplicar Auditoria na loja
Avaliando 458 Procedimentos
Apresentaremos
os resultados da
Auditoria que
proporciona um
diagnóstico dos
riscos que a loja
esta exposta.
 Gestão de Estoque:34
 Recebimento: 66
 Depósito:74
 Mercearia:25
 Açougue:37
 Hortifrúti:23
 Padaria:39
 Frios e Laticínios:59
 Frente de Caixa:53
 Segurança:48
Diagnóstico de 458
procedimentos que
podem gerar perdas
Relatório por área
Ao final da auditoria apresentaremos relatórios por
áreas, mostrando se a loja possui os processos
necessários a prevenção de perdas e se os executa
corretamente.
Dessa avaliação sairá uma série de atividades que a loja
deverá implementar em cada área avaliada.
Por isso a importância da figura de um responsável na
loja, focado nesse objetivo.
As atividades serão organizadas por ordem de prioridades
de risco e impacto sobre o resultado.
Gestão
Estoques
Inventários
Capacitação da
Equipe
Segurança
Frente de Caixa
Recebimento
Mercadorias
Depósitos e
Câmaras
Trocas e Avarias
Salão de
Vendas
Produtos Alto
Risco
Padaria
Hortifrúti
Açougue
Frios e
Laticínios
Porque
essas
áreas são
auditadas?
Recebimento 20%
Depósito 35%
Salão de Vendas 25%
Frente de Caixa 20%
Essas são as
áreas onde as
perdas + ocorrem!
1º - não existe controle dos
procedimentos operacionais.
2º - conduta errada das
pessoas encarregadas das
atividades
Frente de
Caixa
12%
Área de
Vendas
8%
Perecíveis
Açougue
Padaria
Hortifruti
Frios e Laticínios
30%
Depósit
o e
Receb.
50%
3º Passo
Apresentação do Diagnóstico e
Cronograma de atividades por área,
Cronograma por área e por prioridade dos
procedimentos. As atividades serão acompanhadas
através de um sistema web, em conjunto com a loja
Com base no
diagnóstico
apresentamos o
cronograma de
procedimentos
que devem ser
corrigidos
GERENCIAL RETAGUARDA LOJA
Procedimentos 
Gestão
Estoq.
Treinamento
Inventários
Recebimento
Trocas
avarias
Produtos
A.R
Depósito
Câmaras
Frias
Segurança
Frente
Caixa
Açougue
Frios
Lat.
Padaria
Hortifrúti
Mercearia

