SlideShare ist ein Scribd-Unternehmen logo
1 von 18
Downloaden Sie, um offline zu lesen
INTERNET
E
WEB 3
A mudança e aceitação do paradigma
Estamos preparados para uma nova revolução?
Desde que nos entendemos como sociedade organizada, o ponto mais crítico é o acesso à informações
1. É dificil determinar à partir de QUANDO a humanidade passou a se preocupar, de fato, com a
confidencialidade, integridade e disponibilidade de informações
2. Mas, historicamente, já sabemos que em 600 A.C os hebreus já utilizavam criptografia. Eles utilizaram a Cifra
de César, que era uma cifra SIMPLES de substituição, para escrever o Livro de Jeremias. Foram necessários
mais de 800 anos para o surgimento da criptoanálise, quando estudiosos começaram a tentar decifrar a
criptografia Hebraica e ‘traduzir’ esse trecho da Bíblia para o nosso entendimento.
3. Na primeira e segunda Guerras Mundiais, a criptografia também foi importante para proteger a comunicação
e a troca de informações sigilosas entre os países. Foi nessa época que duas grandes máquinas de cifragem e
decifragem surgiram: a alemã ‘Enigma’ e a ‘Máquina de Turing’, desenvolvida por Alan Turing.
Quando começamos a desenvolver e trabalhar com sistemas e redes de computadores, a criticidade aumentou
exponencialmente
TRATAMENTO E ACESSO À INFORMAÇÕES
ARPANET
Transmissão de dados
militares dos EUA
WEB 1.0
Primeira estágio WEB,
WWW/HTTP
WEB 2.0
Segunda geração WEB WWW
Troca de informações
WEB 3.0
Descentralização da
Informação
03
01
04
02
A
(RE)EVOLUÇÃO
ARPANET 1969
WEB 1.0
WEB 2.0
WEB 3.0
1991/1992
2004
2017
ARPANET
Criada em 1969 pelo governo dos EUA,
em meio às tensões da Guerra Fria
Primeira rede de computadores,
criada para transmissão de dados
militares e interligar departamentos
de pesquisa
URSS
EUA
Governo libera acesso à cientistas para fins
de estudo e desenvolvimento, pensando em
segurança, armazenamento e transmissão
das informações
WEB 1.0 – WORLD WIDE WEB
Criação do padrão HTTP/WWW (World
Wide Web) por Tim Berners-Lee, que
conhecemos hoje em dia
Comunicação através de páginas estáticas
e sem nenhuma forma de interatividade
Programadores com conhecimento na
área disponibilizavam conteúdo nessas
páginas, onde usuários comuns
conseguiam apenas visualizar/ler
USUÁRIO
Facebook Instagram Twitter
Youtube Tik Tok Orkut
Paradigma Comportamento Colaboração Dinamismo Comunicação
O ambiente online se
torna mais dinâmico e os
usuários colaboram para
a organização do
conteúdo
Mudança
comportamental.
A gente passa a ser
protagonista
Reforça o conceito de
troca de informações e
colaboração dos
internautas com sites e
serviços virtuais
Nova forma de se
comunicar com a internet
Criação do Facebook em
2004 marca o início da
WEB 2 como conhecemos.
A mudança de paradigma
WEB 2.0 – VOCÊ PROTAGONISTA
O USO DE SUAS INFORMAÇÕES
O quão importantes são nossas informações
dentro da WEB 2 ?
FACEBOOK INSTAGRAM YOUTUBE TWITTER
● Uso das nossas informações para conversão em
anúncios por grandes empresas como Google e
Facebook
● Processo bilionário Facebook e Cambridge Analytica
● Grandes discussões em LGPD
● Anos disso tudo afetou nosso poder de decisão
sobre as informações que colocamos na internet
DESCENTRALIZAÇÃO
WEB 3.0
• Nova geração de serviços da internet, construídos em
cima de tecnologias descentralizadas
• Na sua raiz, a WEB 3 utiliza a tecnologia blockchain,
criptomoedas e NFTs para garantir poder ao usuário final
• Sem necessidade de autenticação (KYC) e maior
privacidade
A próxima fase da Internet?
EVOLUÇÃO DA EXPERIÊNCIA
Partimos para um novo conceito de experiência
com a Internet
● WEB 1.0 - Estática
