SlideShare ist ein Scribd-Unternehmen logo
1 von 23
Downloaden Sie, um offline zu lesen
Professor
Pedro Bandeira Simões
Agrupamento de Escolas de Fronteira
Escola Básica Integrada Frei Manuel Cardoso
Ano Lectivo 2010/2011
HISTÓRIA
9º Ano
Apresentação nº 3
Ruptura e Inovação
na Cultura e nas Artes
INOVAÇÃO e PROVOCAÇÃO são duas das características
que, de um modo geral, marcam a arte nas primeiras
décadas do século XX.
Nesta época, a inquietação, a instabilidade e as
transformações sociais e morais decorrentes da 1ª Guerra
Mundial deram origem a novas formas de encarar as artes
e a literatura.
Por outro lado, o avanço tecnológico também contribuiu
para essa transformação. Por exemplo, a fotografia,
inventada já no século XIX, permitiu reproduzir a realidade,
logo, a pintura já não “precisava” de o fazer. Assim, muitos
artistas procuraram transmitir sentimentos e emoções
através das suas criações, sendo valorizada a criatividade.
MOVIMENTOS ARTÍSTICOS – 1900 a 1914
FAUVISMO
FUTURISMO
CUBISMO
ABSTRACCIONISMO
FAUVISMO
Características:
Simplificação das formas e
valorização das cores fortes. A
cor tornou-se totalmente
independente do real, já que
não era importante que a cor
aplicada estivesse de acordo
com a realidade. É a cor que
dá expressividade às obras.
Artistas:
Henri Matisse
Dufy
André Derain
A Dança, pintura de Henri Matisse, 1910
A Cigana, pintura de Henri Matisse, 1905
Cores puras,
vivas e
violentas
Cores fortes e
contrastantes
L’Estaque, pintura de André Derain, 1906
Nota a violência das cores (amarelo, vermelho, laranja) e o seu uso
arbitrário (não correspondem à realidade, sendo totalmente inventadas)
Características: Valoriza o
volume das coisas,
dispensando os elementos
acessórios. As formas são
representadas como volumes
geométricos que se
sobrepõem. Em vez de
representar algo a partir de
um ponto de vista,
representam pormenores
vistos de diversos pontos de
vista (ruptura com a
perspectiva do Renascimento)
Artistas:
Cézanne
Braque
Pablo Picasso
Juan Gris
CUBISMO
Les Demoiselles, pintura de Pablo Picasso, 1907
Menina com Bandolim, pintura de Picaso, 1910
Características: Preocupa-
se em captar o dinamismo da
vida moderna. Valorizava o
presente e as ideias de
progresso e de velocidade, a
civilização da máquina e do
futuro.
Procurava transmitir as
sensações de velocidade, de
luz, de ruído. A utilização de
cores contrastantes e a
sobreposição de imagens
proporcionaram a ideia de
movimento.
Artistas:
Giacomo Balla
Umberto Boccioni
Robert Delaunay
FUTURISMO
Rixa na galeria, pintura de Umberto Boccioni, 1910
Sensações de luz
Forte ideia de
movimento
Menina a correr na varanda, pintura de Giacomo Balla, 1912
A utilização da simultaneidade de posições da figura dava a sensação de velocidade e
dinamismo.
Características: Foi o mais
duradoiro destes movimentos
artísticos; valoriza a
interpretação subjectiva,
através das cores e das formas,
sem representar os objectos
concretos
Artistas:
Wassily Kandisnsky
Pierre Mondrian
ABSTRACCIONISMO
Improvisação XIV, pintura de Kandinsky, 1910
MOVIMENTOS ARTÍSTICOS – 1914 a 1939
EXPRESSIONISMO
SURREALISMO
DADAÍSMO
Características: As obras
expressionistas representam
mais o emocional que o
racional, transmitindo a noção