Total
Qtde de Procedimentos
Auditados Avaliados 17 8 9 66 16 9 40 18 39 53 37 59 39 23 25 458
Qtde de Procedimentos
Dentro do Padrão 3 0 2 16 3 1 8 5 3 18 10 8 9 6 3 95
Total Procedimentos
Precisam ser ajustados
14 8 7 50 13 8 32 13 36 35 27 51 30 17 22 363
Correções que devem 
ser feitas em 07 dias
2 0 2 0 0 1 0 0 1 1 0 0 0 0 0 7
Correções que devem 
ser feitas até 15 dias
6 2 3 5 5 2 2 0 6 3 2 3 3 1 3 46
Correções que devem 
ser feitas até 30 dias
6 6 2 24 4 5 12 4 15 14 11 17 7 9 9 145
Correções que devem 
ser feitas até 60 dias
0 0 0 18 4 0 17 9 13 17 14 28 20 7 9 156
Correções que devem 
ser feitas em 240 dias
0 0 0 3 0 0 1 0 1 0 0 3 0 0 1 9
Exemplo do resumo da
auditoria com
cronograma de ações
Follow-Up via web darão apoio ao trabalho da
consultoria.
As atividades programadas serão cadastradas num sistema de
acompanhamento acessado via web.
Treinaremos as pessoas envolvidas com o programa na loja a usar aplicativo e
faremos prestações de conta mensais sobre a evolução dos trabalhos.
Ele tem a função de conectar as pessoas envolvidas no programa facilitando a
comunicação.
Acompanharemos as atividades de prevenção, dando apoio aos envolvidos, e
monitorando os prazos de desenvolvimento.
Acompanhamento Assessoria Suporte
O responsável pela programa na loja contará com um sistema, disponibilizado pela
consultoria, onde será feita toda comunicação, suporte e assessória durante os oito
meses de trabalho.
Painel de Bordo
Acompanhamento das atividades online...
Prestação de contas a cada visita mensal
Chat via Skype voz e imagem com reuniões
agendadas disponível uma vez por semana.
Ferramenta auxilia no
acompanhamento e
assessoria da consultoria
no trabalho do gestor de
prevenção.
4º Passo
Implantação dos Módulos de Prevenção
Que inclui implantação de processos,
treinamentos, checklist e fazemos uma nova
auditoria no módulo implantado no mês anterior.
A cada trinta dias
implantaremos um
módulo de
prevenção de
perdas na loja
(visitas programadas de no
mínimo dois dias, depende do
módulo e do desenvolvimento das
atividades)
Recebimento Depósito Frente de
Caixa
Salão de
Vendas
Açougue
Padaria
Hortifrúti
Frios e Laticínios Segurança
Avaliação
1º 2º 3º 4º
5º 6º 7º
6º Módulo:
Segurança
Patrimonial
Apuração
5º Módulo:
FLV Açougue
Padaria e
Congelados
4º Módulo:
Salão de
Vendas
3º Módulo:
Frente
de Caixa
2º Módulo:
Depósito
1º Módulo:
Recebimento
Mercadorias
Linha do tempo
Levantamentos
Apurações
30 dias entre cada
módulo aplicado
Execução 1º Inventário
Apuração do Estoque real inicial +
avaliação das divergências com
estoque virtual
Execução do 2º Inventário
Apuração do Estoque real
Apuração das Perdas e Quebras
com base no inventário anterior
30 dias
Inventários são a única medida real das perdas desconhecidas.
A consultoria poderá aplicar o inventário na loja usando equipe da loja
com equipamentos, sistemas e supervisores da consultoria.
Apresentações e aprovações
Contratos
Lojas e depósitos
Das informações dados
Definições
Preparação
Terceiro Inventário
Apurar as perdas a partir do
segundo inventário, avaliar
ganhos
Sem controle diário, o programa tende a se perder no
tempo. Implantaremos 10 checklist operacionais
A função do Checklist é manter o procedimento funcionando.
Checar todos os dias se o processos esta fucnionando.
Assim a loja terá de fato um programa de prevenção, pois não
basta implantar um processo se não temos como garantir que
ele funcionará todos os dias.
Mais a frente descobriremos que as atividades que não
funcionam como esperado tem no seu motivo principal
“o fator humano como causa”
O checklist é feito
diariamente em
cada área, ele é o
processo formal
que vai permitir a
avaliação das
atividades que
devem funcionar
para que as perdas
não ocorram.
8 - Operação Loja
2 - Operação Hortifrúti
6 - Operação Depósito
5 - Operação Padaria
9 - Operação Frios Lat.
7 - Operação Açougue
1 - Operação Frente Caixa 3 - Operação Perfumaria 4 - Operação Mercearia
10 - Prevenção de Perdas
10 Checklist operacionais
serão implantados durante o programa
LOJA: Data
SEG TER QUA QUI SEX SÁB DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB DOM
1
METAS/ÍNDICES/MARGENS/VENDAS VALOR E VOLUME
O responsável pelo açougue tem planilha impressa com metas e resultados?
2
CONFERÊNCIA VARIEDADE PRODUTOS
(Identificação das rupturas e providências tomadas, lay out cortes)
3
QUALIDADE DOS PRODUTOS
(Frescor, apresentação das mercadorias, aspecto, sangue )
4
DATAS DE VALIDADE
Conferência das datas de validade,produtos embalados, datas dentro da validade
5
PADRÃO EMBALADOS
Variedade,bandejas,sequência,apresentação,abastecimento,higiene e precificação
6
BALCÃO DE SERVIÇO
Higiene.apresentação,variedade,padrão bandejas, sangue, vidros
7
TABELA DE PREÇOS
Localização,apresentação,visibilidade,preços corretos
8
PRECIFICAÇÃO
(Placas e cartazetes,padrão de etiquetagem)
9
CARTAZES PROMOCIONAIS
(Apresentação,exatidão e padronização)
10
MERCADORIAS EM OFERTA
(Presença 48 h, estoques , destaque,cartazes, limites, saldos )
11
HIGIENE ÁREA DE VENDAS
(Piso,paredes,balcões,equipamentos e vidros)
12
BALANÇAS
(Aferição tara, ,precisão e higiene)
13
ATENDIMENTO
(Presença,cortesia e rapidez)
14
APRESENTAÇAO DA EQUIPE
(Uniformes,apar. pessoal,higiene,luvas aço,máscara,botas,adornos)
