Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.
Sessão 3
     Parâmetros de qualidade para
                    a banda larga




Brasília, 25 de agosto de 2010.
Proposta

Disciplinar padrões para o cumprimento da taxa
de transmissão contratada, bem como da
preservação dos princípios...
Aspirações

•Garantir o cumprimento dos contratos          de
prestação de serviço no que se refere à taxa   de
transmissã...
Contribuições recebidas

• Todas as restrições ao livre tráfego devem ser divulgados
em material publicitário e nos contra...
Contribuições recebidas
• Por meio do Nic.br, prover serviço de verificação dos
parâmetros de qualidade em cidades com mai...
Contribuições recebidas
• O consumidor precisa ter à sua disposição um medidor
fidedigno de velocidade

• Apresentar a inf...
Síntese das contribuições

• Concordância de todos quanto à necessidade de
estabelecimento de critérios para aferição da q...
Discussão

• O que medir?

  •Velocidade apenas

  •Outros critérios técnicos como latência e jitter

  •Elementos de gest...
Discussão

• Como medir?

  •Medição pulverizada, no terminal de cada usuário,
  por meio de aplicativo de adesão voluntár...
Discussão

• Como institucionalizar?

  •Definição oficial do que é banda larga com selo-
  padrão informativo dos critéri...
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

Sessão 3: parâmetros de qualidade para a banda larga

1.359 Aufrufe

Veröffentlicht am

Documento da sessão temática 3 da 2 reunião do Fórum Brasil Conectado, do Programa Nacional de Banda Larga.

Veröffentlicht in: News & Politik
  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Sessão 3: parâmetros de qualidade para a banda larga

  1. 1. Sessão 3 Parâmetros de qualidade para a banda larga Brasília, 25 de agosto de 2010.
  2. 2. Proposta Disciplinar padrões para o cumprimento da taxa de transmissão contratada, bem como da preservação dos princípios da neutralidade da rede, além de permitir meios sistemáticos, eficazes, práticos e seguros de fiscalizar a qualidade do serviço oferecido. Produto com PPB* Produto Importado
  3. 3. Aspirações •Garantir o cumprimento dos contratos de prestação de serviço no que se refere à taxa de transmissão contratada e à não-violação da liberdade de tráfego e dos princípios da neutralidade de rede. •Encontrar formas mais claras de divulgar a taxa Produto com de transmissão média dosB* PP planos oferecidos. •Desenvolver formas utconfiáveis de fiscalização Prod o Importado permanente das taxas de transmissão.
  4. 4. Contribuições recebidas • Todas as restrições ao livre tráfego devem ser divulgados em material publicitário e nos contratos de prestação • Medir a qualidade percebida dos usuários, ranqueando as empresas e oferecendo ao usuário uma comparação entre a qualidade de diferentes empresas • Fazer como NIC.br, Anatel e Inmetro Produto com PPB* • Definir um marco para banda larga (acima de 2 Mbps de download) e criar um selo “Adequado à Cultura Digital” para quem oferecer taxas uto Importado Prod de upload acima de 256 kbps • Garantir, no mínimo, 50% da taxa de transmissão nominal em horário comercial e 80% fora desse horário
  5. 5. Contribuições recebidas • Por meio do Nic.br, prover serviço de verificação dos parâmetros de qualidade em cidades com mais de 100 mil habitantes (PTTs já contam com essa possibilidade) • Criação de aplicativo para aferição dos resultados e divulgação em site público os resultados dos indicadores de monitoramento • Verificar mensalmente asoduto code disponibilidade, perda Pr taxas m (erro) e recuperação de redes de suporte PPB* • Estabelecer políticas oduto Immetas de Pr de portado qualidade de infraestrutura para prestadores de serviços de telecomunicações • Realizar Acordos de Nível de Serviço (SLA) pelas detentoras de infraestrutura no relacionamento com
  6. 6. Contribuições recebidas • O consumidor precisa ter à sua disposição um medidor fidedigno de velocidade • Apresentar a influência das condições tecnológicas na qualidade percebida pelos usuários • Estabelecer critérios para jitter e latência (latency) • Ação liderada pelo CGI.br, uto com Prod pela Telebrás ou pela Anatel aos moldes do Measurement B* (permitir que o usuário PP Lab acompanhe a qualidade de sua banda ao mesmo tempo em que permite ao reguladorportado visão geral sobre a Produto Im uma qualidade dos serviços oferecidos) • Padrões de contrato que limitem a utilização de portas específicas devem ser aprovados pelo órgão regulador
  7. 7. Síntese das contribuições • Concordância de todos quanto à necessidade de estabelecimento de critérios para aferição da qualidade da banda larga • Concordância quanto à relevância de se medir a velocidade contratada, ou seja, a taxa de transmissão efetivamente observado • Concordância quantoProduto com à possibilidade de uso de PPB* aplicativo ou outro instrumento similar para medir a taxa de transmissão usufruída pelo usuário Produto Importado • Divergência em relação ao valor dos percentuais mínimos exigidos a serem garantidos pelas operadoras
  8. 8. Discussão • O que medir? •Velocidade apenas •Outros critérios técnicos como latência e jitter •Elementos de gestão do tráfego, como traffic shapping e neutralidadeuto com Prod de rede. PPB* Produto Importado
  9. 9. Discussão • Como medir? •Medição pulverizada, no terminal de cada usuário, por meio de aplicativo de adesão voluntária •Medição no âmbito das próprias redes, mediante instrumentos remotos de fiscalização Produto com PPB* •Outras opções Produto Importado
  10. 10. Discussão • Como institucionalizar? •Definição oficial do que é banda larga com selo- padrão informativo dos critérios de qualidade •Divulgação da relação entre qualidade anunciada e qualidade aferida em cada prestadora Produto com PPB* •Garantir ao usuário uma comprovação documental que lhe permita reclamar direitos Produto Importado •Assegurar ao usuário informação adequada, deixando livres os critérios de qualidade, desde que padronizados?

×