de dor, mal-estar e terror.
Estes sentimentos são
transmitidos através da
deformação das figuras e de
cores muito vivas.
Artistas:
Edvard Munch
Otto Dix
EXPRESSIONISMO
O Grito, pintura de Edvard Munch
Uso de cores fortes
Rosto expressivo para
acentuar a emoção
humana
Corpo mal esboçado
Características: Este
movimento surgiu como
reacção contra a Guerra.
Ridicularizava, com ironia, as
manifestações culturais da
época e defendia a
espontaneidade e a anarquia
da arte
Artistas:
Marcel Duchamp
Max Ernest
Pacabia
DADAÍSMO
A Gioconda com Bigode e Barba, Pintura de Marcel Duchamp, 1919
Características: A
imaginação, o sonho, a
alucinação e o subconsciente
foram as principais inspirações
deste movimento, o que
denota a influência da
psicanálise de Freud. Recorreu
à representação de um mundo
imaginário absurdo e com
associações de ideias que
aparentemente não têm
significado.
Artistas:
Salvador Dali
Rená Magritte
Joan Miró
SURREALISMO
A Persistência da Memória, pintura de Salvador Dali, 1931
Na 1ª metade do século XX, o crescimento da economia e a expansão das
cidades criaram novas necessidades e exigiram novos tipos de edifícios
MODERNISMO
ARQUITECTÓNICO
Formas
rectilíneas
Espaços
interiores
amplos
Grandes
superfícies
de vidro
Escassez de
decoração
- Formas geométricas e pureza das linhas
- Pouca decoração
- Aplicação de novos materiais, como o aço, o betão, o vidro e o plástico
- Desenvolvimento de novas técnicas de construção (betão armado, elevadores…)
“Escola de arte”, criada por
Walter Gropius na
Alemanha. As suas obras
caracterizam-se pela
funcionalidade: edifícios
simples, geométricos, sem
elementos decorativos,
rasgados por amplas janelas
e adaptados às necessidades
da sociedade moderna
(arquitectura funcional).
A BAUHAUS (1919-1933)
A sua concepção arquitectónica
assentou em cinco pontos
fundamentais – construção sobre
pilares, cobertura em terraço,
janelas ao longo da fachada,
espaço interior e fachadas de
composição livre.
LE CORBUSIER (1887 – 1965)
Procurou harmonizar os edifícios com a
Natureza onde se localizavam, construindo-
os como um conjunto de órgãos autónomos
que faziam parte de um todo coerente
(arquitectura orgânica)
FRANK LLOYD WRIGHT (1867 – 1959)
A Casa da cascata, 1936
Inicialmente, o público
português não apreciou
estas novas obras. Com o
tempo, porém, ganharam
um lugar de relevo na arte
portuguesa.
O CASO PORTUGUÊS
Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)
Maria Helena Vieira da Silva (1908 – 1992)
Almada Negreiros (1893 – 1970)
Eduardo Viana (1881 – 1967)
Santa-Rita Pintor (1889 – 1918)
Entrada, pintura de Amadeo de Souza-Cardoso
Apresentou influências do cubismo, do
futurismo e do abstraccionismo
Cabeça, pintura de Santa-Rita Pintor, 1910
Apresentou influências do cubismo e
futurismo
K4, pintura de Eduardo Viana
Adepto do futurismo
A Guerra, pintura de Vieira da Silva, 1942
Cultivou o abstraccionismo
Fernando Pessoa
Almada Negreiros
Mário de Sá-Carneiro
Em Portugal, o
modernismo
literário foi
impulsionado pela
chamada “Geração
Orpheu”. A revista
Orpheu, publicada
em 1915,
revolucionou e
escandalizou os
meios intelectuais da
época, pela sua
crítica e criatividade,
e introduziu o
futurismo em
Portugal.