15
TEMPERATURA BALCÕES CONGELADOS/RESFRIADOS
(resfriados = +5 a +10C ,congelados = -15 a -18C)
16
CÂMARAS E BALCÕES
(Organização,armazenagem,volumes,higiene,temperaturas,PEPS e trocas)
17
SALA DE DESSOSA
(Organização,higiene,utensílios,limpeza dos ossos)
18
ESTOQUES
(volumes estocados,excessos)
19
RECEPÇÃO DE MERCADORIAS
(Acompanhamento do encarregado,procedimentos)
20
QUEBRAS
(Anotação de avarias,percentuais do setor)
FEITO POR: ( 1 ) = NÃO - INCORRETO - NÃO ATENDE ( 2 ) SIM - CORRETO - ATENDE
Exemplo de Checklist
Exemplo de check-list salão de vendas
O Checklist mostra se as
rotinas de prevenção
estão sendo feitas
rotineiramente
31 dias
OK
Não OK
OK
Não OK
As Atividades que serão
controladas visam a
prevenção de perdas
Não podemos mudar um número sem mudar o
comportamento das pessoas.
Nosso desafio é fazer com que as pessoas façam seu
trabalho da forma correta no momento requerido com
qualidade e segurança.
Ao longo da implantação dos módulos serão ministrados 10
treinamentos, operacionais e gerenciais.
O objetivo é informar e conscientizar os envolvidos no
programa sobre boas práticas na operação de cada setor, a
importância delas para a loja, e os resultados esperados.
Módulos de Treinamentos (Prevenindo Perdas e Fraudes)
Recebimento
de Mercadorias
Armazenamento
Depósito
Salão de Vendas
Perecíveis
• Açougue, Hortifrúti, Padaria,
Frios e Laticínios
Frente de Caixa
O que são:
Conteúdos práticos produzidos com a finalidade de
esclarecer as pessoas de como, onde e porque as
perdas ocorrem na loja, e qual o papel de cada um na
redução e prevenção.
Objetivos:
1. Manualizar procedimentos;
2. Demonstrar risco de perdas;
3. Apresentar os riscos da operação atual;
Depende: avaliação de risco feita na loja
4. Conscientizar a equipe operação;
5. Recomendações para correção;
6. Disponibilizar Ferramentas controle;
Introdução
Perdas no Varejo
a
b
c
d
e
f
Treinamamento, Manuais e
POP (Procedimento Opereracional Padrão)
TREINAMENTOS MANUAIS E POPS
1 Entendendo as Perdas
2 Recebimento Mercadorias
3 Depósito (Estoque e Loja)
4 Frente Caixa Tesouraria
5 Perecíveis
6 Salão de Vendas
1 Recebimento de Mercadorias
2 Operação de Despósito
3 Operação Perecíveis
4 Operação Frente de Caixa
5 Pop recebimento
6 Pop Trocas e Avarias
7 Pop Controle de entras e
saídas
Sobre os inventários
Inventários deverão ser feitos pela loja com acompanhamento do
coordenador do programa. Os custos do inventário são de
responsabilidade da loja.
Os inventários são determinantes para apuração REAL das perdas, através
deles serão apuradas as divergências positivas e negativas de estoques, e
determinadas as ações corretivas.
O Ideal é que sejam feitos três inventários durante o programa:
• 1o deverá ocorrer entre o segundo e terceiro módulo, o objetivo dele é
determinar o valor do estoque correto..!
• 2o ocorrera entre trinta e quanrenta dias após o primeiro, o ojetivo é apurar
as divergências ocorridas entre o 1o e 2o inventário.
• 3o será feito no final do programa, e servirá para apurar os ganhos que o
programa proporcionou à loja.
Se necessário, implantamos em conjunto com a loja os inventários.
Famílias de Produtos que terão os estoques apurados
Famílias
1 Arroz 11 Desodorantes 21 Absorventes
2 Feijão 12 Aparelhos de Barbear 22 Fraldas
3 Óleo 13 Pilhas 23 Biscoitos
4 Azeites 14 Bebidas Alcoólicas 24 Cremes para pele
5 Açúcar 15 Energéticos 25 Protetor Solar
6 Café 16 Refrigerantes 26 Carnes Bovinas
7 Cervejas 17 Bombomnieré 27 Carnes Aves
8 Leites 18 Iogurtes 28 Carnes Suínas
9 Mussarella 19 Shampoo 29 Salames
10 Hortifruti (todo) 20 Tinturas 30 Presuntos
Grupo de Famílias que terão os estoques de mercadorias apurados;
Caberá a loja disponibilizar arquivo, excel, com estrutura mercadológica
e os respectivos produtos que as compõe, para que o consultor defina,
em conjunto com a loja, quais itens dessas famílias serão inventariados;
Rede Schowambach
Vitória/ES
Estamos em processo de implantação do
programa de prevenção e muito satisfeitos
com os resultados até aqui.
Temos quatro lojas em Vitória e Cariacica.
Zilane Paganni
Alguns clientes que já aplicaram o
programa de prevenção de perdas
Rede Super. Kusma
Curitiba/PR
Com oito lojas e um faturamento de R$
8.500.000,00 ao mês. Nossa quebra era
de R$ 285.000,00 (3,35%). Após três
meses de implantação do programa,
conseguimos reduzir para R$ 220.000,00
(2,58%). Ao término do programa
chegamos a incríveis R$ 165.000,00
(1,94%). Temos que ainda muito que
melhorar, vamos manter todos os
processos em andamento.
Marcelo Kusma.
Mercado Trindade
Campo Largo/PR.
Tenho 2 lojas. Meu Faturamento é de R$
2.500.000,00 ao mês. Minha Quebra era de
R$101.2500,00 (4,05%). Após quatro meses
de implantação do programa, já
conseguimos reduzir as quebras para R$
75.000,00 (3%). Estamos no sexto mês de
implantação e o resultado é ótimo,
chegamos a 2,5%.
Joel Trindade Soares.
Supermercado Carmona
Belo Horizonte/MG
Tenho uma loja. Meu Faturamento é
de R$ 800.000,00 ao mês. Minha
Quebra era de R$ 30.400,00 (3,8%).
Após cinco meses de implantação , já
conseguimos reduzir as quebras para
R$ 19.200,00 (2,4%). Temos que
trabalhar mais, porém o resultado já é
satisfatório.
Sebastião Carmona Filho.
Opinião de
quem faz
MATERIAL BASE PARA PREVENÇÃO DE PERDAS.pdf