● WEB 2.0 - Social e interativa
● WEB 3.0 - Imersiva
Tecnologias de realidade aumentada e de
realidade virtual integradas em blockchain
A BASE
Tecnologia de registro descentralizado
que permite armazenar e transmitir
informações de forma segura e
transparente.
Acordo digital automatizado que se
autoexecuta quando determinadas
condições são cumpridas
Tipo de token digital único e não
intercambiável que pode ser usado
para representar propriedade e
autenticidade de ativos digitais
Sistema financeiro baseado em
blockchain que oferece serviços
financeiros descentralizados
BLOCKCHAIN SMART CONTRACTS
NON FUNGIBLE TOKENS (NFTs) DEFI
• É uma tecnologia de registro descentralizado que permite
armazenar e transmitir informações de forma segura e
transparente
• É composto por uma cadeia de blocos que contêm
transações e dados, cada um dos quais está ligado ao
anterior
• Ele utiliza criptografia para garantir a segurança e
imutabilidade dos dados
• Torna difícil para as pessoas fraudarem o registro, pois
todos os computadores na rede precisam concordar com a
transação antes que ela seja adicionada à cadeia.
BLOCKCHAIN
• São acordos digitais programáveis que contêm regras e
penalidades escritas em código
• Eles são executados automaticamente quando as condições
predefinidas são atendidas. Isso permite que as partes
confiem na execução automatizada de tarefas e
transferências de ativos sem a necessidade de
intermediários.
• São usados em uma variedade de aplicações, como
finanças descentralizadas, contratos de propriedade, etc
SMART CONTRACTS
NON FUNGIBLE TOKEN (NFT)
• É um tipo de token digital único e não intercambiável. Isso significa
que cada NFT é único e não pode ser substituído por outro token
idêntico. NFTs são usados para representar propriedade e
autenticidade de ativos digitais, como obras de arte, músicas, vídeos
e outros bens imateriais.
• Os NFTs são criados usando tecnologias blockchain, o que garante
sua unicidade e propriedade. Isso significa que cada NFT tem um
registro digital único e imutável que o identifica e o diferencia de
todos os outros tokens.
• A ideia está no inicio, mas ja há aplicações reais, como: Artistas
vendendo suas artes digitalmente, domínios de internet negociados
como NFT, Gaming com ativos digitais em formato NFT, conteúdos
exclusivos de entretenimento, Trading Cards, etc
DEFI – FINANÇAS DESCENTRALIZADAS
• DeFi permite que os usuários acessem serviços financeiros sem a
necessidade de intermediários tradicionais, como bancos. Isso permite que
as pessoas tenham mais controle sobre seus ativos e aumenta a
transparência e a segurança dos serviços financeiros
• Utiliza contratos inteligentes para automatizar e garantir a execução de
transações financeiras. Isso permite a criação de novos produtos
financeiros e serviços, como empréstimos e investimentos descentralizados
• Interoperabilidade: DeFi permite que diferentes plataformas e aplicativos
blockchain sejam interconectados, criando um ecossistema financeiro
descentralizado e aberto. Isso permite aos usuários acessar uma variedade
de serviços e ativos financeiros a partir de uma única interface
• Rentabilidade: DeFi oferece aos investidores a oportunidade de obter
rendimentos através de investimentos descentralizados, como
empréstimos e estratégias de renda fixa, além de outros tipos de
rendimentos passivos.
• Inclusão financeira: DeFi pode ajudar a
aumentar a inclusão financeira, permitindo
que pessoas que não têm acesso a serviços
financeiros tradicionais possam acessar
serviços financeiros descentralizados.
PRONTO PRA
VIVER UM
MUNDO DIGITAL?