Weitere ähnliche Inhalte

Ähnlich wie 3_pp_ruptinovacaoarte_9a.pdf

Ähnlich wie 3_pp_ruptinovacaoarte_9a.pdf (20)

9ano
9ano9ano
9ano
 
O Modernismo na Arte
O Modernismo na ArteO Modernismo na Arte
O Modernismo na Arte
 
Design
DesignDesign
Design
 
A arte - Trabalho Historia
A arte - Trabalho HistoriaA arte - Trabalho Historia
A arte - Trabalho Historia
 
OP - ART e POP - ART
OP - ART e POP - ARTOP - ART e POP - ART
OP - ART e POP - ART
 
Piet Mondrian
Piet MondrianPiet Mondrian
Piet Mondrian
 
13. VANGUARDAS EUROPEIAS - EDIÇÃO 2020.pptx
13. VANGUARDAS EUROPEIAS - EDIÇÃO 2020.pptx13. VANGUARDAS EUROPEIAS - EDIÇÃO 2020.pptx
13. VANGUARDAS EUROPEIAS - EDIÇÃO 2020.pptx
 
Arte e função da arte
Arte e função da arteArte e função da arte
Arte e função da arte
 
Arte na segunda metade do século xx
Arte na segunda metade do século xxArte na segunda metade do século xx
Arte na segunda metade do século xx
 
História da arte - Arte Moderna
História da arte  - Arte ModernaHistória da arte  - Arte Moderna
História da arte - Arte Moderna
 
Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
 
História da arte
História da arteHistória da arte
História da arte
 
A arte no Século XX
A arte no Século XXA arte no Século XX
A arte no Século XX
 
Artemoderna4 131002090047-phpapp02
Artemoderna4 131002090047-phpapp02Artemoderna4 131002090047-phpapp02
Artemoderna4 131002090047-phpapp02
 
Op Art & Pop Art
Op Art & Pop ArtOp Art & Pop Art
Op Art & Pop Art
 
Arte moderna (4)
Arte moderna (4)Arte moderna (4)
Arte moderna (4)
 
Evolução das Artes Visuais IV
Evolução das Artes Visuais IVEvolução das Artes Visuais IV
Evolução das Artes Visuais IV
 
8ºano
8ºano8ºano
8ºano
 
AULÃO-3º ANOSE.M..pptx
AULÃO-3º ANOSE.M..pptxAULÃO-3º ANOSE.M..pptx
AULÃO-3º ANOSE.M..pptx
 
Album de Figurinhas Introdução ao Design
Album de Figurinhas Introdução ao DesignAlbum de Figurinhas Introdução ao Design
Album de Figurinhas Introdução ao Design
 

Mehr von CecliaGomes25

Apresentação 4.pptx
Apresentação 4.pptxApresentação 4.pptx
Apresentação 4.pptxCecliaGomes25
 
Ética Kantiana (1).pptx
Ética Kantiana (1).pptxÉtica Kantiana (1).pptx
Ética Kantiana (1).pptxCecliaGomes25
 
Port.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdf
Port.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdfPort.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdf
Port.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdfCecliaGomes25
 
Determinismo e liberdade na ação humana.pptx
Determinismo e liberdade na ação humana.pptxDeterminismo e liberdade na ação humana.pptx
Determinismo e liberdade na ação humana.pptxCecliaGomes25
 
A dimensão trágica em _Frei Luís de Sousa_.pptx
A dimensão trágica em _Frei Luís de Sousa_.pptxA dimensão trágica em _Frei Luís de Sousa_.pptx
A dimensão trágica em _Frei Luís de Sousa_.pptxCecliaGomes25
 
Síntese da subunidade.ppt
Síntese da subunidade.pptSíntese da subunidade.ppt
Síntese da subunidade.pptCecliaGomes25
 
O imaginário épico em _O sentimento dum Ocidental_.pptx
O imaginário épico em _O sentimento dum Ocidental_.pptxO imaginário épico em _O sentimento dum Ocidental_.pptx
O imaginário épico em _O sentimento dum Ocidental_.pptxCecliaGomes25
 

Mehr von CecliaGomes25 (9)

Apresentação 4.pptx
Apresentação 4.pptxApresentação 4.pptx
Apresentação 4.pptx
 
Ética Kantiana (1).pptx
Ética Kantiana (1).pptxÉtica Kantiana (1).pptx
Ética Kantiana (1).pptx
 
mensagem (1).pptx
mensagem (1).pptxmensagem (1).pptx
mensagem (1).pptx
 
Port.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdf
Port.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdfPort.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdf
Port.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdf
 
Determinismo e liberdade na ação humana.pptx
Determinismo e liberdade na ação humana.pptxDeterminismo e liberdade na ação humana.pptx
Determinismo e liberdade na ação humana.pptx
 