Weitere ähnliche Inhalte

Was ist angesagt?

eBook Totvs - Guia da Prevenção de Perdas em Supermercados
eBook Totvs - Guia da Prevenção de Perdas em SupermercadoseBook Totvs - Guia da Prevenção de Perdas em Supermercados
eBook Totvs - Guia da Prevenção de Perdas em SupermercadosLothar Zorn
 
Conceitos de Prevenção de Perdas
Conceitos de Prevenção de PerdasConceitos de Prevenção de Perdas
Conceitos de Prevenção de PerdasFabricio Rufin
 
Kit treinamento operacional varejo inteligente
Kit treinamento operacional   varejo inteligenteKit treinamento operacional   varejo inteligente
Kit treinamento operacional varejo inteligenteRamos, Luiz Ramos
 
Como anda o processo de recebimento de mercadorias no varejo?
Como anda o processo de recebimento de mercadorias no varejo?Como anda o processo de recebimento de mercadorias no varejo?
Como anda o processo de recebimento de mercadorias no varejo?Gunnebo Brasil
 
Operações e rotinas de trabalho do almoxarifado
Operações e rotinas de trabalho do almoxarifadoOperações e rotinas de trabalho do almoxarifado
Operações e rotinas de trabalho do almoxarifadoBenjamim Garcia Netto
 
Respostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdf
Respostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdfRespostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdf
Respostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdfLuizFelipe925640
 
Gunnebo | Revista Prevenção de Perdas (Edição 9 - Ano 2017)
Gunnebo | Revista Prevenção de Perdas (Edição 9 - Ano 2017)Gunnebo | Revista Prevenção de Perdas (Edição 9 - Ano 2017)
Gunnebo | Revista Prevenção de Perdas (Edição 9 - Ano 2017)Gunnebo Brasil
 
Slides de apresentação varejo inteligente - comercial [modo de compatibilidade]
Slides de apresentação  varejo inteligente - comercial [modo de compatibilidade]Slides de apresentação  varejo inteligente - comercial [modo de compatibilidade]
Slides de apresentação varejo inteligente - comercial [modo de compatibilidade]Ramos, Luiz Ramos
 
Treinamento do caixa
Treinamento do caixaTreinamento do caixa
Treinamento do caixaTalita Aquino
 
Curso Operador de Caixa
Curso Operador de CaixaCurso Operador de Caixa
Curso Operador de CaixaJakson Silva
 
Curso de repositor de mercadoria
Curso de repositor de mercadoriaCurso de repositor de mercadoria
Curso de repositor de mercadoriaEderson Varejo
 