Weitere ähnliche Inhalte

Ähnlich wie 1a_Confraria_Transbordo_3_Internet_e_Web 3_Felipe_Gimenes.pdf

Certificação Digital e Sistemas de Identidade baseados em Blockchain
Certificação Digital e Sistemas de Identidade baseados em BlockchainCertificação Digital e Sistemas de Identidade baseados em Blockchain
Certificação Digital e Sistemas de Identidade baseados em BlockchainMaria Teresa Aarão
 
As pessoas, os dados e a privacidade
As pessoas, os dados e a privacidadeAs pessoas, os dados e a privacidade
As pessoas, os dados e a privacidadeOriginalMy.com
 
5 coisas que aprendemos blockchain
5 coisas que aprendemos blockchain5 coisas que aprendemos blockchain
5 coisas que aprendemos blockchaingutssc
 
ICO - Uma nova forma de captação para startups
ICO - Uma nova forma de captação para startupsICO - Uma nova forma de captação para startups
ICO - Uma nova forma de captação para startupsOriginalMy.com
 
A Tecnologia por trás das principais moedas digitais
A Tecnologia por trás das principais moedas digitaisA Tecnologia por trás das principais moedas digitais
A Tecnologia por trás das principais moedas digitaisVagner Oliveira
 
Blockchain Workshop
Blockchain WorkshopBlockchain Workshop
Blockchain WorkshopDaniel Rocha
 
Fundamentos da Blockchain - Curso Intensivo de Blockchain
Fundamentos da Blockchain - Curso Intensivo de BlockchainFundamentos da Blockchain - Curso Intensivo de Blockchain
Fundamentos da Blockchain - Curso Intensivo de Blockchain101 Blockchains Brasil
 
HERMÈS VS METABIRKINS - O CASE ENVOLVENDO PI E NFT.pdf
HERMÈS VS METABIRKINS - O CASE ENVOLVENDO PI E NFT.pdfHERMÈS VS METABIRKINS - O CASE ENVOLVENDO PI E NFT.pdf
HERMÈS VS METABIRKINS - O CASE ENVOLVENDO PI E NFT.pdfLarissaSnego
 
TDC2018FLN | Trilha Testes - 5 coisas que aprendemos blockchain
TDC2018FLN | Trilha Testes - 5 coisas que aprendemos blockchainTDC2018FLN | Trilha Testes - 5 coisas que aprendemos blockchain
TDC2018FLN | Trilha Testes - 5 coisas que aprendemos blockchaintdc-globalcode
 
Blockchain of Things ou Internet of Blockchain ?
Blockchain of Things ou Internet of Blockchain ?Blockchain of Things ou Internet of Blockchain ?
Blockchain of Things ou Internet of Blockchain ?everis
 
A tecnologia “blockchain” aplicada ao Registro Imobiliário
A tecnologia “blockchain” aplicada ao Registro ImobiliárioA tecnologia “blockchain” aplicada ao Registro Imobiliário
A tecnologia “blockchain” aplicada ao Registro ImobiliárioIRIB
 
140916 Conferência Blockchain RTM - Edilson Osório Júnior - Original MY
140916 Conferência Blockchain RTM - Edilson Osório Júnior - Original MY140916 Conferência Blockchain RTM - Edilson Osório Júnior - Original MY
140916 Conferência Blockchain RTM - Edilson Osório Júnior - Original MYRTM
 
Moedas virtuais Matheus Pavanetti
Moedas virtuais   Matheus PavanettiMoedas virtuais   Matheus Pavanetti
Moedas virtuais Matheus PavanettiMatheus Pavanetti
 
Blockchain e Internet das Coisas - O que a Tecnologia por trás do Bitcoin tem...
Blockchain e Internet das Coisas - O que a Tecnologia por trás do Bitcoin tem...Blockchain e Internet das Coisas - O que a Tecnologia por trás do Bitcoin tem...
Blockchain e Internet das Coisas - O que a Tecnologia por trás do Bitcoin tem...João Marcos Vasconcelos Landim
 
Ethereum e a Tecnologia Blockchain
Ethereum e a Tecnologia BlockchainEthereum e a Tecnologia Blockchain
Ethereum e a Tecnologia BlockchainGoldhive
 
Moedas Digitais - O futuro da economia mundial
Moedas Digitais - O futuro da economia mundialMoedas Digitais - O futuro da economia mundial
Moedas Digitais - O futuro da economia mundialVagner Oliveira
 
TDC2017 | São Paulo - Trilha Blockchain How we figured out we had a SRE team ...
TDC2017 | São Paulo - Trilha Blockchain How we figured out we had a SRE team ...TDC2017 | São Paulo - Trilha Blockchain How we figured out we had a SRE team ...
TDC2017 | São Paulo - Trilha Blockchain How we figured out we had a SRE team ...tdc-globalcode
 
Apresentação CINCOIN
Apresentação CINCOIN Apresentação CINCOIN
Apresentação CINCOIN Julio Cesar
 