A dimensão trágica em _Frei Luís de Sousa_.pptx
A dimensão trágica em _Frei Luís de Sousa_.pptxA dimensão trágica em _Frei Luís de Sousa_.pptx
A dimensão trágica em _Frei Luís de Sousa_.pptx
 
nteha12_ppt1.pptx
nteha12_ppt1.pptxnteha12_ppt1.pptx
nteha12_ppt1.pptx
 
Síntese da subunidade.ppt
Síntese da subunidade.pptSíntese da subunidade.ppt
Síntese da subunidade.ppt
 
O imaginário épico em _O sentimento dum Ocidental_.pptx
O imaginário épico em _O sentimento dum Ocidental_.pptxO imaginário épico em _O sentimento dum Ocidental_.pptx
O imaginário épico em _O sentimento dum Ocidental_.pptx
 

Kürzlich hochgeladen

ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadoA população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadodanieligomes4
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 

Kürzlich hochgeladen (20)

ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadoA população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 

3_pp_ruptinovacaoarte_9a.pdf

  • 1. Professor Pedro Bandeira Simões Agrupamento de Escolas de Fronteira Escola Básica Integrada Frei Manuel Cardoso Ano Lectivo 2010/2011 HISTÓRIA 9º Ano Apresentação nº 3 Ruptura e Inovação na Cultura e nas Artes
  • 2. INOVAÇÃO e PROVOCAÇÃO são duas das características que, de um modo geral, marcam a arte nas primeiras décadas do século XX. Nesta época, a inquietação, a instabilidade e as transformações sociais e morais decorrentes da 1ª Guerra Mundial deram origem a novas formas de encarar as artes e a literatura. Por outro lado, o avanço tecnológico também contribuiu para essa transformação. Por exemplo, a fotografia, inventada já no século XIX, permitiu reproduzir a realidade, logo, a pintura já não “precisava” de o fazer. Assim, muitos artistas procuraram transmitir sentimentos e emoções através das suas criações, sendo valorizada a criatividade.
  • 3. MOVIMENTOS ARTÍSTICOS – 1900 a 1914 FAUVISMO FUTURISMO CUBISMO ABSTRACCIONISMO
  • 4. FAUVISMO Características: Simplificação das formas e valorização das cores fortes. A cor tornou-se totalmente independente do real, já que não era importante que a cor aplicada estivesse de acordo com a realidade. É a cor que dá expressividade às obras. Artistas: Henri Matisse Dufy André Derain A Dança, pintura de Henri Matisse, 1910
  • 5. A Cigana, pintura de Henri Matisse, 1905 Cores puras, vivas e violentas Cores fortes e contrastantes
  • 6. L’Estaque, pintura de André Derain, 1906 Nota a violência das cores (amarelo, vermelho, laranja) e o seu uso arbitrário (não correspondem à realidade, sendo totalmente inventadas)
  • 7. Características: Valoriza o volume das coisas, dispensando os elementos acessórios. As formas são representadas como volumes geométricos que se sobrepõem. Em vez de representar algo a partir de um ponto de vista, representam pormenores vistos de diversos pontos de vista (ruptura com a perspectiva do Renascimento) Artistas: Cézanne Braque Pablo Picasso Juan Gris CUBISMO Les Demoiselles, pintura de Pablo Picasso, 1907
  • 8. Menina com Bandolim, pintura de Picaso, 1910
  • 9. Características: Preocupa- se em captar o dinamismo da vida moderna. Valorizava o presente e as ideias de progresso e de velocidade, a civilização da máquina e do futuro. Procurava transmitir as sensações de velocidade, de luz, de ruído. A utilização de cores contrastantes e a sobreposição de imagens proporcionaram a ideia de movimento. Artistas: Giacomo Balla Umberto Boccioni Robert Delaunay FUTURISMO Rixa na galeria, pintura de Umberto Boccioni, 1910 Sensações de luz Forte ideia de movimento
  • 10. Menina a correr na varanda, pintura de Giacomo Balla, 1912 A utilização da simultaneidade de posições da figura dava a sensação de velocidade e dinamismo.