Curso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuito
Curso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuitoCurso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuito
Curso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuitoJosé Ricardo Costa de Oliveira
 

Was ist angesagt? (20)

eBook Totvs - Guia da Prevenção de Perdas em Supermercados
eBook Totvs - Guia da Prevenção de Perdas em SupermercadoseBook Totvs - Guia da Prevenção de Perdas em Supermercados
eBook Totvs - Guia da Prevenção de Perdas em Supermercados
 
Operador de Caixa
Operador de CaixaOperador de Caixa
Operador de Caixa
 
Operador de caixa
Operador de caixaOperador de caixa
Operador de caixa
 
Conceitos de Prevenção de Perdas
Conceitos de Prevenção de PerdasConceitos de Prevenção de Perdas
Conceitos de Prevenção de Perdas
 
Planejamento de Estoque
Planejamento de EstoquePlanejamento de Estoque
Planejamento de Estoque
 
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de EstoqueApresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
 
Kit treinamento operacional varejo inteligente
Kit treinamento operacional   varejo inteligenteKit treinamento operacional   varejo inteligente
Kit treinamento operacional varejo inteligente
 
Como anda o processo de recebimento de mercadorias no varejo?
Como anda o processo de recebimento de mercadorias no varejo?Como anda o processo de recebimento de mercadorias no varejo?
Como anda o processo de recebimento de mercadorias no varejo?
 
Operações e rotinas de trabalho do almoxarifado
Operações e rotinas de trabalho do almoxarifadoOperações e rotinas de trabalho do almoxarifado
Operações e rotinas de trabalho do almoxarifado
 
Respostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdf
Respostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdfRespostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdf
Respostas Exercício LIVRO TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO.pdf
 
operador-de-caixa
operador-de-caixaoperador-de-caixa
operador-de-caixa
 
Gunnebo | Revista Prevenção de Perdas (Edição 9 - Ano 2017)
Gunnebo | Revista Prevenção de Perdas (Edição 9 - Ano 2017)Gunnebo | Revista Prevenção de Perdas (Edição 9 - Ano 2017)
Gunnebo | Revista Prevenção de Perdas (Edição 9 - Ano 2017)
 
Slides de apresentação varejo inteligente - comercial [modo de compatibilidade]
Slides de apresentação  varejo inteligente - comercial [modo de compatibilidade]Slides de apresentação  varejo inteligente - comercial [modo de compatibilidade]
Slides de apresentação varejo inteligente - comercial [modo de compatibilidade]
 
Treinamento do caixa
Treinamento do caixaTreinamento do caixa
Treinamento do caixa
 
Curso Operador de Caixa
Curso Operador de CaixaCurso Operador de Caixa
Curso Operador de Caixa
 
Curso de repositor de mercadoria
Curso de repositor de mercadoriaCurso de repositor de mercadoria
Curso de repositor de mercadoria
 
Curso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuito
Curso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuitoCurso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuito
Curso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuito
 
Operador de caixa aula 1
Operador de caixa aula 1Operador de caixa aula 1
Operador de caixa aula 1
 
Atividades Básicas (Primárias), de Apoio (intermediárias) e Sofisticadas da L...
Atividades Básicas (Primárias), de Apoio (intermediárias) e Sofisticadas da L...Atividades Básicas (Primárias), de Apoio (intermediárias) e Sofisticadas da L...
Atividades Básicas (Primárias), de Apoio (intermediárias) e Sofisticadas da L...
 
Contas a receber
Contas a receberContas a receber
Contas a receber
 

Ähnlich wie MATERIAL BASE PARA PREVENÇÃO DE PERDAS.pdf

Webinar "Reduzindo Perdas No Canal Farma" - 18 set 2014
Webinar "Reduzindo Perdas No Canal Farma" - 18 set 2014Webinar "Reduzindo Perdas No Canal Farma" - 18 set 2014
Webinar "Reduzindo Perdas No Canal Farma" - 18 set 2014Gunnebo Brasil
 
Prevenção de Perdas.pptx
Prevenção de Perdas.pptxPrevenção de Perdas.pptx
Prevenção de Perdas.pptxOtacioCandido1
 
Recomendacao prevencao quebra_desconhecida_aped
Recomendacao prevencao quebra_desconhecida_apedRecomendacao prevencao quebra_desconhecida_aped
Recomendacao prevencao quebra_desconhecida_apedLopes Eduardo
 
Atps controladoria pronta
Atps controladoria prontaAtps controladoria pronta
Atps controladoria prontaFrancisco Gomes
 
Prevenodeperdas 131014134109-phpapp01
Prevenodeperdas 131014134109-phpapp01Prevenodeperdas 131014134109-phpapp01
Prevenodeperdas 131014134109-phpapp01EDUARDOGONALVESDOSSA2
 
Como fazer um inventário
Como fazer um inventárioComo fazer um inventário
Como fazer um inventárioRORI21
 
31 997320837 rede de mini mercados luza sa
31 997320837 rede de mini mercados luza sa31 997320837 rede de mini mercados luza sa
31 997320837 rede de mini mercados luza saDescomplicaConsultor
 
AudiXpress - Oferta Murah Technologies
AudiXpress - Oferta Murah TechnologiesAudiXpress - Oferta Murah Technologies
AudiXpress - Oferta Murah TechnologiesMurah Technologies
 
Serviços de Gestão de Perdas para SUPERMERCADOS
Serviços de Gestão de Perdas para SUPERMERCADOSServiços de Gestão de Perdas para SUPERMERCADOS
Serviços de Gestão de Perdas para SUPERMERCADOSCardinalis Consultoria
 
Gunnebo Gateway - Prevenção de Perdas (Edição 1 - Ano 2009)
Gunnebo Gateway - Prevenção de Perdas (Edição 1 - Ano 2009) Gunnebo Gateway - Prevenção de Perdas (Edição 1 - Ano 2009)
Gunnebo Gateway - Prevenção de Perdas (Edição 1 - Ano 2009) Gunnebo Brasil
 