Apresentação do Projeto do Blockchain Quântico 2018
Apresentação do Projeto do Blockchain Quântico 2018 Apresentação do Projeto do Blockchain Quântico 2018
Apresentação do Projeto do Blockchain Quântico 2018 Eduardo Henrique Matos Maschio
 

Ähnlich wie 1a_Confraria_Transbordo_3_Internet_e_Web 3_Felipe_Gimenes.pdf (20)

Certificação Digital e Sistemas de Identidade baseados em Blockchain
Certificação Digital e Sistemas de Identidade baseados em BlockchainCertificação Digital e Sistemas de Identidade baseados em Blockchain
Certificação Digital e Sistemas de Identidade baseados em Blockchain
 
As pessoas, os dados e a privacidade
As pessoas, os dados e a privacidadeAs pessoas, os dados e a privacidade
As pessoas, os dados e a privacidade
 
5 coisas que aprendemos blockchain
5 coisas que aprendemos blockchain5 coisas que aprendemos blockchain
5 coisas que aprendemos blockchain
 
ICO - Uma nova forma de captação para startups
ICO - Uma nova forma de captação para startupsICO - Uma nova forma de captação para startups
ICO - Uma nova forma de captação para startups
 
Aspectos técnicos da tecnologia blockchain
Aspectos técnicos da tecnologia blockchainAspectos técnicos da tecnologia blockchain
Aspectos técnicos da tecnologia blockchain
 
A Tecnologia por trás das principais moedas digitais
A Tecnologia por trás das principais moedas digitaisA Tecnologia por trás das principais moedas digitais
A Tecnologia por trás das principais moedas digitais
 
Blockchain Workshop
Blockchain WorkshopBlockchain Workshop
Blockchain Workshop
 
Fundamentos da Blockchain - Curso Intensivo de Blockchain
Fundamentos da Blockchain - Curso Intensivo de BlockchainFundamentos da Blockchain - Curso Intensivo de Blockchain
Fundamentos da Blockchain - Curso Intensivo de Blockchain
 
HERMÈS VS METABIRKINS - O CASE ENVOLVENDO PI E NFT.pdf
HERMÈS VS METABIRKINS - O CASE ENVOLVENDO PI E NFT.pdfHERMÈS VS METABIRKINS - O CASE ENVOLVENDO PI E NFT.pdf
HERMÈS VS METABIRKINS - O CASE ENVOLVENDO PI E NFT.pdf
 
TDC2018FLN | Trilha Testes - 5 coisas que aprendemos blockchain
TDC2018FLN | Trilha Testes - 5 coisas que aprendemos blockchainTDC2018FLN | Trilha Testes - 5 coisas que aprendemos blockchain
TDC2018FLN | Trilha Testes - 5 coisas que aprendemos blockchain
 
Blockchain of Things ou Internet of Blockchain ?
Blockchain of Things ou Internet of Blockchain ?Blockchain of Things ou Internet of Blockchain ?
Blockchain of Things ou Internet of Blockchain ?
 
A tecnologia “blockchain” aplicada ao Registro Imobiliário
A tecnologia “blockchain” aplicada ao Registro ImobiliárioA tecnologia “blockchain” aplicada ao Registro Imobiliário
A tecnologia “blockchain” aplicada ao Registro Imobiliário
 
140916 Conferência Blockchain RTM - Edilson Osório Júnior - Original MY
140916 Conferência Blockchain RTM - Edilson Osório Júnior - Original MY140916 Conferência Blockchain RTM - Edilson Osório Júnior - Original MY
140916 Conferência Blockchain RTM - Edilson Osório Júnior - Original MY
 
Moedas virtuais Matheus Pavanetti
Moedas virtuais   Matheus PavanettiMoedas virtuais   Matheus Pavanetti
Moedas virtuais Matheus Pavanetti
 
Blockchain e Internet das Coisas - O que a Tecnologia por trás do Bitcoin tem...
Blockchain e Internet das Coisas - O que a Tecnologia por trás do Bitcoin tem...Blockchain e Internet das Coisas - O que a Tecnologia por trás do Bitcoin tem...
Blockchain e Internet das Coisas - O que a Tecnologia por trás do Bitcoin tem...
 
