Diese Präsentation wurde erfolgreich gemeldet.
Wir verwenden Ihre LinkedIn Profilangaben und Informationen zu Ihren Aktivitäten, um Anzeigen zu personalisieren und Ihnen relevantere Inhalte anzuzeigen. Sie können Ihre Anzeigeneinstellungen jederzeit ändern.
BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MONSENHOR JERÓNIMO AMARAL
ANABELA QUELHAS - COORDENAÇÃO
REUNIÃO BE/COORDENADO...
BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MONSENHOR JERÓNIMO AMARAL
ANABELA QUELHAS - COORDENAÇÃO
Os docentes tomam a i...
BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MONSENHOR JERÓNIMO AMARAL
ANABELA QUELHAS - COORDENAÇÃO
MEDIADORESDESSE PROCE...
BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MONSENHOR JERÓNIMO AMARAL
ANABELA QUELHAS - COORDENAÇÃO
CALENDÁRIO 2012 – esc...
BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MONSENHOR JERÓNIMO AMARAL
ANABELA QUELHAS - COORDENAÇÃO
CALENDÁRIO 2012 – ara...
Nächste SlideShare
Wird geladen in …5
×

Articulação entre a BE e os departamentos - agrupamento morgado de mateus

319 Aufrufe

Veröffentlicht am

Documento disponibilizado a todos os departamentos do agrupamento em reunião. Julho 2012

Veröffentlicht in: Bildung
  • Als Erste(r) kommentieren

  • Gehören Sie zu den Ersten, denen das gefällt!