13 administração (controle de marketing)
13   administração (controle de marketing)13   administração (controle de marketing)
13 administração (controle de marketing)Elizeu Ferro
 
Comentários sobre a 15a Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro
Comentários sobre a 15a Avaliação de Perdas no Varejo BrasileiroComentários sobre a 15a Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro
Comentários sobre a 15a Avaliação de Perdas no Varejo BrasileiroGunnebo Brasil
 
Gestão e Prevenção de Perdas - Serviço de Inventários
Gestão e Prevenção de Perdas - Serviço de InventáriosGestão e Prevenção de Perdas - Serviço de Inventários
Gestão e Prevenção de Perdas - Serviço de InventáriosCardinalis Consultoria
 
Atps de planejamento e controle da produção adm 6ª fase
Atps de planejamento e controle da produção adm 6ª faseAtps de planejamento e controle da produção adm 6ª fase
Atps de planejamento e controle da produção adm 6ª faseRenato Ogassawara
 
Apresentação do Acelerato Audit
Apresentação do Acelerato AuditApresentação do Acelerato Audit
Apresentação do Acelerato AuditAcelerato
 
Metodologias de softwares no contexto agrícola
Metodologias de softwares no contexto agrícolaMetodologias de softwares no contexto agrícola
Metodologias de softwares no contexto agrícolaDaniel Ramos
 
Newsletter Globe nº13
Newsletter Globe nº13Newsletter Globe nº13
Newsletter Globe nº13Zetes Portugal
 
Controle estatístico de processo - CEP
Controle estatístico de processo - CEPControle estatístico de processo - CEP
Controle estatístico de processo - CEPDavid Marcus Mápelli
 

Ähnlich wie MATERIAL BASE PARA PREVENÇÃO DE PERDAS.pdf (20)

Webinar "Reduzindo Perdas No Canal Farma" - 18 set 2014
Webinar "Reduzindo Perdas No Canal Farma" - 18 set 2014Webinar "Reduzindo Perdas No Canal Farma" - 18 set 2014
Webinar "Reduzindo Perdas No Canal Farma" - 18 set 2014
 
Prevenção de Perdas.pptx
Prevenção de Perdas.pptxPrevenção de Perdas.pptx
Prevenção de Perdas.pptx
 
Recomendacao prevencao quebra_desconhecida_aped
Recomendacao prevencao quebra_desconhecida_apedRecomendacao prevencao quebra_desconhecida_aped
Recomendacao prevencao quebra_desconhecida_aped
 
Atps controladoria pronta
Atps controladoria prontaAtps controladoria pronta
Atps controladoria pronta
 
Prevenodeperdas 131014134109-phpapp01
Prevenodeperdas 131014134109-phpapp01Prevenodeperdas 131014134109-phpapp01
Prevenodeperdas 131014134109-phpapp01
 
Qualidade de software
Qualidade de softwareQualidade de software
Qualidade de software
 
Como fazer um inventário
Como fazer um inventárioComo fazer um inventário
Como fazer um inventário
 
31 997320837 rede de mini mercados luza sa
31 997320837 rede de mini mercados luza sa31 997320837 rede de mini mercados luza sa
31 997320837 rede de mini mercados luza sa
 
AudiXpress - Oferta Murah Technologies
AudiXpress - Oferta Murah TechnologiesAudiXpress - Oferta Murah Technologies
AudiXpress - Oferta Murah Technologies
 
Serviços de Gestão de Perdas para SUPERMERCADOS
Serviços de Gestão de Perdas para SUPERMERCADOSServiços de Gestão de Perdas para SUPERMERCADOS
Serviços de Gestão de Perdas para SUPERMERCADOS
 
Gunnebo Gateway - Prevenção de Perdas (Edição 1 - Ano 2009)
Gunnebo Gateway - Prevenção de Perdas (Edição 1 - Ano 2009) Gunnebo Gateway - Prevenção de Perdas (Edição 1 - Ano 2009)
Gunnebo Gateway - Prevenção de Perdas (Edição 1 - Ano 2009)
 
13 administração (controle de marketing)
13   administração (controle de marketing)13   administração (controle de marketing)
13 administração (controle de marketing)
 
Comentários sobre a 15a Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro
Comentários sobre a 15a Avaliação de Perdas no Varejo BrasileiroComentários sobre a 15a Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro
Comentários sobre a 15a Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro
 
Gestão e Prevenção de Perdas - Serviço de Inventários
Gestão e Prevenção de Perdas - Serviço de InventáriosGestão e Prevenção de Perdas - Serviço de Inventários
Gestão e Prevenção de Perdas - Serviço de Inventários
 
Mapeamento dos sete desperdícios
Mapeamento dos sete desperdíciosMapeamento dos sete desperdícios
Mapeamento dos sete desperdícios
 
Atps de planejamento e controle da produção adm 6ª fase
Atps de planejamento e controle da produção adm 6ª faseAtps de planejamento e controle da produção adm 6ª fase
Atps de planejamento e controle da produção adm 6ª fase
 
Apresentação do Acelerato Audit
Apresentação do Acelerato AuditApresentação do Acelerato Audit
Apresentação do Acelerato Audit
 
Metodologias de softwares no contexto agrícola
Metodologias de softwares no contexto agrícolaMetodologias de softwares no contexto agrícola
Metodologias de softwares no contexto agrícola
 
Newsletter Globe nº13
Newsletter Globe nº13Newsletter Globe nº13
Newsletter Globe nº13
 
Controle estatístico de processo - CEP
Controle estatístico de processo - CEPControle estatístico de processo - CEP
Controle estatístico de processo - CEP
 