Ethereum e a Tecnologia Blockchain
Ethereum e a Tecnologia BlockchainEthereum e a Tecnologia Blockchain
Ethereum e a Tecnologia Blockchain
 
Moedas Digitais - O futuro da economia mundial
Moedas Digitais - O futuro da economia mundialMoedas Digitais - O futuro da economia mundial
Moedas Digitais - O futuro da economia mundial
 
TDC2017 | São Paulo - Trilha Blockchain How we figured out we had a SRE team ...
TDC2017 | São Paulo - Trilha Blockchain How we figured out we had a SRE team ...TDC2017 | São Paulo - Trilha Blockchain How we figured out we had a SRE team ...
TDC2017 | São Paulo - Trilha Blockchain How we figured out we had a SRE team ...
 
Apresentação CINCOIN
Apresentação CINCOIN Apresentação CINCOIN
Apresentação CINCOIN
 
Apresentação do Projeto do Blockchain Quântico 2018
Apresentação do Projeto do Blockchain Quântico 2018 Apresentação do Projeto do Blockchain Quântico 2018
Apresentação do Projeto do Blockchain Quântico 2018
 

1a_Confraria_Transbordo_3_Internet_e_Web 3_Felipe_Gimenes.pdf

  • 1. INTERNET E WEB 3 A mudança e aceitação do paradigma Estamos preparados para uma nova revolução?
  • 2. Desde que nos entendemos como sociedade organizada, o ponto mais crítico é o acesso à informações 1. É dificil determinar à partir de QUANDO a humanidade passou a se preocupar, de fato, com a confidencialidade, integridade e disponibilidade de informações 2. Mas, historicamente, já sabemos que em 600 A.C os hebreus já utilizavam criptografia. Eles utilizaram a Cifra de César, que era uma cifra SIMPLES de substituição, para escrever o Livro de Jeremias. Foram necessários mais de 800 anos para o surgimento da criptoanálise, quando estudiosos começaram a tentar decifrar a criptografia Hebraica e ‘traduzir’ esse trecho da Bíblia para o nosso entendimento. 3. Na primeira e segunda Guerras Mundiais, a criptografia também foi importante para proteger a comunicação e a troca de informações sigilosas entre os países. Foi nessa época que duas grandes máquinas de cifragem e decifragem surgiram: a alemã ‘Enigma’ e a ‘Máquina de Turing’, desenvolvida por Alan Turing. Quando começamos a desenvolver e trabalhar com sistemas e redes de computadores, a criticidade aumentou exponencialmente TRATAMENTO E ACESSO À INFORMAÇÕES
  • 3. ARPANET Transmissão de dados militares dos EUA WEB 1.0 Primeira estágio WEB, WWW/HTTP WEB 2.0 Segunda geração WEB WWW Troca de informações WEB 3.0 Descentralização da Informação 03 01 04 02
  • 4. A (RE)EVOLUÇÃO ARPANET 1969 WEB 1.0 WEB 2.0 WEB 3.0 1991/1992 2004 2017
  • 5. ARPANET Criada em 1969 pelo governo dos EUA, em meio às tensões da Guerra Fria Primeira rede de computadores, criada para transmissão de dados militares e interligar departamentos de pesquisa URSS EUA Governo libera acesso à cientistas para fins de estudo e desenvolvimento, pensando em segurança, armazenamento e transmissão das informações
  • 6. WEB 1.0 – WORLD WIDE WEB Criação do padrão HTTP/WWW (World Wide Web) por Tim Berners-Lee, que conhecemos hoje em dia Comunicação através de páginas estáticas e sem nenhuma forma de interatividade Programadores com conhecimento na área disponibilizavam conteúdo nessas páginas, onde usuários comuns conseguiam apenas visualizar/ler
  • 7. USUÁRIO Facebook Instagram Twitter Youtube Tik Tok Orkut Paradigma Comportamento Colaboração Dinamismo Comunicação O ambiente online se torna mais dinâmico e os usuários colaboram para a organização do conteúdo Mudança comportamental. A gente passa a ser protagonista Reforça o conceito de troca de informações e colaboração dos internautas com sites e serviços virtuais Nova forma de se comunicar com a internet Criação do Facebook em 2004 marca o início da WEB 2 como conhecemos. A mudança de paradigma WEB 2.0 – VOCÊ PROTAGONISTA
  • 8. O USO DE SUAS INFORMAÇÕES O quão importantes são nossas informações dentro da WEB 2 ? FACEBOOK INSTAGRAM YOUTUBE TWITTER
  • 9. ● Uso das nossas informações para conversão em anúncios por grandes empresas como Google e Facebook ● Processo bilionário Facebook e Cambridge Analytica ● Grandes discussões em LGPD ● Anos disso tudo afetou nosso poder de decisão sobre as informações que colocamos na internet