Articulação entre a BE e os departamentos - agrupamento morgado de mateus

  1. 1. BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MONSENHOR JERÓNIMO AMARAL ANABELA QUELHAS - COORDENAÇÃO REUNIÃO BE/COORDENADORES Julho 2012 – articulação  MISSÃO DA BIBLIOTECA A Biblioteca Escolar (BE) é uma estrutura destinada a apoiar a leitura, a investigação e a informação, a promover a literacia e a multiculturalidade, a abrir novos horizontes aos seus utilizadores e a contribuir para a sua formação como cidadãos informados, numa escola que se pretende virada para o sucesso educativo, apostando cada vez mais num ensino de qualidade. (Regulamento Interno) As bibliotecas escolares são essenciais  COMO SE PODE ARTICULAR COM A BIBLIOTECA Utilizando o seu espaço físico Utilizando o seu fundo documental (na biblioteca ou nas itinerâncias) Participando em atividades promovidas pela BE/Departamentos Utilizando os canais de informação e divulgação de que dispõe TODOS OS DOCENTES DEVERIAM SER COLABORADORES DA BIBLIOTECA  TRABALHO COLABORATIVO Em 1999, o Manifesto para as Bibliotecas Escolares da UNESCO faz também a defesa do trabalho colaborativo, sublinhando os resultados que permite alcançar: “…quando os bibliotecários e os professores trabalham em conjunto, os alunos atingem níveis mais elevados de literacia de aprendizagem, de resolução de problemas e competências no domínio das tecnologias de informação e comunicação.”  ARTICULAÇÃO COM OS CURRÍCULOS A biblioteca está preparada para entrar num nova fase de grande articulação com os currículos. Como se faz? No novo contexto informacional em que vivemos, resultado do desenvolvimento das tecnologias e da Internet, em particular, é fundamental que a escola seja capaz de preparar jovens que, para além de um leque de conhecimentos, alguns axiais como a língua materna e a matemática, dominem um conjunto de competências complexas no que à informação diz respeito. Para responder a essa exigência, as bibliotecas escolares são um bem educativo e cultural essencial. As formas clássicas de produção, conservação e circulação do saber, intimamente ligadas ao livro e ao impresso, estão a alterar-se profundamente. Crianças e jovens são cada vez mais marcados pelo acesso e uso precoce duma grande parafernália tecnológica - telemóveis, consolas de jogos, mp3, computadores, ipads... -, uma grande apetência por conteúdos audiovisuais e, sobretudo, pela Internet. No final da escola aguarda-os um mercado de trabalho caracterizado pela mudança, flexibilidade, necessidade constante de adaptação e de trabalhadores cada vez mais qualificados. Vão mudar de emprego várias vezes e vão ter de continuar a aprender ao longo da vida. MARGARIDA TOSCANO, PROFESSORA E MEMBRO DO GABINETE DA REDE DE BIBLIOTECAS ESCOLARES
  2. 2. BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MONSENHOR JERÓNIMO AMARAL ANABELA QUELHAS - COORDENAÇÃO Os docentes tomam a iniciativa de organizar atividades de complemento das suas aulas (exposições temáticas, leitura, entrevista, outras) articuladas com a biblioteca (ver como se pode articular) e trabalhadas em conjunto com os seus alunos, por forma a enriquecer o currículo escolar e a aprendizagem, potencializando o sucesso educativo. PROFESSORES BIBLIOTECA ALUNOS /APRENDIZAGEM SUCESSO  PROJETOS/PARCERIAS APOIAR e concretizar os programas do Plano Nacional de Leitura PNL Continuação do projeto A LER+, o nosso maior projeto PNL e semana da leitura. Dar visibilidade através da biblioteca , aos programas PNL aprovados em Conselho de Ministros nº 86/2006: Está na Hora dos Livros (Pré escolar); Está na Hora da Leitura (1º ciclo); Quanto Mais Livros Melhor (2º ciclo); Navegar na Leitura (3º ciclo) Aproveitar as parcerias com UTAD e SABE (serviço de apoio às bibliotecas escolares – bibliotecas escolares, biblioteca municipal e autarquia) COM A CONSTIUIÇÃO DO SABE TALVEZ SEJA POSSIVEL ENRIQUECER PARCERIAS E DAR MAIOR VISIBILIDADE A ALGUNS EVENTOS Criar um de Plano de Atividades para 2012/2013 articulado com a biblioteca escolar e projeto educativo 1- Abordar esta tarefa nas reuniões de Departamento do final do ano letivo criando um esboço do PAA.  Dar prioridade ao trabalho colaborativo entre a biblioteca e os grupos disciplinares, com o objetivo de enriquecer o currículo  Rentabilizar os recursos, tempo e as parcerias existentes  Aglutinar atividades para facilitar e viabilizar o trabalho articulado e avaliação  Considerar as sugestões da BE e outras sugestões  Tentar localizar as propostas de exposições temáticas que os departamentos pretendem realizar no espaço das BE – tentar que as exposições sejam uma mais-valia para os currículos disciplinares e não apenas os trabalhos finais dos alunos – as exposições devem ser apelativas, contendo valor cientifico e pedagógico e que possam ser itinerantes (outros anos, outras escolas)  Tentar escolher a semana da leitura a localizar em março – tema O MAR  Dar continuidade ao projeto A LER+ com possibilidade de novas ações 2 – Realizar acertos com a biblioteca escolar 3 - Definir com rigor o Plano de Atividades nas reuniões de setembro UM DOS OBJECTIVOS DA BIBLIOTECA É TRANSFORMAR INFORMAÇÃO PRESTADA AOS ALUNOS EM CONHECIMENTO, PARA ISSO É FUNDAMENTAL A INTERVENÇÃO DOS DOCENTES COMO
  3. 3. BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MONSENHOR JERÓNIMO AMARAL ANABELA QUELHAS - COORDENAÇÃO MEDIADORESDESSE PROCESSO. O COORDENADOR DE DEPARTAMENTO É A CHAVE DO SUCESSODE TODOS. Sugestões para o plano de atividades em articulação com a BE EXPOSIÇÕES TEMÁTICAS QUINZENAIS NUMA PERSPECTIVA DE ARTICULAÇÃO COM O CURRÍCULO – planeamento do calendário anexo Agosto 1912 – centenário Jorge Amado (língua portuguesa) 20 de Março 2013 – centenário Ilse Losa (semana da leitura) 22 de Maio 2013 – bicentenário Richard Wagner (musica) 2013 – 600 anos de perspetiva rigorosa – Brunelleschi (educação visual) A água (ciências) (educação especial)???? Outros…’???’ DAR CONTINUIDADE AO PROJECTO A LER+ MÊS DA BIBLIOTECA ESCOLAR – SEMANA DE 22 A 26 OUTUBRO – (formação do utilizador e centenário de Jorge Amado) SEMANA DA LEITURA – PROPOR (março)- tema talvez a água ou Ilse Losa Itinerâncias – tentar apoiar leitura dos EE das escolas rurais; Escritor do mês É notícia, colecionismo, hospital dos livros, jeronimo informa sobre a coleção Kit leitura Hora do conto na biblioteca/Ler na biblioteca Idolomania Ler às tirinhas Descomplicar as tic Histórias projetadas ALARGAR ERA UMA VEZ AOS RESTANTES DEPARTAMENTOS Alargar Ler Arte na Arte de Ler a outros grupos disciplinares – LER 10 atletas LER 10 matemáticos, LER 10 músicos, LER 10 exemplos de vida, LER 10 franceses, Ler 10 figuras históricas, Alargar as leituras no digital – uma história por dia http://www.historiadodia.pt/pt/index.aspx http://www.planonacionaldeleitura.gov.pt/bibliotecadigital/ http://kids.sapo.pt/descobrir/historias/historia_do_dia/ http://atividades.imagina.pt/tag/lingua-portuguesa http://nonio.eses.pt/contos/andersen.htm http://storynory.com/ http://nonio.eses.pt/contos/perrault.htm http://historias.dgidc.min-edu.pt/ http://www.junior.te.pt/servlets/Jardim?P=Historias http://www.prof2000.pt/users/historias/ Professor bibliotecário vai à escola ??? Maleta das histórias Em português escorreito Livro ativo Ciclos de cinema Escrita criativa – Quadro em diversos espaços 1 caixa, 1 livro, 1 sonho 2013: Ano Internacional da cooperação pela água JORNAL ESCOLAR – com a mesma dinâmica, mas com páginas organizadas por alunos – clube de jornalismo/departamento de linguas Formação – descomplicar as tic
  4. 4. BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MONSENHOR JERÓNIMO AMARAL ANABELA QUELHAS - COORDENAÇÃO CALENDÁRIO 2012 – escola sede 2013 BIBLIOTECA NATAL CARNAVAL DICKENS 26 del – Jorge Amado perspetiva agua wagner
  5. 5. BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MONSENHOR JERÓNIMO AMARAL ANABELA QUELHAS - COORDENAÇÃO CALENDÁRIO 2012 – araucária 2013 Domínio a avaliar Plano de ação BE (ainda não foi escolhido) – Deveria ser o domínio D Gestão da biblioteca BIBLIOTECA NATAL CARNAVAL DICKENS

×