MATERIAL BASE PARA PREVENÇÃO DE PERDAS.pdf

  • 2.
  • 3. QUEM NÃO CONTROLA PROCESSOS QUE PODEM GERAR PERDAS ESTA PERDENDO DE 2,5% A 8,0% DO FATURAMENTO. Desconheço os volumes de perdas da minhas Loja Sei que existe, mas não conheço o tamanho do prejuízo financeiro Perder faz “parte do negócio” minhas margens cobrem o prejuízo. O Turn Over do meu pessoal é alto não tenho como manter alguém cuidando de perdas Não consigo acompanhar diariamente os processos que podem gerar perdas
  • 4. O QUE ACONTECE NA MAIORIA DAS EMPRESAS O VALOR E QTDE DE ESTOQUE FÍSICO NA LOJA NUNCA BATE COM O DO SISTEMA NÃO FAZ CONTROLE DE MERCADORIAS AVARIADAS E PARA TROCAS NÃO HÁ PREVENÇÃO CONTROLE E SEGURANÇA EM RELAÇÃO À FURTOS DESCONHECE O TAMANHO DO PREJUÍZO FINANCEIRO COM AS PERDAS ACREDITA QUE PERDER FAZ PARTE DO NEGÓCIO, E QUE AS MARGENS PAGAM A CONTA NÃO PREPARA PESSOAL PARA CUIDAR DO PROBLEMA. TEM SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO MAS NÃO LANÇAM INFORMAÇÕES NÃO TEM PROCESSOS ROTINEIROS QUE MEDEM E CONTROLAM AS PERDAS ISSO ESTA ACONTECENDO NA SUA EMPRESA? VAMOS TE APRESENTAR UMA OPORTUNIDADE DE MELHORIAS!
  • 5. R$1.000.000 R$2.000.000 >R$2.000.000 ÁREAS % Perdas R$1.500.000 R$1.500.000 ÁREAS PERCENTUAL POR ÁREA ATUAL: 4,80% POSSÍVEL: 2,20% Recebimento 20% R$ 14.400,00 R$ 6.600,00 Depósito 35% R$ 25.200,00 R$ 11.550,00 Salão de Vendas 25% R$ 18.000,00 R$ 8.250,00 Frente de Caixa 20% R$ 14.400,00 R$ 6.600,00 100% R$ 72.000,00 R$ 33.000,00 Economia mensal R$ 39.000,00 Supermercados que não possuem procedimentos “básicos” de controle de perdas deixam ir embora todos os meses algo entre 2% a 6% do faturamento 1º VAMOS FAZER UMA SIMULAÇÃO DO IMPACTO DAS PERDAS NO RESULTADO..? Faixas de faturamento 3,2% ----a--- 4,8% 2,8% ----a--- 3,8% 2,6% ----a--- 3,4% ACEITÁVEL 2,2% ACEITÁVEL 2,0% ACEITÁVEL 1,6% Faixa de Perdas do mercado Perdas Aceitáveis
  • 6. 1º Passo Apresentamos para você e sua equipe nosso Programa Prevenção de Perdas Qual o Conceito Qual a Proposta Como Funciona Onde Vai Atuar Quais os Resultados Auditamos 458 processos OPERACIONAIS da loja Precisamos certificar se: os processos existem, e se eles estão funcionando.
  • 7. O Programa também vai apoiar a loja a resolver aqueles problemas que parecem não ter solução. Durante a implantação do programa aparecerão problemas que serão vistos como obstáculo, dificuldade, que a princípio para o gestor, RESPONSÁVEL PELA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA PELA LOJA, poderá ser de difícil solução. Estamos ciente disso, e pra esses eventos temos uma ferramenta que apoiará o gestor da loja a encontrar a melhor solução, alternativa, para que se adeque a cultura do negócio.
  • 8. 2º Passo Aplicar Auditoria na loja Avaliando 458 Procedimentos Apresentaremos os resultados da Auditoria que proporciona um diagnóstico dos riscos que a loja esta exposta.  Gestão de Estoque:34  Recebimento: 66  Depósito:74  Mercearia:25  Açougue:37  Hortifrúti:23  Padaria:39  Frios e Laticínios:59  Frente de Caixa:53  Segurança:48 Diagnóstico de 458 procedimentos que podem gerar perdas Relatório por área
  • 9. Ao final da auditoria apresentaremos relatórios por áreas, mostrando se a loja possui os processos necessários a prevenção de perdas e se os executa corretamente. Dessa avaliação sairá uma série de atividades que a loja deverá implementar em cada área avaliada. Por isso a importância da figura de um responsável na loja, focado nesse objetivo. As atividades serão organizadas por ordem de prioridades de risco e impacto sobre o resultado.
  • 10. Gestão Estoques Inventários Capacitação da Equipe Segurança Frente de Caixa Recebimento Mercadorias Depósitos e Câmaras Trocas e Avarias Salão de Vendas Produtos Alto Risco Padaria Hortifrúti Açougue Frios e Laticínios Porque essas áreas são auditadas? Recebimento 20% Depósito 35% Salão de Vendas 25% Frente de Caixa 20% Essas são as áreas onde as perdas + ocorrem! 1º - não existe controle dos procedimentos operacionais. 2º - conduta errada das pessoas encarregadas das atividades
  • 12. 3º Passo Apresentação do Diagnóstico e Cronograma de atividades por área, Cronograma por área e por prioridade dos procedimentos. As atividades serão acompanhadas através de um sistema web, em conjunto com a loja Com base no diagnóstico apresentamos o cronograma de procedimentos que devem ser corrigidos
  • 13. GERENCIAL RETAGUARDA LOJA Procedimentos  Gestão Estoq. Treinamento Inventários Recebimento Trocas avarias Produtos A.R Depósito Câmaras Frias Segurança Frente Caixa Açougue Frios Lat. Padaria Hortifrúti Mercearia  Total Qtde de Procedimentos Auditados Avaliados 17 8 9 66 16 9 40 18 39 53 37 59 39 23 25 458 Qtde de Procedimentos Dentro do Padrão 3 0 2 16 3 1 8 5 3 18 10 8 9 6 3 95 Total Procedimentos Precisam ser ajustados 14 8 7 50 13 8 32 13 36 35 27 51 30 17 22 363 Correções que devem  ser feitas em 07 dias 2 0 2 0 0 1 0 0 1 1 0 0 0 0 0 7 Correções que devem  ser feitas até 15 dias 6 2 3 5 5 2 2 0 6 3 2 3 3 1 3 46 Correções que devem  ser feitas até 30 dias 6 6 2 24 4 5 12 4 15 14 11 17 7 9 9 145 Correções que devem  ser feitas até 60 dias 0 0 0 18 4 0 17 9 13 17 14 28 20 7 9 156 Correções que devem  ser feitas em 240 dias 0 0 0 3 0 0 1 0 1 0 0 3 0 0 1 9 Exemplo do resumo da auditoria com cronograma de ações
  • 14. Follow-Up via web darão apoio ao trabalho da consultoria. As atividades programadas serão cadastradas num sistema de acompanhamento acessado via web. Treinaremos as pessoas envolvidas com o programa na loja a usar aplicativo e faremos prestações de conta mensais sobre a evolução dos trabalhos. Ele tem a função de conectar as pessoas envolvidas no programa facilitando a comunicação. Acompanharemos as atividades de prevenção, dando apoio aos envolvidos, e monitorando os prazos de desenvolvimento.
  • 15. Acompanhamento Assessoria Suporte O responsável pela programa na loja contará com um sistema, disponibilizado pela consultoria, onde será feita toda comunicação, suporte e assessória durante os oito meses de trabalho. Painel de Bordo Acompanhamento das atividades online... Prestação de contas a cada visita mensal Chat via Skype voz e imagem com reuniões agendadas disponível uma vez por semana.
  • 16. Ferramenta auxilia no acompanhamento e assessoria da consultoria no trabalho do gestor de prevenção.
  • 17. 4º Passo Implantação dos Módulos de Prevenção Que inclui implantação de processos, treinamentos, checklist e fazemos uma nova auditoria no módulo implantado no mês anterior. A cada trinta dias implantaremos um módulo de prevenção de perdas na loja (visitas programadas de no mínimo dois dias, depende do módulo e do desenvolvimento das atividades) Recebimento Depósito Frente de Caixa Salão de Vendas Açougue Padaria Hortifrúti Frios e Laticínios Segurança Avaliação 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º
  • 18. 6º Módulo: Segurança Patrimonial Apuração 5º Módulo: FLV Açougue Padaria e Congelados 4º Módulo: Salão de Vendas 3º Módulo: Frente de Caixa 2º Módulo: Depósito 1º Módulo: Recebimento Mercadorias Linha do tempo Levantamentos Apurações 30 dias entre cada módulo aplicado Execução 1º Inventário Apuração do Estoque real inicial + avaliação das divergências com estoque virtual Execução do 2º Inventário Apuração do Estoque real Apuração das Perdas e Quebras com base no inventário anterior 30 dias Inventários são a única medida real das perdas desconhecidas. A consultoria poderá aplicar o inventário na loja usando equipe da loja com equipamentos, sistemas e supervisores da consultoria. Apresentações e aprovações Contratos Lojas e depósitos Das informações dados Definições Preparação Terceiro Inventário Apurar as perdas a partir do segundo inventário, avaliar ganhos