  • 11. • Nova geração de serviços da internet, construídos em cima de tecnologias descentralizadas • Na sua raiz, a WEB 3 utiliza a tecnologia blockchain, criptomoedas e NFTs para garantir poder ao usuário final • Sem necessidade de autenticação (KYC) e maior privacidade A próxima fase da Internet?
  • 12. EVOLUÇÃO DA EXPERIÊNCIA Partimos para um novo conceito de experiência com a Internet ● WEB 1.0 - Estática ● WEB 2.0 - Social e interativa ● WEB 3.0 - Imersiva Tecnologias de realidade aumentada e de realidade virtual integradas em blockchain
  • 13. A BASE Tecnologia de registro descentralizado que permite armazenar e transmitir informações de forma segura e transparente. Acordo digital automatizado que se autoexecuta quando determinadas condições são cumpridas Tipo de token digital único e não intercambiável que pode ser usado para representar propriedade e autenticidade de ativos digitais Sistema financeiro baseado em blockchain que oferece serviços financeiros descentralizados BLOCKCHAIN SMART CONTRACTS NON FUNGIBLE TOKENS (NFTs) DEFI
  • 14. • É uma tecnologia de registro descentralizado que permite armazenar e transmitir informações de forma segura e transparente • É composto por uma cadeia de blocos que contêm transações e dados, cada um dos quais está ligado ao anterior • Ele utiliza criptografia para garantir a segurança e imutabilidade dos dados • Torna difícil para as pessoas fraudarem o registro, pois todos os computadores na rede precisam concordar com a transação antes que ela seja adicionada à cadeia. BLOCKCHAIN
  • 15. • São acordos digitais programáveis que contêm regras e penalidades escritas em código • Eles são executados automaticamente quando as condições predefinidas são atendidas. Isso permite que as partes confiem na execução automatizada de tarefas e transferências de ativos sem a necessidade de intermediários. • São usados em uma variedade de aplicações, como finanças descentralizadas, contratos de propriedade, etc SMART CONTRACTS
  • 16. NON FUNGIBLE TOKEN (NFT) • É um tipo de token digital único e não intercambiável. Isso significa que cada NFT é único e não pode ser substituído por outro token idêntico. NFTs são usados para representar propriedade e autenticidade de ativos digitais, como obras de arte, músicas, vídeos e outros bens imateriais. • Os NFTs são criados usando tecnologias blockchain, o que garante sua unicidade e propriedade. Isso significa que cada NFT tem um registro digital único e imutável que o identifica e o diferencia de todos os outros tokens. • A ideia está no inicio, mas ja há aplicações reais, como: Artistas vendendo suas artes digitalmente, domínios de internet negociados como NFT, Gaming com ativos digitais em formato NFT, conteúdos exclusivos de entretenimento, Trading Cards, etc
  • 17. DEFI – FINANÇAS DESCENTRALIZADAS • DeFi permite que os usuários acessem serviços financeiros sem a necessidade de intermediários tradicionais, como bancos. Isso permite que as pessoas tenham mais controle sobre seus ativos e aumenta a transparência e a segurança dos serviços financeiros • Utiliza contratos inteligentes para automatizar e garantir a execução de transações financeiras. Isso permite a criação de novos produtos financeiros e serviços, como empréstimos e investimentos descentralizados • Interoperabilidade: DeFi permite que diferentes plataformas e aplicativos blockchain sejam interconectados, criando um ecossistema financeiro descentralizado e aberto. Isso permite aos usuários acessar uma variedade de serviços e ativos financeiros a partir de uma única interface • Rentabilidade: DeFi oferece aos investidores a oportunidade de obter rendimentos através de investimentos descentralizados, como empréstimos e estratégias de renda fixa, além de outros tipos de rendimentos passivos. • Inclusão financeira: DeFi pode ajudar a aumentar a inclusão financeira, permitindo que pessoas que não têm acesso a serviços financeiros tradicionais possam acessar serviços financeiros descentralizados.