  • 11. Características: Foi o mais duradoiro destes movimentos artísticos; valoriza a interpretação subjectiva, através das cores e das formas, sem representar os objectos concretos Artistas: Wassily Kandisnsky Pierre Mondrian ABSTRACCIONISMO Improvisação XIV, pintura de Kandinsky, 1910
  • 12. MOVIMENTOS ARTÍSTICOS – 1914 a 1939 EXPRESSIONISMO SURREALISMO DADAÍSMO
  • 13. Características: As obras expressionistas representam mais o emocional que o racional, transmitindo a noção de dor, mal-estar e terror. Estes sentimentos são transmitidos através da deformação das figuras e de cores muito vivas. Artistas: Edvard Munch Otto Dix EXPRESSIONISMO O Grito, pintura de Edvard Munch Uso de cores fortes Rosto expressivo para acentuar a emoção humana Corpo mal esboçado
  • 14. Características: Este movimento surgiu como reacção contra a Guerra. Ridicularizava, com ironia, as manifestações culturais da época e defendia a espontaneidade e a anarquia da arte Artistas: Marcel Duchamp Max Ernest Pacabia DADAÍSMO A Gioconda com Bigode e Barba, Pintura de Marcel Duchamp, 1919
  • 15.
  • 16. Características: A imaginação, o sonho, a alucinação e o subconsciente foram as principais inspirações deste movimento, o que denota a influência da psicanálise de Freud. Recorreu à representação de um mundo imaginário absurdo e com associações de ideias que aparentemente não têm significado. Artistas: Salvador Dali Rená Magritte Joan Miró SURREALISMO A Persistência da Memória, pintura de Salvador Dali, 1931
  • 17. Na 1ª metade do século XX, o crescimento da economia e a expansão das cidades criaram novas necessidades e exigiram novos tipos de edifícios MODERNISMO ARQUITECTÓNICO Formas rectilíneas Espaços interiores amplos Grandes superfícies de vidro Escassez de decoração - Formas geométricas e pureza das linhas - Pouca decoração - Aplicação de novos materiais, como o aço, o betão, o vidro e o plástico - Desenvolvimento de novas técnicas de construção (betão armado, elevadores…)
  • 18. “Escola de arte”, criada por Walter Gropius na Alemanha. As suas obras caracterizam-se pela funcionalidade: edifícios simples, geométricos, sem elementos decorativos, rasgados por amplas janelas e adaptados às necessidades da sociedade moderna (arquitectura funcional). A BAUHAUS (1919-1933)
  • 19. A sua concepção arquitectónica assentou em cinco pontos fundamentais – construção sobre pilares, cobertura em terraço, janelas ao longo da fachada, espaço interior e fachadas de composição livre. LE CORBUSIER (1887 – 1965)
  • 20. Procurou harmonizar os edifícios com a Natureza onde se localizavam, construindo- os como um conjunto de órgãos autónomos que faziam parte de um todo coerente (arquitectura orgânica) FRANK LLOYD WRIGHT (1867 – 1959) A Casa da cascata, 1936
  • 21.
  • 22. Inicialmente, o público português não apreciou estas novas obras. Com o tempo, porém, ganharam um lugar de relevo na arte portuguesa. O CASO PORTUGUÊS Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918) Maria Helena Vieira da Silva (1908 – 1992) Almada Negreiros (1893 – 1970) Eduardo Viana (1881 – 1967) Santa-Rita Pintor (1889 – 1918) Entrada, pintura de Amadeo de Souza-Cardoso Apresentou influências do cubismo, do futurismo e do abstraccionismo Cabeça, pintura de Santa-Rita Pintor, 1910 Apresentou influências do cubismo e futurismo K4, pintura de Eduardo Viana Adepto do futurismo A Guerra, pintura de Vieira da Silva, 1942 Cultivou o abstraccionismo
  • 23. Fernando Pessoa Almada Negreiros Mário de Sá-Carneiro Em Portugal, o modernismo literário foi impulsionado pela chamada “Geração Orpheu”. A revista Orpheu, publicada em 1915, revolucionou e escandalizou os meios intelectuais da época, pela sua crítica e criatividade, e introduziu o futurismo em Portugal.