  • 19. Sem controle diário, o programa tende a se perder no tempo. Implantaremos 10 checklist operacionais A função do Checklist é manter o procedimento funcionando. Checar todos os dias se o processos esta fucnionando. Assim a loja terá de fato um programa de prevenção, pois não basta implantar um processo se não temos como garantir que ele funcionará todos os dias. Mais a frente descobriremos que as atividades que não funcionam como esperado tem no seu motivo principal “o fator humano como causa”
  • 20. O checklist é feito diariamente em cada área, ele é o processo formal que vai permitir a avaliação das atividades que devem funcionar para que as perdas não ocorram. 8 - Operação Loja 2 - Operação Hortifrúti 6 - Operação Depósito 5 - Operação Padaria 9 - Operação Frios Lat. 7 - Operação Açougue 1 - Operação Frente Caixa 3 - Operação Perfumaria 4 - Operação Mercearia 10 - Prevenção de Perdas 10 Checklist operacionais serão implantados durante o programa
  • 21. LOJA: Data SEG TER QUA QUI SEX SÁB DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB DOM 1 METAS/ÍNDICES/MARGENS/VENDAS VALOR E VOLUME O responsável pelo açougue tem planilha impressa com metas e resultados? 2 CONFERÊNCIA VARIEDADE PRODUTOS (Identificação das rupturas e providências tomadas, lay out cortes) 3 QUALIDADE DOS PRODUTOS (Frescor, apresentação das mercadorias, aspecto, sangue ) 4 DATAS DE VALIDADE Conferência das datas de validade,produtos embalados, datas dentro da validade 5 PADRÃO EMBALADOS Variedade,bandejas,sequência,apresentação,abastecimento,higiene e precificação 6 BALCÃO DE SERVIÇO Higiene.apresentação,variedade,padrão bandejas, sangue, vidros 7 TABELA DE PREÇOS Localização,apresentação,visibilidade,preços corretos 8 PRECIFICAÇÃO (Placas e cartazetes,padrão de etiquetagem) 9 CARTAZES PROMOCIONAIS (Apresentação,exatidão e padronização) 10 MERCADORIAS EM OFERTA (Presença 48 h, estoques , destaque,cartazes, limites, saldos ) 11 HIGIENE ÁREA DE VENDAS (Piso,paredes,balcões,equipamentos e vidros) 12 BALANÇAS (Aferição tara, ,precisão e higiene) 13 ATENDIMENTO (Presença,cortesia e rapidez) 14 APRESENTAÇAO DA EQUIPE (Uniformes,apar. pessoal,higiene,luvas aço,máscara,botas,adornos) 15 TEMPERATURA BALCÕES CONGELADOS/RESFRIADOS (resfriados = +5 a +10C ,congelados = -15 a -18C) 16 CÂMARAS E BALCÕES (Organização,armazenagem,volumes,higiene,temperaturas,PEPS e trocas) 17 SALA DE DESSOSA (Organização,higiene,utensílios,limpeza dos ossos) 18 ESTOQUES (volumes estocados,excessos) 19 RECEPÇÃO DE MERCADORIAS (Acompanhamento do encarregado,procedimentos) 20 QUEBRAS (Anotação de avarias,percentuais do setor) FEITO POR: ( 1 ) = NÃO - INCORRETO - NÃO ATENDE ( 2 ) SIM - CORRETO - ATENDE Exemplo de Checklist
  • 22. Exemplo de check-list salão de vendas O Checklist mostra se as rotinas de prevenção estão sendo feitas rotineiramente 31 dias OK Não OK OK Não OK As Atividades que serão controladas visam a prevenção de perdas
  • 23. Não podemos mudar um número sem mudar o comportamento das pessoas. Nosso desafio é fazer com que as pessoas façam seu trabalho da forma correta no momento requerido com qualidade e segurança. Ao longo da implantação dos módulos serão ministrados 10 treinamentos, operacionais e gerenciais. O objetivo é informar e conscientizar os envolvidos no programa sobre boas práticas na operação de cada setor, a importância delas para a loja, e os resultados esperados.
  • 24. Módulos de Treinamentos (Prevenindo Perdas e Fraudes) Recebimento de Mercadorias Armazenamento Depósito Salão de Vendas Perecíveis • Açougue, Hortifrúti, Padaria, Frios e Laticínios Frente de Caixa O que são: Conteúdos práticos produzidos com a finalidade de esclarecer as pessoas de como, onde e porque as perdas ocorrem na loja, e qual o papel de cada um na redução e prevenção. Objetivos: 1. Manualizar procedimentos; 2. Demonstrar risco de perdas; 3. Apresentar os riscos da operação atual; Depende: avaliação de risco feita na loja 4. Conscientizar a equipe operação; 5. Recomendações para correção; 6. Disponibilizar Ferramentas controle; Introdução Perdas no Varejo a b c d e f
  • 25. Treinamamento, Manuais e POP (Procedimento Opereracional Padrão) TREINAMENTOS MANUAIS E POPS 1 Entendendo as Perdas 2 Recebimento Mercadorias 3 Depósito (Estoque e Loja) 4 Frente Caixa Tesouraria 5 Perecíveis 6 Salão de Vendas 1 Recebimento de Mercadorias 2 Operação de Despósito 3 Operação Perecíveis 4 Operação Frente de Caixa 5 Pop recebimento 6 Pop Trocas e Avarias 7 Pop Controle de entras e saídas
  • 26. Sobre os inventários Inventários deverão ser feitos pela loja com acompanhamento do coordenador do programa. Os custos do inventário são de responsabilidade da loja. Os inventários são determinantes para apuração REAL das perdas, através deles serão apuradas as divergências positivas e negativas de estoques, e determinadas as ações corretivas. O Ideal é que sejam feitos três inventários durante o programa: • 1o deverá ocorrer entre o segundo e terceiro módulo, o objetivo dele é determinar o valor do estoque correto..! • 2o ocorrera entre trinta e quanrenta dias após o primeiro, o ojetivo é apurar as divergências ocorridas entre o 1o e 2o inventário. • 3o será feito no final do programa, e servirá para apurar os ganhos que o programa proporcionou à loja. Se necessário, implantamos em conjunto com a loja os inventários.
  • 27. Famílias de Produtos que terão os estoques apurados Famílias 1 Arroz 11 Desodorantes 21 Absorventes 2 Feijão 12 Aparelhos de Barbear 22 Fraldas 3 Óleo 13 Pilhas 23 Biscoitos 4 Azeites 14 Bebidas Alcoólicas 24 Cremes para pele 5 Açúcar 15 Energéticos 25 Protetor Solar 6 Café 16 Refrigerantes 26 Carnes Bovinas 7 Cervejas 17 Bombomnieré 27 Carnes Aves 8 Leites 18 Iogurtes 28 Carnes Suínas 9 Mussarella 19 Shampoo 29 Salames 10 Hortifruti (todo) 20 Tinturas 30 Presuntos Grupo de Famílias que terão os estoques de mercadorias apurados; Caberá a loja disponibilizar arquivo, excel, com estrutura mercadológica e os respectivos produtos que as compõe, para que o consultor defina, em conjunto com a loja, quais itens dessas famílias serão inventariados;
  • 28. Rede Schowambach Vitória/ES Estamos em processo de implantação do programa de prevenção e muito satisfeitos com os resultados até aqui. Temos quatro lojas em Vitória e Cariacica. Zilane Paganni Alguns clientes que já aplicaram o programa de prevenção de perdas Rede Super. Kusma Curitiba/PR Com oito lojas e um faturamento de R$ 8.500.000,00 ao mês. Nossa quebra era de R$ 285.000,00 (3,35%). Após três meses de implantação do programa, conseguimos reduzir para R$ 220.000,00 (2,58%). Ao término do programa chegamos a incríveis R$ 165.000,00 (1,94%). Temos que ainda muito que melhorar, vamos manter todos os processos em andamento. Marcelo Kusma. Mercado Trindade Campo Largo/PR. Tenho 2 lojas. Meu Faturamento é de R$ 2.500.000,00 ao mês. Minha Quebra era de R$101.2500,00 (4,05%). Após quatro meses de implantação do programa, já conseguimos reduzir as quebras para R$ 75.000,00 (3%). Estamos no sexto mês de implantação e o resultado é ótimo, chegamos a 2,5%. Joel Trindade Soares. Supermercado Carmona Belo Horizonte/MG Tenho uma loja. Meu Faturamento é de R$ 800.000,00 ao mês. Minha Quebra era de R$ 30.400,00 (3,8%). Após cinco meses de implantação , já conseguimos reduzir as quebras para R$ 19.200,00 (2,4%). Temos que trabalhar mais, porém o resultado já é satisfatório. Sebastião Carmona Filho. Opinião de quem faz